>A casa não contabilizada – 8: "A culpa é do mordomo."

>

Transcrevo abaixo o comentário de Reinaldo Azevedo acerca da casa não contabilizada do maranhense José Sarney, aquele que se elegeu senador pelo Amapá.

É o seguinte: o Estadão publicou hoje reportagem demonstrando que o senador José Sarney omitiu em sua declaração de bens à Justiça eleitoral uma casinha de R$ 4 milhões (ver posts da madrugada), que ele tem em Brasília. Segundo o senador, foi culpa do seu contador.

Qual é, gente? Se Lula pode não saber de nada, por que Sarney tem de saber de tudo?

Ele nem sabia que um neto trabalhava no gabinete de um aliado político seu (na verdade, subordinado) e que outro tinha uma empresa de intermediação de empréstimos que atuava no Senado.

Alguém com tão pouca sabedoria é um risco na presidência do Congresso. Na do país então… Imaginem os perigos a que estivemos sujeitos. Na hipótese benigna, pergunta-se: quem não cuida da própria declaração de bens conseguirá ser zeloso com os bens alheios, como é mister num presidente do Congresso? (…)

Na mosca, Reinaldão! Perfeito! Só de imaginar os perigos a que estivemos sujeitos, sinto engulhos…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s