O CQC, as liberdades e a estupidez de se revoltar pelo motivo errado.

ATENÇÃO! Algumas pessoas estão – como direi? – “se empolgando” nos comentários e escrevendo coisas que acabo não podendo publicar aqui… Podemos ser duros com autoridades públicas, sem despejar ofensas pessoais a elas e, principalmente, aos familiares. Na mesma esteira, não adianta escrever dizendo que “fulano defendeu o aumento dos deputados porque tem cargo”, ou que “ciclano falou o que falou no rádio/TV porque ganha jabá”. Esse tipo de acusação direta deve sempre vir acompanhada de prova, senão se torna leviana. Tenho certeza que podemos fazer as críticas que precisam ser feitas, sem desferir golpes abaixo da linha da cintura. Conto com todos!

_____

Ontem o CQC mostrou uma pequena matéria gravada aqui no Amapá, onde enfatizou-se o rematado absurdo que é o valor pago pela Assembléia Legislativa pelos cidadãos aos deputados estaduais, a título de verba indenizatória: nada menos que CEM MIL REAIS POR MÊS!

Tão logo o programa começou, o assunto dominou a timeline dos amapaenses naquele fórum de mensagens curtas conhecido como Twitter. Este rincão de onde escrevo chegou a figurar no pódio dos badalados trending topics (os assuntos mais comentados da rede social)! E a gritaria da bairristada tratou de se fazer ouvir…

Aqui no Amapá impera esse estranho sentimento de amor incondicional às coisas daqui. A saúde pública é ruim? Ah, mas é a saúde pública “da terra”! A classe política é risível? Ah, mas são os políticos “da terra”! As ruas são cheias de buracos? Vai falar o quê? São os “nossos buracos”! Os Buracos “da terra”! O estado das coisas por aqui é tão primitivo, que, em nome desse tal “amor à terra”, boa parte das pessoas se acha no dever de defender mazelas as mais escabrosas.

O divertido, porém, é ver a forma como o fazem…

Ontem, enquanto o CQC falava apenas verdades acerca do Amapá na TV, o mais comum era ver pessoas apaixonadas pela terra tentando justificar as desgraças locais apontando para problemas alheios. “Nós elegemos Sarney? Ah, mas São Paulo elegeu Tiririca! Não tem moral pra falar nada!” Nenhum raciocínio, data vênia, poderia ser mais estúpido. A lógica, percebe-se de pronto, passou ao largo dessas mentes…

Em primeiro lugar, se o único argumento que você tem para explicar algo é apontar o dedo para outrem, significa que você já perdeu a discussão. Percebam: em nenhum momento houve um bairrista apaixonado capaz de dar explicações objetivas acerca dos fatos denunciados pelo programa. Nada! Tudo era respondido através do clássico “dane-se, isso acontece em todo lugar!” O corolário desse – se me permitem… – “pensamento” é sensacional: nada menos que todos os bairristas que ragearam contra o CQC, no Twitter, confessaram, por vias oblíquas, que o programa estava certo! E o que lhes restou? Apontar o dedo para os outros, em vez de abaixar a cabeça e fazer um saudável mea culpa.

Em segundo lugar, cumpre deixar claro que a estratégia do vamos-esfregar-o-Tiririca-na-cara-deles, empregada como vingança por ter tido Sarney esfregado nas próprias fuças, é completamente inútil. Percebam: em qual escândalo de corrupção o deputado-palhaço esteve envolvido? Quantos atos secretos ele assinou? Quantos ministros corruptos indicou nos últimos anos? Pois é…

“Ah, mas ele não é preparado! Não tem formação nenhuma!” Aham, e quem vai lançar-mão desse argumento é justamente o Amapá, este estado fantástico que sempre mandou intelectuais para Brasília?! Façavor…

Pois hoje pela manhã, lá pelas nove e meia, ao sintonizar num programa de rádio cujo nome não conheço (juro!), veiculado pela 94,5 FM, tive a infelicidade de ouvir os apresentadores cobrando providências jurídicas contra o CQC. Sim, é isso mesmo! Pediram que a Procuradoria do Estado e a Assembléia Legislativa acionassem o judiciário contra o programa da Bandeirantes, cobrando – segurem-se nas cadeiras! – indenização por danos morais! Seria apenas ridículo, não fosse trágico…

