>Um pouco de teoria política…

>
Eu sei, política pode ser uma coisa realmente muito chata. Principalmente em momentos como este onde é difícil – às vezes impossível – se acreditar nos políticos do próprio país.

Mas todos, sem exceção, têm um pensamento ideológico, uma preferência política (notem que eu falo política e não partidária) em seu íntimo.

Pode acontecer de ainda não se ter opinião completamente formada, mas dificilmente não há uma tendência que norteie a pessoa.

Eu, de minha parte, sou social-democrata. Assim, curto e grosso. Sem rodeios e sem entrelinhas.

É claro que não pretendo aqui dar uma aula acerca das ideologias que imperam no mundo. Mas posso explicar de forma rápida e simples o porquê de ter adotado essa linha de pensamento que considero a mais apta a produzir mudanças positivas no mundo atual.

De maneira bem resumida e simplificada, pode-se dizer que a social-democracia nasceu quando uma parte dos socialistas desistiram da revolução armada e entenderam que as mudanças na sociedade poderiam ser feitas democraticamente, por meio de reformas que melhorassem paulatinamente a vida das pessoas.

Aqui reside – na minha opinião – o principal trunfo da social-democracia ante as demais correntes da chamada esquerda: seu apreço pela democracia.

Não há na história da humanidade nenhuma notícia de um regime totalitário que se tenha implantado sob a bandeira da social-democracia. Isso, de per si, considero uma excelente carta de apresentação.

No caso do comunismo, sabe-se, é bem diferente. O sistema de centralização do partido e a tese segundo a qual uma determinada classe seria responsável pela construção da sociedade ideal é um coquetel que entendo ser deveras perigoso.

Quanto ao socialismo, é cansativo comentar. Como diria Bobbio: “qual socialismo?”.

O mesmo vale para os totalitarismo à direita, como o Fascismo.

O único caminho possível é a democracia. Não é sem motivo que Churchill disse ser ela “a pior forma de governo, depois de todas as outras”.

Para um social-democrata a democracia é pressuposto. Não é uma mera concessão feita à sociedade burguesa, como dizem alguns esquerdópatas (neologismo de Reinaldo Azevedo). Nem um perigo às instituições que regem a sociedade baseada na família e nas tradições, como teria dito Franco.

Para a social-democracia, o mundo capitalista é uma realidade concreta, com seus benefícios inegáveis (God bless internet) e também seus problemas crônicos. É a partir da democracia consolidada e do fortalecimento das instituições do Estado de Direito que o social-democrata tenta navegar entre os problemas encontrando as soluções apropriadas e socialmente justas para que todo cidadão tenha oportunidade de progredir.

É uma ideologia bonita, pois persegue uma sociedade mais justa e igualitária, mas não aceita subverter a ordem e a democracia para isso. Os fins definitivamente não justificam os meios.

A igualdade não deve ser na base do nivelamento por baixo, mas da abertura de portas, do oferecimento de oportunidades. Se há uma verdade no pensamento liberal, essa é a seguinte: toda pessoa que deseja progredir na vida, tendo a oportunidade para tanto, conseguirá.

É nessa questão da oportunidade que entra a social-democracia. Ela não acredita na “mão invisível”. Pelo contrário. O Estado é socialmente necessário para que a mencionada oportunidade esteja, na prática, à mão das pessoas.

Mas o Estado é isso: socialmente necessário. Nem mínimo, nem máximo, mas necessário, prático e eficiente.

Enfim, a social-democracia pretende, acima de tudo, reformar essa sociedade atual. Para isso convida seus adeptos a arregaçar as mangas e trabalhar desde já no que é concreto, deixando de lado discussões infinitas acerca de outros mundos possíveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s