>O Deus deles.

>

Todos vimos o circo armado em uma delegacia carioca ontem pelo meliante que matou o turista italiano em Ipanema na semana passada.

Rodrigo Carvalho Cruz, de 20 anos, se entregou à polícia e confessou ter roubado do cordão de ouro.

Mas o interessante mesmo foi ver como tudo se deu. O assassino chegou vestido como um evangélico tradicional: calça social, camisa de mangas compridas e bíblia na mão. Além disso, trouxe também seu pastor, Isaias de Andrade, da Assembléia de Deus.

O tal pastor disse que foi procurado pelo homicida, que confessou o crime. O crime em questão, aliás, não teria sido obra de Rodrigo, mas de uma legião de demônios, expulsos pelo tal pastor.

O delegado encarregado não se comoveu com a pantomima inventada. Indiciou o meliante por latrocínio e o pastor por contribuir para a ocultação de um criminoso, haja vista que forneceu abrigo para Rodrigo durante alguns dias.

O delegado foi perfeito. Com certeza o Deus dele, assim como o meu, não é o mesmo que esses bandidos veneram.

Essa gente faz todos os pecados possíveis. Criam uma fé e enganam as pessoas apenas com o intuito de enriquecer às custas da crendice alheia. Mas como se isso não bastasse, ainda tentam escarnecer do sistema legal e do ordenamento jurídico pátrio. Quem eles querem enganar com essa história de “legião de demônios”?! Só se isso for o nome da gangue do bandido, aliás, dos bandidos, afinal foram dois os que se apresentaram às autoridades policiais cariocas.

Que fiquem bem presos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s