>Dona Ana só abre a boca para falar besteira!

>

O episódio da violência sexual contra uma garota de 15 anos ocorrido em Abaetetuba/PA é algo brutal. Se torna trágico quando fica patente que não foi um fato isolado: até agora já surgiram 11 casos iguais. Em um deles a mulher encarcerada junto com outros homens chegou a ficar grávida.

Mas a maneira como a dona Ana, (des)governadora do Pará, está lidando com o caso é algo cômico. Uma verdadeira lenda urbana. Essa senhora precisa de um sério apoio psicológico.

Primeiro a patacoada de dizer que tudo é culpa da administração anterior. Prática comum dessa gente que acha que inventou tudo de bom. Além disso, há aquela lenga-lenga da “forte e eficaz ação voltada para o desenvolvimento e a justiça social” implementada pelo governo dela para “curar o Pará dos 500 anos de exploração e descaso a que foi submetido pelo governo anterior”.

Quando a gente pensa que já ouviu tudo, essa gente vem e surpreende ainda mais.

Qual foi a primeira medida dela como resposta ao vandalismo praticado sob sua administração? Mandou demolir a carceragem onde a garota ficou um mês presa com outros 20 homens. Claro! Como ninguém pensou nisso antes! Certamente os animais que a violentaram reiteradamente fizeram isso sob a influência de espíritos malignos que assombram aquele lugar. É como se alguém dissesse: “O governo da dona Ana está uma porcaria! Destrua-se o palácio do Executivo!”. Isso para não dizer que no Pará faltam carceragens e presídios, afinal, esse teria sido o fundamento para permitir que a garota fosse atirada aos lobos.

Mas lembrem-se do primeiro postulado necessário para se compreender a mente destes celerados: o ridículo deles não conhece limites.

Isso porque eles podem sempre surpreender a todos com absurdos ainda maiores. Hoje, por exemplo, divulgou-se a história de que os abusos contra a tal garota teriam sido filmados a partir de um celular. Isso permite uma conclusão óbvia: ou os presos tinham celulares lá dentro, ou alguém de fora estava vendo e filmando tudo.

Mas quando confrontada com essa novidade, dona Ana saiu-se com a seguinte: “É preciso, antes de mais nada, apurar se esse vídeo é realmente daquela menor em questão.” Por quê? Se for de outra menor (ou outra mulher) sendo violentada em prisões do Pará, não tem problema?! Como pode uma criatura como essa ser eleita para qualquer coisa?! Aliás, como pode estar simplesmente solta em circulação no meio social?! Maldito Foucault!

Esse lamentável episódio pode até acontecer sob outras administrações, em qualquer parte do mundo. Do ponto de vista do Estado de Direito, entendo que o problema principal não está no fato de acontecer um crime brutal como esse. O problema surge quando fica claro que o governante não agiu antes para evitá-lo e não sabe agir depois de maneira adequada.

A descerebrada que governa do Pará não tomou nenhuma medida concreta e séria a respeito. Pelo contrário, a cada dia que passa sua incompetência fica mais gritante porque são encontradas novas mulheres submetidas à mesma situação hedionda.

A conclusão mais óbvia disso é a mais preocupante de todas: Essa gente se elege sem programa de governo, sem agenda de reformas, sem planejamento administrativo de longo prazo, sem uma equipe competente. Eles só querem a máquina do Estado. É da natureza deles. Eles não podem evitar, mas nós podemos evitá-los.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s