>Declaração de voto: JOSÉ SERRA.

>

Tá, eu sei que não tô contando nenhuma novidade pra vocês, leitores deste blog. Qualquer um que já tenha passado por aqui antes sabe que votarei em José Serra amanhã. Então, por que este texto? Por que esta declaração de voto? Porque acho importante deixar registrado que participei da resistência democrática. Que, no dia 3 de outubro de 2010, junto com tantos outros milhões de brasileiros, ajudei a levar a eleição pro segundo turno, num movimento que, quero crer, também levará à virada de Serra, rumo à vitória final.
Não acho difícil explicar por que votarei em Serra. Na verdade, é bem simples: além das inúmeras qualidades dele, há aquilo que considero defeitos graves e insuperáveis na candidata do governo. Tendo em mente esses dois fatores, me é impossível não escolher Serra, apesar das inúmeras discordâncias ideológicas que tenho com relação a ele. Mas isso é do jogo. Não existe candidato ideal para nenhum de nós e, além disso, a situação de emergência democrática que vivemos no Brasil faz com que muita coisa seja afastada, em nome de defender a democracia e as liberdades. E só Serra pode fazer isso.
Serra é possivelmente o candidato mais preparado para governar o país, desde Mário Covas, que tentou chegar à Presidência em 1989 (e saibam que o subscrito é muito fã de FHC!). O tucano foi deputado, ministro, prefeito, governador e também já disputou uma eleição nacional. Em todos os cargos que ocupou, Serra sempre foi reconhecido por gestões eficientes, resultados muito bons e nunca houve nenhum escândalo em torno do nome dele. Se isso soa vazio para alguns, posso falar de forma mais concreta: quem foi responsável pelos genéricos, pelo melhor programa de combate à AIDS do mundo e pela nota fiscal paulista merece demais presidir o Brasil. Isso parece pouco? Parece algo que só interessa à “elite”? Bobagem! Isso mostra uma linha de ação política e administrativa. Mostra realizações concretas que servem para apresentar uma biografia sólida e sem máculas. Serve para que ninguém erre na hora de votar. Nestas eleições, mais do que nunca, não nos é permitido errar
Eu votei em Lula, em 2002. Surpresos? Bem, admito que alguns podem até estar – se bem que os leitores mais antigos já sabem disso. Votei, mas não por acreditar no mito do Presidente-operário, que seria responsável pela redenção do país. Essa retórica salvacionista nunca me seduziu. Votei porque entendi, à época, que a alternância faria bem ao país e que o PT precisava ter a experiência de ser governo para amadurecer, o que poderia elevar o nível geral da política brasileira. Os meus medos quanto ao PT eram como os medos da Regina Duarte, lembram? Eu temia o descontrole fiscal e econômico, que levassem a uma “argentinização” do Brasil.
Sim, eu era ingênuo. Mais jovem também, o que faz muita diferença. Meus medos se aplacaram com a tal “Carta ao povo brasileiro” que, de fato, levou a adoçã de políticas que garantiram a estabilidade econômica e o crescimento – bastante aquém do possível, é verdade. Meus medos, em suma, não eram nada perto daquilo que o PT revelou no poder.
“Chutei o balde” governista já no escândalo dos Correios. Na época do mensalão, eu já estava oferecendo consolo para meus amigos petistas desiludidos, incapazes de acreditar no que viam diante dos olhos. Eu não me senti “traído pelo PT”, porque nunca fui petista. O ideário deles, essa coisa mal acabada que eles apresentam como socialismo democrático, nunca me pegou. Foi um voto. Um voto errado. E agora não é permitido errar de novo!