Quando debatem o futuro político de pessoas que foram presas por corrupção, são sempre cheios de não-me-toques. É “mimimi, todos têm direito à defesa”, pra cá; “blá-blá-blá, não podemos condenar precipitadamente”, pra lá… Nunca vi nenhum desses indignadinhos de ocasião cobrando indenização por danos morais e materiais de quem ASSALTOU O ESTADO! Mas o CQC, percebo, é um inimigo que não pode ficar impune…

Nota-se, de plano, que a noção mais básica acerca do que são as liberdades individuais nunca foi aprendida. Num mesmo contexto em que diziam estar exercendo o direito de se expressar para defender a amada terra, exigiam que o braço judicial do Estado fosse usado para calar um órgão da imprensa! Se alguém consegue vislumbrar um pingo sequer de lógica nisso, espero que me mostre onde está…

Eu não tenho dúvida de que o Amapá seria um lugar muito melhor, se o que provocasse indignação pública de formadores de opinião e autoridades em geral fossem as graves mazelas e deficiências locais, não o fato de denunciá-las. Num estado onde, em pleno século XXI, não há saneamento básico, hospitais de qualidade, ruas trafegáveis e, principalmente, esperança de um futuro melhor, reclamar quando programas televisivos apontam os problemas é, na melhor das hipóteses, ingenuidade. Na pior, é burrice mesmo.

Imaginem que em dado momento do programa um dos apresentadores mandou um “se a Assembléia aprovou o aumento da verba, tem que pagar mesmo! É a lei!” Chega-se ao cúmulo de defender absurdos institucionalizados, simplesmente porque gente que não é “da terra” ousou apontar o dedo pra cá. Eu, que não senti vergonha hora nenhuma, ontem, durante a apresentação do CQC, fiquei profundamente envergonhado hoje, ou ouvir o tal programa de rádio. E o pior: sei que o pequeno trecho do programa que ouvi é apenas um dentre muitos. Ou alguém duvida que outros farão o mesmo?

Defender liberdade de expressão quando o interlocutor diz coisas que agradam é fácil. A verdadeira prova de um democrata é defender a liberdade de expressão quando o que chegam são críticas, denúncias e – por que não? – gozações. Aliás, na liberdade de expressão se encerra, inclusive, o direito de fazer piada, sabiam?

Não deixa de ser revelador que na semana em que duas personalidades locais aqui do Amapá morreram de forma fulminante, vitimadas por uma infecção violentíssima – até agora desconhecida -, haja cidadãos ocupados em criticar um programa de humor que falou – repito! – apenas verdades sobre o estado. Eu teria mais fé no futuro se essa indignação fosse usada para cobrar uma saúde pública de melhor qualidade…

O que se depreende de tudo isso é de causar depressão: o problema não é verba indenizatória, não são as piadas do CQC, ou ter um senador como Sarney no Congresso. O problema são os indivíduos e a mentalidade apequenada que permeia o lugar. O Amapá precisa menos de pessoas que “amem a terra” incondicionalmente, e mais de gente disposta a usar a cabeça para olhar os problemas nos olhos, encarar os fatos, assumir que há vários desastres a corrigir e outros tantos a evitar.

Menos paixão e mais razão. É o conselho que deixo aos meus conterrâneos.

_____

Update: abaixo o vídeo com a matéria do CQC, que tanta revolta causou em alguns bravos amapaenses amantes da terra.

Anúncios

160 ideias sobre “O CQC, as liberdades e a estupidez de se revoltar pelo motivo errado.

  1. Rodrigo Sales

    Texto muito bom. Os pensamentos pequenos ‘ do povo daqui’ é que mantem esse Estado do jeito que está! E enquanto se dedicam em fazer criticas para a forma que a noticia foi divulgada, deveriam se preparar para a construção de um futuro que não gere esse tipo de informação.

    O Amapá estar ou não na mídia nacional não tem nada a ver com o meio que fez a reportagem, publicação ou piada. Não devemos agir no resultado, devemos agir na causa.
    Nós somos os gestores da política, nós controlamos quem senta e quem sai do legislativo e executivo amapaense. Basta tirarmos a venda dos olhos e olhar pra uma democracia livre desses tipos de abuso e de falsos políticos. Grite para todo o mundo oq acontece aqui para que seja solucionado os problemas – que levará tempo – e só assim conseguiremos perder o rótulo (merecido) de um pequeno Estado com grandes senhores da corrupção.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Eu fico pensando se essa mesma galerinha mata o carteiro, só porque não gosta de receber boleto de cobrança… Não gostam da mensagem? Matam o mensageiro.

