>Militares obrigados a enaltecer bandeiras do MST. É o fim dos tempos!

>

Do blog do Jamildo (íntegra aqui):
O Ministério Público de Pernambuco promoveu Termo de Ajustamento de Conduta no qual  a  Associação dos Oficiais, Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar/Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco – AOSS, atualmente denominada AME – Associação dos Militares de Pernambuco  e a STAMPA, empresa de outdoors, promoverão uma contrapropaganda, veiculando 21 outdoors com mensagens de promoção e defesa dos direitos humanos e da Reforma Agrária, conforme arte definida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e aprovada pelo Ministério Público. A Associação terá ainda que publicar retratações públicas ao MST no Diário Oficial, no jornal interno da policia militar e no site
da associação. A contrapropaganda deve ser veiculada a partir de março de 2011.
A decisão é resultado do Termo de Ajustamento de Conduta  no procedimento administrativo Nº 06008-0/7, no Ministério Público de Pernambuco, apresentado pela organização de direitos humanos Terra de Direitos, pelo Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por danos morais e direito de resposta contra a AOSS, em virtude da “campanha publicitária” contra o MST realizada pela Associação em 2006.
Na ocasião, a AOSS distribuiu nas principais vias públicas do Recife e nas rodovias do Estado de Pernambuco outdoors e jornais, bem como foram feitos discursos nos horários nobres das rádios e televisões, com conteúdos difamatórios e preconceituosos contra trabalhadores/as rurais sem terra. Nos outdoors, veiculava-se a seguinte mensagem: “Sem Terra: sem lei, sem respeito e sem qualquer limite. Como isso tudo vai parar?” (…)
Comento: É um absurdo! Querem ver? Pois bem, onde está a referência ofensiva ao MST? Sério, cadê?! Tentem apontá-la no texto acima, vamos! Em momento algum o bando terrorista de João Pedro Stédille foi mencionado. Devo, pois, presumir que os “sem terra” vestiram a carapuça…

A notícia acima só confirma como as liberdades e garantias individuais estão sendo vilipendiadas, dia após dia, até mesmo por aqueles que deveriam zelar pelo sistema democrático. Em nome dos tais “direitos humanos”, arremeteu-se contra a liberdade de expressão de uma organização. E o que é mais grave: sem que nenhum direito humano houvesse sido violado!

O MST não gostou dos outdoors feitos pela associação dos policiais militares? Que fizesse outros, propagandeando suas bandeiras ou sei lá o que mais – dinheiro (público) pra isso, sabe-se, não faltaria… Em vez disso, preferiram atacar a liberdade de expressão. É impossível ficar tranquilo diante desse tipo de coisa.

Anúncios

2 ideias sobre “>Militares obrigados a enaltecer bandeiras do MST. É o fim dos tempos!

  1. Alex

    >Olha, é de revoltar qualquer cidadão, o problema maior que vejo é que fazem as coisas mais absurdas como que não estivessem fazendo nada, é um absurdummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!

    Resposta
  2. Paulo M

    >Um grande absurdo! Estão invertendo os valores de nossa sociedade e me preocupo com o rumo que isso vai tomar. O MST realmente VESTIU A CARAPUÇA, o MST realmente se vê como uma organização sem lei, sem respeito e sem qualquer limite. Concordo plenamento com vc, como eles não têm competência pra mostrar fundamento em suas reivindicações, adotam o caminho de atacar outras instituições, que muito fazem pelo nosso país, ao contrário deles.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s