Me enganei ao acreditar que o PT poderia oxigenar um pouco a política, trazendo gente nova pro governo. O que se viu foi Calheiros, Sarney, Collor e Maluf sendo abraçados por Lula publicamente. Não se pode emprestar sobrevida a um governo que demonizou FHC durante oito anos, ao mesmo tempo em que se curvou perante Severinos, Janenes e Barbalhos.
A escolha a ser feita amanhã é de ordem moral. Podemos decidir entre duas visões de mundo diametralmente opostas, que são, em essência, a diferença entre civilização e barbárie. De um lado Dilma, representando a agenda que se alinha a Chávez, Ahmadinejad, Kim-Jong Il, Mugabe e demais facínoras espalhados pelo mundo. Do outro Serra, que já demonstrou abertamente rejeitar a tirania e o terrorismo. A petista quer usar o Brasil para apoiar a escória do mundo. Serra pode conseguir nos afastar dela.
É a esse tipo de coisa que me referi quando falei em emergência democrática. Não há política econômica de sucesso que se sobreponha às tentativas claras e reiteradas do PT de controlar a imprensa e cercear as liberdades individuais. Não há bolsa-família que me faça esquecer do achincalhamento institucional promovido pelo governo atual, que vergonhosamente tomou de assalto o Estado e submeteu o governo ao partido e aos interesses eleitoreiros de Lula e Dilma. Não há, enfim, política de micro-crédito de sucesso capaz de apagar oito anos de arremetidas ferozes contra a democracia, subjugando adversários, demonizando a divergência e engessando o processo político. E isso tudo sem mencionar que tudo o que deu certo no governo atual teve início na era FHC. Tudo! E desafio qualquer um a me demonstrar o contrário.
Eu terei muitas críticas a um eventual governo Serra, tenho certeza. Talvez mais críticas do que concordâncias até. Mas é reconfortante saber que será possível divergir de Serra sem ser chamado de “golpista” e sem ser patrulhado pela milícia que existe a serviço do PT. E tenho certeza disso porque Serra é um democrata convicto. Sempre foi! O abraço de Serra à democracia foi algo decidido, incontroverso. Não uma escolha tática oportunista. SERRA ENFRENTOU A DITADURA MILITAR PORQUE QUERIA UMA DEMOCRACIA. Bem diferente de Dilma, cujo grupelho terrorista denominado VAR-Palmares pretendia TROCAR UMA TIRANIA POR OUTRA!
Quando somos chamados a escolher entre um democrata e uma terrorista, não á muito o que dizer. A própria natureza da nossa civilização deve nos empurrar a rejeitar a barbárie representada pelo passado de Dilma. Isso pra não falar do presente dela, recheado de Erenices, dossiês e toda sorte de coisas que só servem para confirmar o desprezo que a candidata do governo sente pela democracia e pelo sistema de liberdades individuais.
É preciso mais? Bem, Serra defende a vida. Dilma defende o aborto, como se pode ver no post abaixo. Eu sei que para alguns isso é coisa pouca, que nem deveria ser levada em consideração. Para mim, não! Eu defendo que todos possam batizar seus netos, como Dilma fez ontem, em rede nacional. Enfim, a primeira opção, para este escriba, não é entre programas de governo (mesmo porque Dilma, até hoje, ainda não apresentou o seu…). A escolha é de valores. De princípio. De visões de mundo. E eu escolho os valores da liberdade, da democracia e da vida. EU ESCOLHO E VOU VOTAR EM JOSÉ SERRA.
Anúncios