      Resposta
  2. vilani

    Muito bacana o set texto. Digno de ser colocado em destaque na primeira página de um jornal. macapá infelizmanete ainda é muito próvinciana, os habitantes devem perceber que já está na hora de mudar de comportamento. fazem um mimimi sem sem sentido algum. Assisti a matéria e gostei. Pronto falei.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Primeira página de um jornal local? Tô dispensando essa “””honra”””.

      Resposta
  3. Seu Madruga

    Enquanto o povinho daqui vender seu voto, a corrupção estará institucionalizada. Cada povo tem o governo que merece. Legal mesmo foi o burro na frente da Fortaleza de São José, o nome dele deveria ser Povo!
    É como diz o Secretário de Cultura, eita que vida boa – a dos parlamentares.

    Resposta
    1. Seu Madruga

      O probelama não é ser um filho da terra apaixonado, mas sim um filho da terra filho da p… que vê o que está acontecendo e defende essa hipocrisia.

      Resposta
      1. Didiane

        kkk, essa foi boa filhos da terra filhos da p…., eh bem isso que nao deixa o Amapá ir pra frente, e agora que com essa nova dinastia no poder daqui a bem breve viveremos numa cidade fantasa de faroeste.

        Resposta
        1. Tereza da Cruz

          Concordo, infelizmente ainda há muita gente que aplaude essas atitudes infames desses políticos contra a população, são ingênuos? NÃO são burros por que repetem o meso erro sempre, elegem e reelegem corruptos para governar o estado e o município.

          Resposta
          1. Anônimo

            Não defendo a tese de que ” somos burros” e sim de que estamos preocupados somente com nosso proprio umbigo. Os “interesses” hoje , e so olhar pro seu ´próprio bolso. Ninguem está interessado em formar uma sociedade justa , onde todos consigam viver com dignidade. A palavra ” interesse” é sinônimo de ” se dar bem”, ” levar a melhor”. Parto do princípio de que nao tem ninguem bobo aqui no Amapá não. Todos são espertos demais , mas pra atender a suas , somente suas ” necessidades”. È lamentável, e mais o egoísmo ainda prevalece no coração das pessoas e cada dia esta mais vivo e permanente entre nós. Dany

            Resposta
  4. Anônimo

    E QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA DIZER QUE O POVO DAQUI TEM MENTALIDADE PEQUENA SEU PSEUDOINTELECTUALZINHO DE MERDA?

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Cara, eu não preciso “pensar que sou” nada pra escrever. Só preciso saber escrever e querer escrever. Ter leitores que curtem o que escrevo é um bônus bem legal, também. Abs!

      Resposta
    2. Anônimo

      um macapaense, ora…
      tá tão ofendido por quê? vestiu a carapuça? E tá “anônimo” por quê?

      Resposta
    3. Anônimo

      O Anônimo se quer criticar pelo menos mostre a cara, ou você aprendeu com nossos governantes a se esconder também??

      Resposta
  5. Janaina

    Amapá – AME ou VÁ EMBORA!
    Perfeito o que vc falou: tem buraco? tem corrupção? tem desvio de verba pública? a educação e a saúde não prestam???? mas e daí, é o NOSSO AMAPÁ!!!!
    Ridículo todos os bairristas que pensam e falam essas coisas.
    Sou mineira, tenho imenso orgulho da minha terra e nossas tradições – mas não fecho meus olhos para os problemas de lá!!!

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Pois é, essa paixonite algo primitiva pela “terra” tá embotando a cabeça de muita gente. Ruim que seja assim.

      Resposta
  6. Anônimo

    Perfeito! Não te conheço. Abri o seu blog por acaso, atrás da noticia sobre o CQC no Amapá, mas reconheço, foi perfeito seu comentário. Acho apenas que esqueceu de comentar a elegante postura da deputada Mira Rocha, enquanto era entrevistada. Sinceramente, fiquei enojado. O descaso foi explicito e debochado, deploravel! Mas não sei se poderia esperar outro comportamento, kkkkkk. É tentar explicar o inexplicável.
    Ás vezes me sinto morando em um principado (desses que coisas inexplicaveis acontecem), kkkk. Pior ainda, como vc comentou, são os comentarios imbecis dos amantes da terra. É… parece que a gente realmente fica muito bobo quando ama! kkkkkkkk

    Resposta
      1. Gilzete Passos Magalhães

        Mira Rocha… que vergonhosa a sua conduta! Como teve coragem de se comportar dequele jeito… Lamentável!

