>Não me culpe, eu votei Serra (parte IV): ministro de Dilma diz que "Brasil pode lucrar com o drama japonês".

>

É, amigos. Foi isso mesmo que falou o Sr. Carlos Lupi (PDT), ministro do trabalho dos governos petistas (esteve com Lula, e continua agora, com Dilma). As palavras exatas dele foram:
“O Brasil vai acabar, apesar de não desejarmos essa tragédia para ninguém, não tendo prejuízo, até ganhando com isso”.
 Ainda bem que ele especificou que não deseja essa tragédia pra ninguém, né? Que homem bom e virtuoso!

—–
P.S.1: Esse sujeito já pediu exoneração? Ah, ainda não?! Beleza…

P.S.2: Por que diabos Dilma ainda não exonerou ele, então?! Acho que é o mínimo, afinal estamos num país com uma das maiores colônias japonesas do mundo. Nem que seja por respeito histórico, Lupi precisa deixar o cargo.
Anúncios

4 ideias sobre “>Não me culpe, eu votei Serra (parte IV): ministro de Dilma diz que "Brasil pode lucrar com o drama japonês".

  1. Anonymous

    >Mas o que o ministro falou faz parte do que voce defendeu acima (direita), a mais pura lógica capitalista: ganhar com a desgraça alheia. ele tá errado? capitalismo não é isso? ou vai me convencer que o capitalismo quer a paz e o bem coletivo mundial.

    Resposta
  2. Anonymous

    >“Sim, a catástrofe nuclear pode acabar sendo expansionista (provocar o crescimento econômico). Se não for para o Japão, pode ser para o resto do mundo.Ou seja, para o Brasil também, grande exportador para o Japão ). Pode parecer uma loucura – e a situação de ‘armadilha da liquidez’ é uma loucura -, mas, lembre-se, a II Guerra Mundial livrou o mundo da Grande Depressão.” Esse é o capitalismo que voce tanto defende e nós "progrecistas" condenamos por essas contradiçoes.É o que diz o Premio Nobel de Economia, colunista do New York Times, Paul Krugman, em seu blog:March 15, 2011 Meltdown MacroeconomicsLife and business go on; so I guess we have to talk about the economic impact of the Fukushima nightmare.One set of impacts involves disruption of supply chains: Japanese chips and other components are an important part of world manufacturing — you really need to think of China, Korea, Japan and so on as being part of an East Asian manufacturing complex –and it’s not clear yet just how much damage will be done. But what I’m hearing a lot is worries about financial impacts. Japan will clearly have to spend hundreds of billions (dollars, not yen) on damage control and recovery, even as revenue falls thanks to the direct economic impact. So Japan will become less of a capital exporter, maybe even a capital importer, for a while. And this, so the story goes, will lead to soaring interest rates.But so far, um, not. Japan 10-year:

    Resposta
  3. Arthurius Maximus

    >É claro que, dentro de um pragmatismo econômico, nós lucraremos com a desgraça japonesa. Vendemos insumos básicos e eles precisarão muito disso para a reconstrução. Mas, daí a ir a público e cantar vitória é, no mínimo, falta de traquejo social. Como se trata de um ministro de estado, portanto uma autoridade representativa do Brasil, é algo imperdoável e totalmente equivocado.Tem gente que é tão irrelevante que sempre perde as grandes oportunidades para ficar calada.

    Resposta
  4. Anonymous

    >Interessante: nosso simples e "desconhecido" ministro do trabalho se reporta as "vantagens" economicas que o Brasil pode vir a colher com o terremoto no Japão e isso se torna uma "ofensa" ao 'capitalismo social" (primeira vez na história desse sistema que se fala em solidariedade). Deem uma boa analisada no que diz o "conhecidissimo" Premio Nobel de Economia, colunista do New York Times, Paul Krugman, em seu blog:"Life and business go on; so I guess we have to talk about the economic impact of the Fukushima nightmare.One set of impacts involves disruption of supply chains: Japanese chips and other components are an important part of world manufacturing — you really need to think of China, Korea, Japan and so on as being part of an East Asian manufacturing complex –and it’s not clear yet just how much damage will be done. But what I’m hearing a lot is worries about financial impacts. Japan will clearly have to spend hundreds of billions (dollars, not yen) on damage control and recovery, even as revenue falls thanks to the direct economic impact. So Japan will become less of a capital exporter, maybe even a capital importer, for a while. And this, so the story goes, will lead to soaring interest rates.But so far, um, not. Japan 10-year:

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s