14 ideias sobre “>Declaração de voto: JOSÉ SERRA.

  1. andre luiz mendes

    >Sua liberdade de expressao também é serrista: só existe para você, só publica o que lhe interessa. a critica, a sugestao construtiva, a analise imparcial, essas voce, igual ao serra, manda CENSURAR (meu ultimo comentario sobre sua declaracao de voto foi censurado). Mas esqueci de complementá-lo e agora o farei: serra , além de ser o mais experiente, o mais treinado, o mais competente (compete, compete, compete e sempre é derrotado pelo Lula)é o exilado (dilma é terrorista). Na realidade Serra e Dilma foram vítimas da ditadura, que você faz apologia, a diferença é que Dilma ficou, enfrentou, foi presa, torturada enquanto seu candidato fugiu.

    Resposta
  2. Yashá Gallazzi

    >Não considerei votar em Marina por aquilo que reputo uma falha de valores insuperável: ela saiu do PT por divergir da política ambiental do governo, mas não se sentiu obrigada a sair na época do mensalão.Mas é verdade que eu deveria ter dito isso no texto. Fica aqui o registro.

    Resposta
  3. Anonymous

    >andre luiz mendes, Domingo, 03 Outubro, 2010. Você esqueceu de dizer que Serra controla também o New York Times, a BBC, CBS, ABC. Sua própria candidata esquivou-se de ter falado tal coisa, como também do dossiê contra FHC e Dona Ruth, de ter indicado e bancado Erenice Guerra, do PAC ser um fracasso. Mas você parece estar convencido de que tudo o que ela fala é verdade. Então, reze para seu tótem.

    Resposta
  4. Anonymous

    >É bom registrar, também, Yashá, que a Senadora Marina Silva está fazendo os cálculos de forma equivocada. Ela está atacando o Serra, ao invés de intensificar a tirada de votos de Dilma, única forma dela ir a um segundo turno. Serra, ao contrário, tem, no mínimo, o segundo para disputar, além de poder virar logo no primeiro turno. Tudo indica que a Senadora Marina Silva declarará neutralidade no segundo turno, liberando a militância, simpatizantes e apoiadores.

    Resposta
  5. Anonymous

    >Só respondendo ao tal andré:Quantas eleições o seu idolo *ganhou* de fato?Respondo: ele foi eleito a quaisquer cargos apenas TRÊS vezes: deputado (medíocre, diga-se de passagem) e duas vezes presidente. De resto, ele foi "competente" na sua definição — competiu, competiu, e PERDEU…

    Resposta
  6. Roder Rock

    >Viva Serra! No meu Blog estou postando 4 páginas de um livro de Ayn Rand – "Quem é John Galt?" Estou dedicando os escritos de Ayn para esse pessoal que acredita na bandalheira dessas pessoas que tomaram o poder no Brasil com um discurso mentiroso, atos políticos e administrativos que rapinam o nosso país. São os que dizem que o capital, os EUA, a liberdade é ruim… Para eles bom é Fidel, Chaves, Mahmoud Ahmadinejad…Abraços, te sigo.

    Resposta
  7. JOG ROCHA

    >TAMBEM FUI LULA EM 2002ESTAMOS ESCOLHENDO O MELHOR ENTRE OS PIORES, MAIS TENHO ESPERANÇAS NO SERRA, TORÇO E QUERO QUE ELE GANHE. SE POSSÍVEL DIGA AO SERRA PRA SER ELE MESMO, PRA NÃO SE ESQUECER DE QUEM O APOIOU QUANDO ESTAVA SÓ NO PRIMEIRO TURNO ADOREI QUANDO BEIJOU O GERALDO NO ROSTO PORQUE FOI ESPONTANIO E DERRUBOU OS BOATOS DA INIMIZADE ENTRE ELES, ADOREI O DISCURSO QUE TERMINAVA COM O HINO NACIONAL AQUELE É O SERRA QUE QUEREMOS VER, SINCERO COMO ESPERANÇA E QUE PODEMOS CONFIAR SERRA REZE BASTANTE PORQUE SÓ APELANDO PRA MACUMBA, EXPLICA O SEU ATO FALHO SOBRE O ABORTO OU O SEU JEITO CARICATO NOS JORNAIS TELEVISIVOS, AS GALHINHAS PRETAS SUMIRAM DAQUI ACHO QUE REFORÇARAM O EBÓ, SE POSSIVEL VÁ EM OUTRA PROSSIÇÃO , QUE TAL O SILIO DE NAZARE EM BELÉM, PORQUE SÓ DEUS E AS ORAÇÕES DO POVO PODERÃO DE AJUDAR. CONFIO EM VOCÊ E O QUANTO E DIFICIL PRA MIM DEZER ISTO.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s