        Resposta
  7. Anônimo

    E você é o fodão sabe tudo que tem as respostas pra todos os problemas daqui, eh? Então da a cara a tapa e sai candidato. Tenha coragem de ver se alguém concorda com você.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      É esse o nível dos “””argumentos””” da galerinha. Espero um dia receber críticas DE VERDADE.

      Resposta
      1. Beatriz

        Ei anônimo, vc deve ser no mínimo deputado ou ter um carguinho fantasma heim…. pra vc estar tão aborrecido e escrevendo tanta besteira e pior, na baixaria, deves ter medo de perder algo! Estamos falando de bom senso aqui certo?! pelo visto vc não tem nenhum…. O Estado precisa SIM de melhoras, de saneamento, um bom asfalto, uma melhor política…. e a grande maioria do povo de macapá tem SIM uma cultura de vender voto, votar no amigo esperando um cargo, de promessas e blá blá blá.. isso é o que pra vc? mediocridade no mínimo!!! Aliás, vc sabe o significado da palavra medíocre????

        Resposta
      1. Ericsson Alexandre

        cara, a maior vergonha nisso tudo, é saber que tem gente babaca suficiente pra vir postar coisas como essa aki…concordo com tudo o que vc falou, sou Amapaense de coração, mas nem por isso coloco uma venda em meus olhos para os problemas daki… é ridículo ver um idiota falando uma merda dessas no seu texto e ainda por cima vem em Anonimo, não tem nem coragem de mostrar quem é…

        Resposta
  8. Anônimo

    Vc escreveu tudo que muitos amantes verdadeiros de nossa terra querem falar…as palavras faltam, o voz fica embargada frente à tanta nojeira…mas, é de se esperar essa defesa em rádio, pois, com mais de 900 cargos vinculados só com o presidente da AL não é surpresa se encontrarmos fantasmas em todos os órgãos públicos e privados…
    …”salve! rico torrão do amapá, solo fértil de imensos tesouros…”

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Eu também acho que quem gosta do Amapá de verdade não perde tempo reclamando de CQC, mas se indigna com a bandidagem institucionalizada. O problema daqui é que há MUITA gente que confunde amor à terra com defender até o indefensável. E isso, reforço, é a pior chaga do estado.

      Resposta
    2. Gilzete Passos Magalhães

      Excelente a sua crítica a esse anônimo que deve ser um dos sustentados pelo governo!

      Resposta
  9. andre

    É o “silencio parecido com a estupidez” .O amapaense se acomodou com a corrupçao, com a saúde e educaçao sucateada, com os buracos, com a falta de esgoto, shopping center, cinema decente, ausencia de teatro (para peças teatrais), ônibus sujo, falta de urbanidade no trânsito, na fila do banco, na feira, enfim, tanta coisa, que seria o minímo em qualquer capital, e aqui, quando alguém resolve “comentar, criticar, apontar” é logo taxado de bairrista ou – pior – tem que ouvir a “velha máxima: se nao está satisfeito porque nao se muda?
    ,

    Resposta
  10. Amapaense NÃOCONFORMADO

    Essa matéria do CQC é dedicada a todos os trouxas amapaenses, que continuam vendendo os seus votos pra esses políticos imundos, que só querem tirar o dinheiro público direto pras contas deles. Eu sou amapaense, e, honestamente, sinto vergonha de dizer de onde sou por essas coisas ridículas que acontecem por essas bandas do país. E quem quiser criticar a mim, ou às pessoas honestas daqui, antes de mais nada pensem na hipocrisia e demagogia em que irá se meter.

    Resposta
  11. Gabriela Lacerda

    Acho que o Amapá virou um povo esquecido com pessoas com interesses grandes pessoais sem nenhum escrúpulo ou respeito, ou amor pela sua terra, se contentam e receber um saco de cimento sem ao menos pensar em quanto isso vai custar! ignorância e carência são os principais motivos para esses desparates, o Amápa sempre foi assim, todo mundo que mora lá sabe disso desde criança, mas infelizmente a maioria pensa que enquanto não respingar em si está tudo bem.Hipocrisia pura!

    Resposta
  12. Thiago - RJ

    Excelente, Yashá. Muito bom o texto.

