>O golpe na Bolívia. Essa gente não respeita mesmo a democracia.

>

Já escrevi aqui o que penso a respeito de Evo cocalero/produtor de matéria prima para droga/sócio de Beira-mar/cover do Zacarias Morales, Presidente da Bolívia. Para mim ele é uma espécie de irmão mais novo de Chávez. Talvez até mais perigoso que o venezuelano, afinal os mais novos são sempre mais mimados e birrentos.
O que não consigo entender é de onde vem esse fascínio, essa atração quase que sexual que certa gente representante da esquerdopatia nacional nutre por figuras – como direi? – “fanfarrônicas” como aqueles dois espécimes acima citados.

A seguir transcrevo parte do editorial publicado hoje no Estadão (a íntegra está aqui).

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em Buenos Aires, pela enésima vez, que Evo Morales foi “a coisa mais extraordinária” que aconteceu recentemente na América do Sul, pois ele é “a cara da Bolívia”. De fato, Evo Morales não desmerece a maioria de seus antecessores. Em menos de duas semanas aplicou dois golpes nas instituições, calando a oposição e impondo ao país uma constituição que lhe permitirá ficar no poder até 2018, centralizará a atividade econômica nas mãos do Estado e dividirá o país em áreas indígenas – lá existem 36 etnias -, com autonomia administrativa e tribunais próprios, obedecendo a uma legislação específica. O primeiro golpe foi dado no dia 24. Depois de mais de um ano sem que conseguissem votar um único artigo do projeto feito por Evo Morales, seus seguidores transferiram a sede da Assembléia Constituinte, em Sucre, para um quartel e, na calada da noite, aprovaram todo o texto – acrescido de dispositivo que permitia a reeleição indefinida do presidente -, obviamente sem a participação da oposição. O texto foi aprovado por 138 dos 255 constituintes, violando, assim, a legislação que condicionava a aprovação ao apoio de dois terços dos deputados. No sábado, a Constituinte foi transferida para uma universidade em Oruro, cidade controlada pelos partidários de Morales. (…) A maior parte dos deputados da oposição, que esperavam que a sessão fosse instalada em Cochabamba, não chegou a tempo em Oruro. (…) Impedidos de deixar o recinto por uma multidão que cercava o prédio – e de vez em quando explodia cargas de dinamite para estimular o ânimo reformista dos constituintes -, em 16 horas de trabalho os deputados aprovaram o texto da nova constituição, que será submetida a referendo. (…) Muitos dos deputados não dispunham de cópia do projeto, para acompanhar o que estava sendo votado. (…) Evo Morales foi eleito em 2005, por ampla maioria, com a promessa de promover a inclusão política e social das comunidades indígenas na vida nacional. Mas revelou-se um fiel discípulo do caudilho venezuelano Hugo Chávez – cuja ascendência sobre Morales é total, a ponto de fornecer-lhe guarda-costas – e adotou integralmente o “bolivarianismo”. A diferença é que, na Venezuela, a oposição a Chávez se dissolveu após a greve de 2002 e só voltou a aparecer agora, no referendo que rejeitou a constituição liberticida. Na Bolívia, a oposição sempre esteve estruturada. Com o golpe deste final de semana, Evo Morales ampliou as divisões do país e aumentou as possibilidades de que haja uma reação violenta aos seus desmandos.

Primeira coisa interessante: o Presidente Lula, ao dizer que Evo Morales é “uma coisa extraordinária” porque “tem a cara da Bolívia”, queria elogiar o cara? Sei não…

Mas, falando sério, está mal arrumada essa América Latina na mão desses idiotas retrógrados. Incrível isso! E o pior é ver que Lula ainda se entusiasma com essa gente. Por que ele não fica amiguinho do Chile e vai lá aprender como se faz um pacote sério de reformas?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s