Lula, o câncer, o SUS e algumas coisas que precisam ser ditas.

Todos já sabem que Lula está doente. Aliás, a esta altura dos acontecimentos, todos já são especialistas em câncer na laringe, não é mesmo?

Pois bem, espero sinceramente que o ex-Presidente consiga vencer a doença. Acredito que nenhuma divergência de cunho político possa se elevar acima de valores humanos, e os meus, em particular, me dizem que a única coisa decente a fazer agora é desejar que Lula se recupere.

Desnecessário dizer que a politização de um câncer é algo tão moralmente baixo, que sequer merece comentários pormenorizados. Já durante a última eleição, quando o PT trouxe a doença de Dilma à pauta, manifestei meu repúdio. Ninguém deve ser elevado a um pedestal político porque vítima de um mal. Nenhum doente adquire, em razão da chaga que o aflige, uma espécie de sabedoria transcendental.

Lula não merece que o culto à sua pessoa, já inexplicavelmente desmedido e ilógico, ganhe ares místicos em razão de uma possível – e esperada – cura futura. Ou ares de martírio público, caso o pior porventura aconteça. Qualquer um desses dois cenários só concorreria para diminuir ulteriormente a vida política brasileira, tornando uma importante parcela da população ainda mais refém de uma personagem que, quero crer, muito difere do indivíduo Luís Inácio, ora prestes a encarar o início de uma importante batalha pessoal.

Isto posto, há que se lembrar, por honestidade intelectual e histórica, que a tão condenável politização da doença já começou, e se dá pelas mãos do próprio Lula. É a leitura que faço do vídeo abaixo, onde ele, pela primeira vez, fala ao “seu povo”:

Atentem para a seguinte passagem (vejam o vídeo novamente, caso necessário):

“Eu acho que a gente precisa continuar acreditando no Brasil, botando fé nesse país; Será inexorável a caminhada do país para se transformar numa grande economia, na melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro. E a gente fazer o que tem de ser feito: acreditar na nossa presidenta, ajudá-la, sabe?, porque é assim que o Brasil vai pra frente.”

Ora, o que isso tem a ver com a doença, com a batalha do homem Lula, com seu – se preferirem… – drama pessoal? O que temos acima nada mais é que campanha eleitoral pura e simples. Lula limita-se a fazer exatamente a mesma coisa que vem fazendo nos últimos trinta anos: campanha política. Foi Lula quem transformou hospital em palanque, não alguém da oposição!

“E os milhares que pedem Lula se tratando no SUS? Não estão fazendo proselitismo também?”, podem perguntar. Sim, estão! E a coisa é igualmente absurda, descabida e imbecil! Lula é um indivíduo livre para escolher onde tratar sua doença, e isso não diz respeito a nós. Não diria respeito a nós, ainda que estivéssemos num país com saúde pública exemplar – o que, sabe-se, não é o caso.

O curioso é que, também nesse particular, o histórico do ex-Presidente não é nada bom. Vejam:

Lembravam de Lula sugerindo que o SUS havia atingido quase a perfeição? Então… Mais uma vez temos o petista fazendo campanha eleitoral na hora errada; valendo-se de argumentos errados. Eu não cobro que o homem Lula se trate na rede pública, mas cobro o político pela bravata – mais uma! – irresponsável e debochada. Ele, agora, tem totais condições de escolher onde procurar tratamento. E tem direito de fazê-lo, também! Mas e quanto aos milhões que não gozam da mesma confortável condição financeira? O que essa parcela acha do SUS quase perfeito de Lula?

Quem está sambando sobre dramas pessoais e valendo-se de situações traumáticas para angariar simpatias e votos, como sempre, é o PT. É Lula. E isso é errado! Moralmente errado. Ainda que autor e vítima, nesse caso em particular se confundam. Ainda que Lula esteja, de forma oblíqua, vilipendiando o indivíduo a fim de promover o político.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s