>Cinismo sem limites. Ou: as ESTROVENGAS DE PLÁSTICO agasalhadas (ui!) na Assembléia Legislativa do Amapá.

>

Eu não estava pretendendo interromper as curtas férias pra escrever, mas a notícia de que a Polícia Federal encontrou ESTROVENGAS DE PLÁSTICO dentro da Assembléia Legislativa do Amapá não pode passar desapercebida. A coisa é de tal sorte surreal, que dá uma boa noção da profunda degradação moral que caracteriza aquele rincão pútrido e bolorento situado no extremo norte do Brasil.
O mais absurdo, porém, veio depois. A presidência da Casa de Leis do Amapá – que, a julgar pelos objetos ali encontrados pela PF, vinha se comportando como um lupanar – emitiu uma nota à imprensa repudiando – atenção agora! – a ação dos policiais! Vejam abaixo um pequeno trecho (íntegra aqui):
(…) Durante a ação os deputados tiveram o direito de ir e vir cerceados pelos agentes que impediram os parlamentares de desenvolver suas funções no plenário do poder legislativo. A população presente na casa de leis também teve a liberdade reprimida.
Por este fato, a Assembleia Legislativa do Amapá vem a público repudiar  tal atitude, informando à população que por meios legais marcou audiência com o superintendente da Polícia Federal do Amapá , Roberto Maia, para esclarecer a forma como a ação foi conduzida dentro da casa de leis. (…)
Eu convidaria o subscritor de tal nota a discorrer sobre como seria possível à Polícia Federal dar cumprimento a mandados de busca e apreensão, sem que a rotina normal da Assembléia fosse abalroada. Mas não farei isso, pois não confio em alguém que escolheu atacar a PF, e silenciou sobre as TROZEMBAS DE PLÁSTICO lá encontradas.
Acerca dos FALOS ARTIFICIAIS que estavam – mui estranhamente, diga-se -, na sede do Poder Legislativo estadual, nada. Nem uma mísera palara. Fica parecendo que em vez de PIROCAS PLÁSTICAS, a PF achou – sei lá… – resmas de papel… Essa desfaçatez é aterradora! Ainda pior que o próprio ato de agasalhar (ui!) TREJEBAS dentro da Casa de Leis.
O ridículo do Amapá é exatamente igual sua decadência moral: não conhece qualquer limite.
Anúncios

Uma ideia sobre “>Cinismo sem limites. Ou: as ESTROVENGAS DE PLÁSTICO agasalhadas (ui!) na Assembléia Legislativa do Amapá.

  1. Fusca

    >Aí, Yashá,conforme disse no último post, só voltaria a escrever se houvesse alguma notícia importante relacionada à presidentA.Como o tema tem tudo a ver com o novo governo dilmula que nos espera, você não resistiu e escreveu. Dilma e o falo de plástico, tudo a ver! Dilma é Dirceu de novo. É a luta de classes fomentada e mantida pelos esquerdopatas, maoístas e lulodilmistas. Hoje qualquer um que não seja petista nem traficante é quase sempre pobre. No futuro haverá apenas duas classes: os pobres e os petistas – traficantes ou não.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s