>Scott Brown, o homem que enterrou a "era Obama".

>

Na última terça-feira, o mundo presenciou o fim de uma era. A “era Obama”.
Exatamente um ano depois de ter se tornado Presidente dos Estados Unidos, Barack Hussein Obama, o Presidente-de-ébano, sofreu seu mais duro revés político com a vitória do Republicano Scott Brown na disputa por uma vaga de Senador por Massachusets.
Apenas uma eleição regional sem importância? Nada disso! As duas cadeiras de Massachusets no Senado eram há décadas uma espécie de patrimônio dos Democratas, que se mantiveram lá mesmo durante os governos Republicanos de Bush pai, Bush filho e do popularíssimo Ronald Reagan.
Mais que isso, uma das cadeiras – exatamente aquela conquistada por Brown na terça passada – era já uma sorte de trono do clã Kennedy. O último a ocupá-la foi exatamente Ted Kennedy, um ferrenho defensor do plano de reforma da saúde capitaneado, agora, por Obama. Ver, agora, um político que passou toda a campanha se declarando contrário ao Health Care deve doer fundo no coração de todo obamófilo do mundo.
Brown engatou a marcha vitoriosa na campanha ao deixar de lado sua adversária imediata, a Democrata Martha Coackley, e mirar de forma certeira no adversário real: Obama. E o Cristo negro mordeu a isca, precipitando-se até Massachusets e colocando-se na linha de frente da campanha. A mensagem que ele pretendia passar aos eleitores era: “Estamos unidos e queremos sua confiança para mudar a América.” A que passou efetivamente foi: “Esqueçam a Martha. Sou eu quem pretende meter a mão nos bolsos de vocês para custear um projeto que nem sei se dará certo.”
Os eleitores de lá, como não canso de repetir, são melhores que os de cá. Lá, quando o governo se assanha e cresce o olho – e as mãos – pra cima do dinheiro das pessoas, o resultado costuma ser revolta popular e problemas pro governante de turno. Não é sem motivo que Obama perdeu todas as disputas eleitorais que enfrentou desde que assumiu a Presidência.
Quem acompanha um pouco mais de perto a política americana sabe que não exagero quando digo que o sujeito está perdido. Outro dia, em um desses programas televisivos, Obama brandiu uma vassourinha, prometendo limpar a sujeira Republicana da América. Para quem pretendia ser um estadista capaz de ombrear com Kennedy e Lincoln, o rapaz se mostra bem mais próximo de um simples faxineiro…
Anúncios

4 ideias sobre “>Scott Brown, o homem que enterrou a "era Obama".

  1. George

    >Eu concordo com tudo sobre o fracasso da "era Obama", mas discordo de um ponto: não acho que ele sairá em 2012. A razão é simples: quem viria para o lugar dele? Quem os Republicanos têm? Não vejo ninguém.

    Resposta
  2. Hugo

    >Ver a cadeira do grande e digno Ted Kennedy nas mãos de um fantoche da direita mais radical e atrasada deveria ser motivo de tristeza para todos.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s