>Onde está a Dilma social? Ou: as comunas do PT.

>Da Folha Online:

Fiscais do governo federal e do Ministério Público do Trabalho encontraram e resgataram 98 trabalhadores em regime análogo à escravidão numa obra que integra o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), no sul de Goiás.

A partir de uma denúncia, a ação de procuradores e de auditores do Ministério do Trabalho numa usina hidrelétrica começou no início da semana passada e somente foi concluída na madrugada de anteontem, quando os trabalhadores foram indenizados e puderam retornar às suas casas.

A construção da usina Salto do Rio Verdinho é de responsabilidade da Votorantim Energia, braço do Grupo Votorantim, e tem o apoio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que no final do ano passado injetou cerca de R$ 250 milhões na sua implantação.

Planalto e PT apostam no PAC como uma vitrine da candidatura petista para a sucessão de Lula no ano que vem. Na semana passada, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), pré-candidata petista a presidente, aproveitou um evento sobre saneamento para, em discurso, falar das preocupações sociais e ambientais do programa. Ela chegou a compará-lo ao Bolsa Família.

O PAC, porém, é um motivo de reservas a Dilma por parte de movimentos sociais e de ambientalistas, caso do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e do MAB (Movimento dos Atingidos por Barragens). Eles avaliam que o programa prioriza a geração de emprego e o crescimento da economia sem levar em conta as condições socioambientais.

Procurada ontem, a Casa Civil não se manifestou sobre o flagrante da fiscalização.

Não é mesmo fascinante? Lembro a todos que o responsável por isso é o governo dozoperário e dozoprimido. Aquele que, segundo o apedeuta, fez pelos trabalhadores aquilo que nunca fora feito na história dessepaiz.

Eu fico cá me perguntando: como é possível que uma eventual candidatura da dona Dilma possa prosperar? Mais ainda: como se pode aceitar que a sujeita venha a ser candidata, depois de semelhante ultraje? “Ah, mas ela não aprovou a escravidão.”, dirão. Sim, pode até ser. Mas, convenhamos: a mulher está sendo vendida ao país como a “mãe do PAC”, lembram? Logo, deve arcar com as travessuras praticadas pelo filhote…

Fosse líder da oposição, cuidaria de veicular, dia após dia, imagens dos trabalhadores escravizados nas comunas petistas, sobrepondo-as à foto sorridente e recauchutada da ex-terrorista. Duvido que sua áurea resistisse a isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s