Morre Steve Jobs

Não é só porque eu sou fanboy declarado dos produtos criados pela Apple, que fiquei realmente muito triste com a morte de Steve Jobs. Além disso, há a sensação particular de estar vendo a história ser escrita, ainda que seja uma página triste dela…

O mundo perdeu um dos maiores gênios que já caminharam por este vale de lágrimas. E, não! Eu não estou exagerando. A revolução que Jobs conduziu no campo dos gadgets tecnológicos é um desses fenômenos que marcará o nosso século.

Antes do fenômeno que foi (e é!) o iPhone, o protótipo de smartphones que a Google anunciava para o mundo era assim:

Não fosse o trabalho de Jobs, teríamos que nos contentar com essa bosta.

Agora tirem seus iPhones dos bolsos e olhem com atenção (se forem beneficiários do Bolsa-Família e/ou corintianos e não tiverem um, olhem para o de algum amigo…). Percebam a verdadeira mudança de paradigmas que significou para a história da tecnologia mundial o sucesso do aparelhinho idealizado por Jobs. Algum dia poderá até surgir um gadget melhor que o iPhone (duvido que aconteça!), mas ninguém jamais poderá negar que foi a Apple quem nos deu o conceito; quem nos permitiu “viver no futuro”.

Para se ter uma idéia, olhem o gráfico que mostra a variação do valor de mercado da Apple ao longo dos anos:

Crise mundial? Que crise mundial?!

Apesar do quão fantásticos e superiores à concorrência são os iPhones, iPods e iPads, da Apple, acredito que Steve Jobs será lembrado sempre porque transformou por completo a forma como os usuários interagem com os produtos tecnológicos. Basta olhar para o touchscreen dos iPhones e iPads, para entender. Isso sem falar do sistema operacional mais intuitivo e user friendly que já existiu: uma criança de dois anos coloca as mãos num gadget da Apple e sai usando, de boa.

Ele fará falta. Muita falta… Como todos os gênios, que se vão…

Descanse em paz, Steve.

Anúncios

9 ideias sobre “Morre Steve Jobs

  1. Anônimo

    Sem dúvida o mundo perdeu um dos grandes. Mas “um dos maiores gênios”? Sei lá, será que não tá meio exagerado isso?

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Não acho exagero nenhum. Olha no post como era o PRINCIPAL smartphone pré-iPhone. Googleia aí e olha como eram os tablets. O trabalho de Jobs criou conceitos absolutamente inovadores, que passaram a pautar toda uma indústria. Um dia poderá surgir um produto superior ao iPhone, mas o conceito é aquele, entende?

      Isso pra não mencionar outras coisas de vanguarda, como ter sacado, por primeiro, que computador se tornaria uma necessidade pessoal. Ou o lance do iTunes com as músicas, que, na minha opinião, SALVARAM a indústria musical (imagina quantos milhões de iOS users compram hoje suas musiquinhas de forma legal, quebrando a pirataria!).

      É evidente que personalidades são incomparáveis, ainda mais se considerarmos os diferentes períodos e contextos da história. Mas, guardadas as devidas proporções, Jobs foi um Da Vinci moderno.

      Resposta
  2. João

    Não acho que ele tenha criado os conceitos. A ideia de telas de toque, etc, já estava presente em vários outros projetos. A Microsoft, por exemplo, tinha o projeto Surface, apesar de que este é mais ambicioso. Isso não tira o mérito de Steve Jobs, pois muitas vezes o problema não é criar o conceito, e sim aplicá-lo da forma correta e no tempo adequado. Nisso, ele era genial, pois saber aplicar uma ideia pode ser muito mais difícil do que ter a ideia. O Da Vinci foi um inventor, o Steve Jobs foi um, digamos, aplicador de invenções.

    Já o iTunes não foi absolutamente nenhuma inovação, aliás, o iTunes é na minha opinião o maior defeito da Apple. Quem já teve um iPod e foi obrigado a resetá-lo porque o iTunes simplesmente se recusava a reconhecê-lo sabe muito bem que o iTunes é uma grande pilha de bosta. Os motivos pelos quais o iTunes teve sucesso se resumem a coincidências – o Mac e o iPod tiveram sucesso, então as pessoas simplesmente aceitavam o iTunes, mesmo não gostando dele.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Olha, você no post como eram os melhores smartphones pré-iPhone? E vê como eles são hoje?! Sério, acha mesmo que Jobs não criou conceitos? Não inaugurou uma realidade completamente nova?!

      Sobre o iTunes, não acho que ele seja a melhor idéia da Apple. Nem que seja user friendly. Nunca afirmei isso! Só acho que com ele houve uma revolução na indústria da música. Uma área antes fadada ao fim, ganhou vida graças a esse sistema.

      Resposta
  3. João

    A inovação de Steve Jobs não estava presente na criação dos conceitos em si. Ele “simplesmente” (simplesmente uma ova, é claro) pensou em uma forma de integrá-los que fugiu dos conceitos geeks – aproveitando também a melhora nas tecnologias de touch screens, entre outras que antes eram umas porcarias – a fim de atingir o público em geral. Pensar na coisa certa, na hora certa, e, do jeito certo. A Microsoft lançava PDAs e só conseguia imaginar um Windows com uma canetinha. A Google pensava em smartphones como Palms glorificados. A Apple realmente pensou diferente no caso do iPhone.

    E sobre a revolução na indústria da música: o iTunes não ofereceu nada de realmente novo, quem o fez foi o iPod, este, sim, uma inovação de verdade. Quem já usou um iPod e tentou usar um outro qualquer percebe a diferença absurda.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Well, parece que acabamos concordando, afinal, hehehe.

      Sobre o iTunes, você diz que a revolução foi o iPod. Bem , digo que foram ambos! O iPod por HUMILHAR a concorrência e dominar o mercado. O iTunes porque é a partir dele que o dono do iPod baixa músicas. Daí minha observação de que com ele a indústria musical mudou completamente.

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s