>VERGONHA! OEA derruba resolução que expulsou Cuba.

>

Olhem com atenção a imagem acima. O sujeito de costas é Fidel Castro, o mais duradouro tirano que há no mundo atual. Aquele que está vendando o pobre infeliz que será executado é Raul Castro, testa de ferro do Coma andante.

Sim, eu sei que a imagem em questão rodou o mundo e é conhecida de todos. Por que a estou reeditando agora? PORQUE É COM ESSE HORROR QUE A OEA ESTÁ COMPACTUANDO OFICIALMENTE!

Conforme noticiado há pouco no blog do Noblat, a OEA retirou, hoje, o veto que expulsou Cuba da organização, em 1962. Para quem não sabe, Cuba havia sido expulsa da OEA por se declarar um regime comunista e, portanto, contrário à democracia. Sim, o comunismo é incompatível com a democracia e desafio qualquer pogreçista a me demonstrar o contrário. O sonho do velho Marx, caros, nada mais era do que a ditadura perfeita. Adiante.

Hoje, a administração do Presidente-de-ébano, Barack Obama, desceu ao fundo do poço. Os Estados Unidos, terra de gente gloriosa como Roosevelt, Washington, Lincoln e tantos outros, foram envergonhados e viram sua história de democracia vilipendiada por esse sujeito, que se declarou salvador das nações. Isso porque os EUA não se opuseram ao cancelamento da expulsão de Cuba, e jogaram por terra a cláusula democrática. Até ontem, apenas países onde fosse plena a democracia poderiam fazer parte da OEA. Hoje, depois da vergonhosa cumplicidade do Messias negro, não é mais assim.

A Organização dos Estados Americanos, tal como a ONU, caminha agora para se tornar oficialmente mais um antro de convescotes entre tiranos e ditadores, onde a democracia é achincalhada e as liberdades subjugadas. O surpreendente, porém, não é a o flerte dos tais estados americanos com o fascismo castrista. O que cai como uma bomba no ocidente democrático é a genuflexão feita pelo governo americano, culpado por omissão no episódio. Por que, podendo impedir a glamurização da tirania, Obama permitiu que a maior ditadura comunista ainda de pé passe a gozar dos mesmos privilégios das democracias? Por que conceder aos inimigos da liberdade mais uma chance de aniquilá-la?

Sabem, porém, o que é mais vexatório? É que Cuba pode fazer pouco caso da decisão da OEA. Sim, é isso mesmo! Os estados americanos, sob a batuta do redentor do mundo, cancelaram a expulsão dos tiranos comunistas, sem que eles pedissem isso! Foi – sei lá… – um gesto de “boa vontade”; uma demonstração do tal “smart power”. E como os Castros vão responder a isso? Ninguém sabe… Eu, cá com meus botões reacionários, imagino que vão mandar a OEA e uzamericânu às favas! Como é mesmo que o Coma andante falou? Ah, lembrei! “Não precisamos das migalhas dos EUA!”

Pois é… Obama conseguiu, mais uma vez, envergonhar o ocidente democrático diante do mundo. Deu, pela enésima vez – em pouco mais de cinco meses de mandato! – chance de uma ditadura estapear-lhe a cara. “Problema deles lá!”, dirão alguns. Eu não acho… Não me sinto nada confortável em saber que a mais sólida e duradoura democracia que a humanidade já conheceu tenha escolhido deliberadamente flertar com o comunismo, a mais sombria e sanguinária página da história. Se os maiores fiadores das liberdades típicas da civilização ocidental ruírem, quem será o garante da democracia? Cuba, há mais de 50 anos sob o jugo de uma ditadura, certamente não…

Anúncios

5 ideias sobre “>VERGONHA! OEA derruba resolução que expulsou Cuba.

  1. Lucas Torres

    >A verdade nua e crua é a que você colocou: a OEA se tornou mais um palanque para ditadores e terroristas. Uma pena… Cada vez mais os foruns democráticos vão se acabando.

    Resposta
  2. Mauro

    >Por que será que esse namoro do Obama com as ditaduras não me surpreende nem um pouco? Ontem o governo dele permite que a tirania dos Castro volte à OEA. Hoje fala em igualdade com o terrorismo islâmico. Não sei que raio de mundo novo é esse que o Obama quer, mas eu quero é muita distância dele!

    Resposta
  3. Notívago

    >Solta a turma de Guantanamo; conversa eternamente com o anão atômico; e agora aceita sentar na mesma mesa que a ditadura mais sanguinária da AL. Muito humanista e pacifista esse Obama, heim?

    Resposta
  4. Catarina

    >Gente, eu sei que vou ser a única a defender o Obama (coisa que já virou tradição aqui!), mas vocês exageraram feio! Ele não aceitou Cuba de braços abertos na OEA, mas disse que a aceita SE as exigências democráticas forem cumpridas. É bem diferente.

    Resposta
  5. Germano

    >Mas Catarina, se todos concordamos que Cuba não vai virar uma democracia, por que os EUA precisam bajular os Castro? Por que ficar dizendo que podem recebê-los de braços abertos? Em suma, por que Obama insiste em estender a mão para o inimigo? Que tal deixar eles darem o primeiro passo pra variar?

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s