>O petismo e a arte de querer eliminar os adversários.

>

Esta semana o secretário nacional de comunicação do PT, André Vargas, disse, no Twitter, que o PT não tem ligação com as FARC. Foi além e afirmou que, se o partido de Lula e Dilma fosse mesmo aliado das FARC, “o INDIO E SUA TRIBO estariam ou sequestrados ou mortos”. Assim o pogreçismo faz política no Brasil: tecendo abertamente ameaças contra a vida de um candidato à vice-Presidência da República. Essa é a forma encontrada por eles para construir o tal “outro mundo possível”: acabar com toda e qualquer divergência, ainda que seja preciso recorrer ao sequestro e ao homicídio. Escrevi a respeito na minha coluna semanal lá no Perspectiva Política. Transcrevo abaixo apenas um trecho do texto, mas convido-os a ler a íntegra. Vale a pena, pois permite conhecer um pouco melhor como funciona a mente sociopata dessa gente.

Imaginem que um petista acuse ACM Neto ou Paulo Bornhausen de serem uns coronéis, membros de oligarquias. Vamos, façam uma forcinha. Nem é tão difícil, afinal já cansamos de ouvir petistas falando isso, não é mesmo?
Pois agora imaginem que ACM Neto respondesse à acusação do petista mais ou menos assim: “Não, não sou coronel. Se fosse já teria mandado um jagunço matar você!” Não é difícil imaginar que o mundo desabaria sobre a cabeça do sujeito. Rapidamente algum intelectual da esquerda – aposto em Emir Sader… – rabiscaria um texto denunciando o “fascismo das velhas elites tradicionais de direita”. Gente como Paulo Henrique Amorim e Luiz Carlos Azenha desfilaria sua indignação jornalística. Ah, claro! Quase esqueci! É barbada que algum promotor veria ilegalidade na fala de ACM Neto e ajuizaria uma ação – qualquer uma – contra o deputado do DEM.
Mas nada disso aconteceu. ACM Neto não insinuou que mataria de bom grado algum político do PT. No máximo andou falando, há alguns anos, que queria estapear Lula. Não se pode culpá-lo, né? Quem não gostaria de dar umas bofetadas no apedeuta? Eu adoraria! Mas já me desviei. Retomo.
Os leitores conhecem André Vargas? Não?! Bem, André Vargas é Secretário Nacional de Comunicação do PT. Ele gosta, pois, de se “comunicar”. Se “comunica” como ninguém. Ontem, no afã de se “comunicar” com os eleitores brasileiros, André Vargas disse, sem meias palavras, que Índio da Costa deveria ser sequestrado ou morto. (…)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s