FUTEBULLYING

Tomo emprestada a expressão cunhada pelo famoso Marcel, do BQEG, para descrever o que foi o jogo de ontem entre Flamengo e Santos: FUTEBULLYING!

Gênio!

Ontem, um gênio do futebol, que já ganhou uma Copa, uma Champions League e foi eleito duas vezes o melhor do mundo, chegou no Neymar, que é apenas um ótimio jogador, e disse: “Aê, muleque! Te dou meia hora pra resolver essa merda aí. Depois, senta e aprende!”

E os “meninos da Vila”, com sua irreverência, sua malemolência, suas dancinhas ridículas e seus cabelos escrotos, abriram um retumbante 3 a 0 nas barbas do rubro-negro mais famoso do mundo. A imprensa esportiva brasileira neymarística, em meio a orgamos múltiplos, preparava-se para cantar ao mundo o show daqueles garotos. Ameaças nada veladas ao Barcelona estavam sendo arquitetadas em todas as redações do país. A andrérizekização do jornalismo televisivo estava completada, com todos babando ao dizer que “nunca houve ninguém como Neymar”.

Bullshit! Bastou o cara que teve a bunda chutada pela Nívea Stelmann pegar a bola para cobrar o pênalti, para que o gigante fosse despertado.

Elano vai cobrar... Ele errou um na seleção, mas hoje não! Hoje não! Hoje sim... Hoje sim?!

Qualquer outro time ganharia moral instantaneamente depois de ver seu goleiro defendendo um pênalti na casa do adversário super-hiper-mega-badalado e overrated. Mas o Flamengo não é qualquer outro. Como bem asseverou o gênio que desfila com o manto número 10, vestido por ninguém menos que Zico um dia, o Flamengo é o Flamengo.

Defender um pênalti é para os fracos! Goleiro do Mengão defende e depois esculhacha. O importante, como já dizia o sábio, não é vencer. É vencer humilhando!

"Meu nome é Felipe e eu vim para defender pênalti." "Para quê?" "Para FAZER EMBAIXADINHAS!!!"

Mas nem vou ficar zoando muito o Elano. Já basta o fato dele não conseguir dar uma dentro, que lhe valeu inclusive a dispensa da atriz global citada alhures. Vamos falar de Neymar…

Se eu penso que o destino do “país do futebol” está nos pés de um pivete que pulou da fase punhetística diretamente para a fase se-fudeu-e-levou-um-golpe-da-barriga-otário, me afogo em gargalhadas. Vai ter que ralar muito ainda, pirralho! E, principalmente, aprender que futebol se joga de pé, sem tentar se jogar o tempo todo.

O “mengão raspador de moicanos” (copyrights Arthur Muhlemberg) mostrou que um Willians-com-cabelo-tóin-óin-óin é mais que suficiente quando o assunto é parar o tal Neymar-com-cabelinho-do-meu-querido-pônei. Pelas minhas contas, o confronto direto entre os dois terminou com inapeláveis 7 a 2 para o Cambiasso negro do Flamengo. Se ele não errasse tantos passes, ninguém mais se lembraria de Falcão…

E ainda teve aquela cobrança de falta do Ronaldinho… Gol em velocidade driblando 2-3 adversários qualquer Iranildo já fez. Já uma batida daquelas… Isso é para poucos! Meus amigos, aquilo não foi um gol. Foi um fenômeno da natureza! Na sinceridade, um lance como aquele deveria valer dois gols, uma placa na Vila e mais o total da renda arrecadada ontem.

Que desaforo! A cara do Neymar ao ver a cobrança, como a dizer para si mesmo: “por que eu nunca pensei nisso antes?!” A resposta é tão simples quanto evidente: nunca pensou porque Ronaldinho é gênio, enquanto Neymar é “apenas um menino querendo brincar com a sua bola”

_____

Bônus game! Meia Hora = melhor jornal da história do universo tal qual o conhecemos!

Anúncios

13 ideias sobre “FUTEBULLYING

  1. joao@joao.com.br

    O gol de falta? Fala sério. O chute foi bom, mas o lance foi bisonho, com a barreira pulando antes da hora. Não é a primeira vez que um jogador faz isso. É um lance de um pouco de habilidade e uma montanha de sorte.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Liste aí as outras vezes em que aconteceu esse lance “de sorte”, amigo. Abs!

      Resposta
      1. joaoma@gmail.com

        Eu me lembro de ter visto isso em um lance de um time do Brasil, e ninguém passou dias falando sobre a genialidade do lance. O cara só viu a barreira fazer a merda de pular 8 horas antes e chutou por baixo.

        Resposta
          1. João

            Você quer que eu me lembre do ano, time, jogo, quem fez o gol? Que eu lembre foi um gol do próprio Santos, mas não foi tratado como algo espetacular, e não rendeu nenhum tipo de comentário. Para você ver como um jogador comum fazendo isso não gera grandes comentários, foi simplesmente tratado como um gol de falta em uma falha da barreira.

            Resposta
            1. yashagallazzi Autor do post

              Tão tá beleza. “Que eu me lembre” não vi nada disso, mas tá valendo…

              Resposta
  2. aguiar

    O Flamengo ganha um jogo, e a urubuzada já sai por aí zuando!
    Daqui a 2 rodadas quero vê o ronaldinho fazendo o que fez nesse jogo ( e convenhamos, a molecada da zaga do peixe vacilou ).

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Que “molecada da zaga” vacilou? O Dracena e o Durval, que juntos devem ter uns 80 anos?!

      Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Nelson Rodrigues escreveu um dos textos mais fantásticos já escritos sobre o Flamengo. É daquela época em que a literatura brasileira não era conhecida pelos vários Sarneys, Chalitas e Paulos Coelhos…

      Resposta
  3. Paulo Neto

    João :
    …Para você ver como um jogador comum fazendo isso não gera grandes comentários, …

    Bom! Pelo menos já concordamos que não estamos falando de um jogador comum…

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s