Nacionalismo bananeiro

Procurem os principais jornais brasileiros, e encontrarão referências ao “momento histórico” que o mundo viverá na próxima quarta-feira, quando a presidente Dilma Rousseff inaugurará a Assembléia-Geral da ONU com seu discurso.

“É a primeira vez na história que a Assembléia da ONU será aberta por uma mulher.”, jactam-se os nacionalistas bananeiros.

É curioso esse complexo de vira-lata do Brasil, sempre ávido por afirmar-se diante do resto do mundo, como aquele adolescente chato que precisa chamar a atenção da família a qualquer custo.

Tudo aqui é “o maior da América Latina”… Qualquer porcaria é algo “nunca antes na história deste país”…

Dilma será a primeira mulher a inaugurar uma Assembléia da ONU? Bom, como o representante brasileiro abre o evento desde 1947, basta conhecer um pouco a lógica para entender… A “Dilma enquanto mulher” nada tem a ver com isso! Para as mulheres do Brasil não é porcaria de conquista nenhuma!

O fato de Dilma ser a primeira mulher a discursar numa abertura de Assembléia da ONU é tão relevantes quanto o fato de ser a primeira ex-terrorista a fazê-lo

Este país seria bem mais sério se conseguisse deixar de lado essa síndrome de chiuaua, que o faz latir e rosnar pros gigantes do mundo, em busca da própria afirmação.

Anúncios

Uma ideia sobre “Nacionalismo bananeiro

  1. Nélio

    Quando Lulamolushko discursou na ONU, também foi histórico. Nuncantezneztemundo um apedeuta convicto e eneadáctilo havia discursado na Assembéia Geral…

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s