>Ainda a Ficha Limpa: Platão, Sócrates, as liberdades e a minha concepção de democracia.

>

No blog do Reinaldo Azevedo há a transcrição de um dos diálogos de Sócrates, que ajuda a entender bem a posição que externei no post abaixo, sobre o porquê de eu ser contra a lei da Ficha Limpa. Vejam as passagens que reproduzo abaixo (a íntegra está aqui):

(…) Portanto, querido Críton, não devemos nos preocupar com aquilo que o povo venha a dizer, mas sim pelo que venha a dizer o único que conhece o justo e o injusto, e este único juiz é a verdade. Donde poderás concluir que estabeleceste princípios falsos quando disseste inicialmente que devíamos fazer caso da opinião do povo acerca do justo, o bom, o digno e seus opostos. Talvez se me diga: o povo pode fazer-nos morrer.
(…) É correto que nunca se deve cometer injustiça? É lícito cometê-la em certas ocasiões? Ou é absolutamente certo que toda injustiça deva ser evitada como já concordamos há pouco? E todas essas opiniões, nas quais acordamos, dissiparam-se em tão pouco tempo e seria possível que em nossa idade, Críton, nossas mais sérias controvérsias tivessem sido como as das crianças sem que nos apercebêssemos? Ou devemos nos ater unicamente ao que dissemos, de que toda injustiça é vergonhosa e nociva para aquele que a comete, diga o que queira dizer a multidão, e resulte dela o bem ou o mal? Falaremos assim, ou não?
(…) Então, também não devemos cometer injustiça relativamente àqueles que no-la fazem ainda que este povo acredite que isto seja lícito, uma vez que concordas que isto não pode ser feito de modo algum.

Comento: É isso! Lembram da passagem, no texto abaixo, em que lembrei que a democracia precisa ser protegida de tudo, até do povo? A razão está explicitada pelas colocações de Sócrates, acima transcritas. O “povo”, essa construção abstrata desprovida de vida própria (só os indivíduos têm vida e existem, de fato), não é juiz de valor ético ou moral nenhum! Em última análise, esse tal de “povo” pode nos condenar à morte (bastaria para isso, segundo Joaquim Barbosa e Ayres Britto, que houvesse “mobilização”, “pressão” e sei lá quantos “milhões de assinaturas”…)!

O problema de violar uma Constituição – e, com ela, as liberdades individuais – não é o dano causado a outrem. Isso, acreditem, se torna secundário! O problema principal é o dano causado a nós mesmos, que a violamos – ou aceitamos que seja violada! Se flertamos com qualquer coisa que afronte os princípios capazes de nos fazer viver como sociedade civilizada, chegamos a um ponto em que viver em sociedade não faria mais sentido.
“Ah, mas Sócrates fala sobre cometer injustiças e fazer o mal, mas a Ficha Limpa tem um bom propósito.”, dirão alguns. Concordo! Mas o que define essa coisa abstrata chamada “bom propósito”? O problema não é em nome do que se aceita subverter a ordem democrática. O problema é aceitar subverter a ordem democrática em nome do que quer que seja! Hoje o “povo” aceita transigir para apartar Malufs, Barbalhos e Genoínos da política. O que impedirá que amanhã a “voz rouca das ruas” se mobilize para caçar – e cassar – outras liberdades? Repito algo que pouca gente tem em mente: todo fascismo começou prometendo “limpar” a sociedade e apanhar os bandidos
Atentem para o final da fala de Sócrates: não se deve condescender com injustiças nem contra os que as cometem. Não pelo bem deles, mas pelo nosso! E isso, meus caros, deve ser um valor absoluto; um imperativo categórico. Independentemente do que pense esse tal de “povo”.
Anúncios

2 ideias sobre “>Ainda a Ficha Limpa: Platão, Sócrates, as liberdades e a minha concepção de democracia.

  1. Anonymous

    >Prevaleceu a Constituição. Não é pouco. Ainda há aspectos da lei que podem ser questionados e acabar no STF. O açodamento é um perigo. Poderiam ter analisado muito melhor o texto da lei. Mas, muita gente que pegar uma carona. De repente, todo mundo ficou a favor da lei. Estranho e deu no que deu.Dawran Numida

    Resposta
  2. Anonymous

    >Olá, cheguei ao seu Blog através da indicação do "Blog Caneta sem fronteira", e gostaria de lhe parabenizar pelo seu excelente trabalho. A muito tempo não via e lia algo tão inteligente, a partir de agora sou seu leitor assíduo. Um abraço! Ademar Junior

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s