>A elite se rebela contra o socialismo bolivariano.

>
Outro texto interessante da Folha de hoje:

“Enfrentando bombas de gás lacrimogêneo da Polícia Metropolitana, bloqueios da Guarda Nacional e militantes governistas, alguns milhares de universitários realizaram ontem em Caracas a primeira grande manifestação de oposição à proposta de reforma constitucional chavista, que prevê, entre outras mudanças, a reeleição indefinida para presidente.
(…)
‘Vim protestar por meus direitos’, disse à Folha a estudante de arquitetura Alejandra Loreto, 20. Apesar de considerar que vive numa ‘ditadura’, ela disse que irá votar no referendo sobre a reforma, provavelmente em 2 de dezembro.
A poucas quadras do Legislativo, a marcha foi interrompida por uma manifestação de não mais de 20 militantes governistas, alguns com o rosto coberto. Atrás de barreiras da Polícia Metropolitana, controlada pelo chavismo, gritavam: ‘Eles [estudantes] são ‘gusanos’ [vermes], e não venezuelanos’.
(…)
Dos estudantes, ouviam-se coros como ‘Tem de estudar, quem não estuda chavista vai virar’ e ‘Esse governo vai cair’.
(…)
Ônibus transportando estudantes do interior foram impedidos de chegar a Caracas por barreiras montadas pela Guarda Nacional no trajeto.
As críticas à reforma constitucional vêm crescendo na última semana, depois que a Assembléia Nacional, de maioria chavista, acrescentou à proposta original uma emenda que suprime o direito ao devido processo legal em caso de estado de exceção. A emenda foi criticada mesmo pelo procurador-geral da República e o defensor do Povo, próximos a Chávez.”

Anotem aí: não dou duas horas para que os filósofos, pensadores, jornalistas e intelectuais dessa esquerda radical ridícula publiquem textos repudiando a manifestação dos estudantes.

E digo mais: o argumento será sempre o mesmo: representam a elite dominante; a burguesia venezuelana; aqueles prejudicados pela “revolução socialista bolivariana” de Chavez.

Adorei a frase dos universitários: se não estudar, chavista vai virar. Claro! É uma conclusão óbvia! Uma análise empírica. Indiscutível.

Interessante observar que os chavistas estavam de rosto coberto. Por quê? O que os leva a agir como bandidos?

Eu já disse várias vezes que essa gente deturpou completamente o sentido da palavra elite. Elite, afinal, é a nata, o máximo de uma determinada categoria. Eu, por exemplo, espero estar sempre na elite do meu trabalho. Espero que meu time esteja na elite do campeonato. E adorei essa elite universitária da venezuela. Tenho um palpite: são os melhores alunos os que protestaram. Aqueles que conseguem as melhores notas. Os vagabundos, com certeza, estão do outro lado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s