>Obama e as "bombas humanitárias".

>

Eu vejo o Presidente-de-ébano falando certas coisas, e me pego pensando: “Ah, se fosse o tal jórji búxi…”
Ontem o Cristo negro falou à sociedade americana. Aliás, melhor dizendo, falou ao mundo! Na ânsia de justificar o início de uma guerra sem autorização do Congresso (coisa que nem búxi, o grande satã do pogreçismo mundial, foi capaz de fazer!), Obama – como diria Dilma – “tergiversou”… Vejam:
“Deixar de lado a responsabilidade da América como líder e, mais profundamente, nossas responsabilidades com outros seres humanos, nessas circunstâncias, seria trair quem nós somos (…). Algumas nações podem fechar os olhos diante das atrocidades em outros países. Os Estados Unidos da América são diferentes”
Hum… Que profundidade retórica, não é mesmo? Vendo-o pronunciar palavras tão carregadas de significado com aquele olhar fixado no horizonte, e o queixo erguido, como os bravos, é capaz até que alguém mais desatento verta um punhado de lágrimas. Não eu! Querem ver como é fácil demonstrar que Obama só desconversou? Pois bem, imaginem aquelas mesma palavras acima ditas por… búxi! Não é difícil concluir que o mundo desabaria sobre a cabeça do cowboy republicano… Até posso ver a gritaria dos “humanistas”: “IMPERIALISTA!”; “ASSASSINO!”; “INTERVENCIONISTA!”; “OPRESSOR!”
Mas quem falou aquilo foi Obama, e o Messias negro, sabemos, representa uma “nova era”. Ele é a personificação do jovem pobre que venceu a despeito da elite branca e preconceituosa, razão por que nada que ele faça merecerá nunca uma condenação definitiva. Ele é, enfim, o sujeito do iés, uí queim
—–
P.S.1: Só para que não pairem dúvidas, lembro a todos que defendo a ação militar na Líbia (apesar de ter algumas ressalvas quanto ao modo), afinal o lunático chamado Gaddafi precisa ser abatido. Eu não mudei. Defendo isso agora da mesma forma como defendi a ação no Iraque. Os “humanistas de um lado só” é que mudaram…
P.S.2: Depois de prometer ao mundo que o papel da América em seu governo serria diferente, Obama tratou de dar início a mais uma guerra. E ignorando o Congresso dos EUA, coisa que – repise-se – nem Bush, o “unilateralista”, ousou fazer. Resta ver se pelo menos o Presidente-de-ébano vai conseguir entregar ao mundo a cabeça do tirano que foi buscar. Bush conseguiu…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s