>Homem é detido por distribuir panfletos contra o aborto. É A DITADURA ESCANCARADA!

>

Li no O Globo que Celmo Felski foi detido pela polícia por distribuir panfletos que reproduziam o apelo da Regional Sul 1 da CNBB contra o aborto, cujo texto original pode ser lido aqui. É isso mesmo! Um indivíduo foi detido pelo aparelho de segurança do Estado apenas por se manifestar contrário ao aborto! É UM ULTRAJE!
A justiça eleitoral brasileira, a pretexto de garantir essa abstração denominada “equilíbrio do pleito”, está avançando cada dia mais sobre as liberdades e garantias fundamentais das pessoas. A democracia está em risco, e o risco não é pequeno! Em breve não será permitido ter em casa textos contrários ao aborto, pois a polícia, cumprindo determinação da justiça eleitoral, invadirá as residências e prenderá os “criminosos” que se atrevem a… defender a vida! É O PRENÚNCIO DE UMA DITADURA!
Se o documento da Regional Sul 1 tivesse alguma mentira, a justiça eleitoral até poderia tentar justificar a sanha autoritária do Estado. Mas não tem! Tudo o que a CNBB atribuiu ao PT é a mais pura verdade! O PT REALMENTE DEFENDEU O ABORTO NO SEU 3º CONGRESSO NACIONAL! O GOVERNO DE LULA E DILMA REALMENTE INCLUÍRAM O TEMA NO PLANO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS. ISSO É FATO!
Por que a justiça eleitoral e, agora, a polícia atuam para impedir que se divulgue a VERDADE? É porque a verdade prejudicaria Dilma e o PT? PRO INFERNO COM ISSO! PRO DIABO COM O “EQUILÍBRIO DO PLEITO”! DEMOCRACIA SE FAZ GARANTINDO LIBERDADES, NÃO DETENDO CIDADÃOS INOCENTES!
Este blog defende a democracia e o sistema de liberdades individuais. E, assim sendo, não aceita a patrulha dos que piscam um olho para o terrorismo eleitoral, travestido de “bom mocismo”. Abaixo torno a publicar o manifesto da Regional Sul 1 da CNBB, porque tudo o que está escrito ali é verdadeiro! E se o Estado brasileiro decidiu que a verdade é proibida, CUMPRE LUTAR CONTRA ESSE AVANÇO TOTALITÁRIO!
Juiz nenhum pode reescrever os fatos em nome de um tal “equilíbrio do pleito”! A verdade é uma só, não adianta expedir milhões de liminares contra ela! Os indivíduos têm liberdade de se expressar e de defender suas crenças, e só os fascistas mandam a polícia para impedir isso! Aqui, não tememos fascistas! Aqui, eles são combatidos!
—–
A Presidência e a Comissão Representativa dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, em sua Reunião ordinária, tendo já dado orientações e critérios claros para “VOTAR BEM”, acolhem e recomendam a ampla difusão do “APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS” elaborado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 que pode ser encontrado no seguinte endereço eletrônico www.cnbbsul1.org.br
São Paulo, 26 de Agosto de 2010.
Dom Nelson Westrupp, scj
Presidente do CONSER-SUL 1
Dom Benedito Beni dos Santos
Vice-presidente do CONSER-SUL 1
Dom Airton José dos Santos
Secretário Geral do CONSER SUL 1
APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS
Nós, participantes do 2º Encontro das Comissões Diocesanas em Defesa da Vida (CDDVs), organizado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB e realizado em S. André no dia 03 de julho de 2010,
– considerando que, em abril de 2005, no IIº Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos, apresentado ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (nº 45) o atual governo comprometeu-se a legalizar o aborto,
– considerando que, em agosto de 2005, o atual governo entregou ao Comitê da ONU para a Eliminação de todas as Formas de Descriminalização contra a Mulher (CEDAW) documento no qual reconhece o aborto como Direito Humano da Mulher,
– considerando que, em setembro de 2005, através da Secretaria Especial de Política das Mulheres, o atual governo apresentou ao Congresso um substitutivo do PL 1135/91, como resultado do trabalho da Comissão Tripartite, no qual é proposta a descriminalização do aborto até o nono mês de gravidez e por qualquer motivo, pois com a eliminação de todos os artigos do Código Penal, que o criminalizam, o aborto, em todos os casos, deixaria de ser crime,
– considerando que, em setembro de 2006, no plano de governo do 2º mandato do atual Presidente, ele reafirma, embora com linguagem velada, o compromisso de legalizar o aborto,
– considerando que, em setembro de 2007, no seu IIIº Congreso, o PT assumiu a descriminalização do aborto e o atendimento de todos os casos no serviço público como programa de partido, sendo o primeiro partido no Brasil a assumir este programa,
– considerando que, em setembro de 2009, o PT puniu os dois deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso por serem contrários à legalização do aborto,
– considerando como, com todas estas decisões a favor do aborto, o PT e o atual governo tornaram-se ativos colaboradores do Imperialismo Demográfico que está sendo imposto em nível mundial por Fundações Internacionais, as quais, sob o falacioso pretexto da defesa dos direitos reprodutivos e sexuais da mulher, e usando o falso rótulo de “aborto – problema de saúde pública”, estão implantando o controle demográfico mundial como moderna estratégia do capitalismo internacional,
– considerando que, em fevereiro de 2010, o IVº Congresso Nacional do PT manifestou apoio incondicional ao 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3), decreto nª 7.037/09 de 21 de dezembro de 2009, assinado pelo atual Presidente e pela ministra da Casa Civil, no qual se reafirmou a descriminalização do aborto, dando assim continuidade e levando às últimas consequências esta política antinatalista de controle populacional, desumana, antisocial e contrária ao verdadeiro progresso do nosso País,
– considerando que este mesmo Congresso aclamou a própria ministra da Casa Civil como candidata oficial do Partido dos Trabalhadores para a Presidência da República,
– considerando enfim que, em junho de 2010, para impedir a investigação das origens do financiamento por parte de organizações internacionais para a legalização e a promoção do aborto no Brasil, o PT e as lideranças partidárias da base aliada boicotaram a criação da CPI do aborto que investigaria o assunto,
RECOMENDAMOS encarecidamente a todos os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, em consonância com o art. 5º da Constituição Federal, que defende a inviolabilidade da vida humana e, conforme o Pacto de S. José da Costa Rica, desde a concepção, independentemente de sua convicções ideológicas ou religiosas, que, nas próximas eleições, deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalizacão do aborto.
Convidamos, outrossim, a todos para lerem o documento “Votar Bem” aprovado pela 73ª Assembléia dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, reunidos em Aparecida no dia 29 de junho de 2010 e verificarem as provas do que acima foi exposto no texto “A Contextualização da Defesa da Vida no Brasil” (http://www.cnbbsul1.org.br/arquivos/defesavidabrasil.pdf), elaborado pelas Comissões em Defesa da Vida das Dioceses de Guarulhos e Taubaté, ligadas à Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, ambos disponíveis no site desse mesmo Regional.
COMISSÃO EM DEFESA DA VIDA DO REGIONAL SUL 1 DA CNBB
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s