    Moro longe daí mas posso te dizer que esse bairrismo não é exclusividade do Amapá, não. Infelizmente, aqui, no dito “centro das coisas”, rola muito isso também. Não se esqueça: eu vivo num lugar onde a “Lei de Gérson” é um dado cultural e quem não tem essa mentalidade – que só leva ao atraso civilizatória – é considerado otário.

    Essa reação toca num problema mais profundo da nossa sociedade, que é a dificuldade de lidar com a verdade, com a realidade como ela é, sem edulcorar nada. O Brasil é a pátria do eufemismo, um lugar onde não se suporta o espelho, a não ser que seja um Espelho de Narciso. Como é que a enunciação e a anunciação de FATOS pode dar ensejo a dano moral? Ser considerado injúria, difamação? Isso é falta de maturidade. Como é que fazer referência a algo que aconteceu pode ofender a dignidade de alguém?

    Concordo com que disse que um lugar, quanto mais se entende como centro do universo, mais provinciano é.

    Abraço!

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Sim, essas desgraceiras estão em todo canto. O lance aqui é que realmente não vejo perspectiva de melhora.

      Resposta
  13. Travesseiro

    Seu texto está coeso e elegante. Acrescentaria ainda a importância do VOTO consciente; pois não há outro caminho, que não seja a democracia representativa. E claro, a criticidade e a cobrança em cima de quem foi escolhido para representar. Destarte, há de se aperfeiçoar essa via.
    Em relação ao bairrismo em que citas no texto, acho natural a reação emocional dos que interagem com o nobre escritor. Observes que o seu texto está elegante, polido, respeitoso. TALVEZ pela forma que criticas no twitter ou em outra rede social, a cultura, o comportamento dos amapaenses, é que acaba fomentando um debate inócuo e não equilibrado. Evidente que tens todo o direito de criticar ( assim como o CQC ) em gaia, ironia, e até comparando com determinados “bons” padrões seus, a cidade, o estado em desenvolvimento, onde é consabido a evidência de um turbilhão de problemas. Assim, como acredito que os demais tem o direito em expor – mesmo que excessivamente o amor pela terra – pois os direitos estão aí entrelaçados. Liberdade de expressão=democracia. Obrigado. Me senti confortável com seu atilado pensamento no texto. Parabéns!

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Sei lá, pode ser que você tenha razão… Mas eu acho que há um mito exacerbado em torno das minhas críticas ao estado no Twitter. Quem quiser procurar verá que NUNCA critiquei algo que efetivamente não fosse ruim. E nunca deixei de enaltecer coisas que reputo boas. O problema é que já se criou um lugar-comum de que “Yashá Gallazzi odeia o Amapá”, aí eu reclamo que o som do vizinho tá alto demais às 3h da manhã, e neguinho já vem com “mimimi, tá reclamando do povo! Não gosta daqui, se muda!” Sério, se forem olhar NO MÉRITO, eu jamais esculhambei algo que não fosse altamente esculhambável.

      Resposta
  14. Jessica Ramos

    “Quem não pode atacar o argumento ataca o argumentador”

    E isso vale pra quem quer atacar o cqc por ter falado daqui, p quem quer defender o Amapá de todo jeito, e p quem quer atacar quem escreve bem sobre as verdades daqui.

    Parece q só podemos criticar se estivermos no papel público. Parece até que não sou quem ajudo a pagar essa papagaiada toda.

    Falta muito para uma evolução..queria q os problemas fossem restritos a boas opções de lazer.

    Resposta
  15. Anônimo

    Parabéns pelo texto falou tudo que penso. Logo após a reportagem entrei no facebook, como de costume, e o primeiro post que li foi de uma certa jovem daqui de minha cidade (Laranjal do Jari) que faz faculdade em Macapá onde ela escreveu que o programa tinha “detonado com nosso estado”, e lendo esse excelente texto vi o quanto tem gente idiota e ignorante apaixonada pela “terra querida”, mau ela sabe que o dinheiro que esses corruptos roubam sai nada mais nada menos do bolso dos pais dela.

    Resposta
  16. Aramis

    Saudações de um amapaense puto da vida.

    Só porque eu coloquei Amapaenses = Idiotas … Fui taxado como o imigrante que vive no estado e que só sabe reclamar, entretanto nasci e cresci em Macapá. A mentalidade do cidadão é essa:

    + se você tem uma experiencia de vida de outro lugar e expressa a sua indignação deve ir à pqp, pois só o amapaense é que possui o direito de reclamar. Lamentável.

    Triste a formação do senso crítico de grande parte da população. Ninguém reclama e muito menos faz algo a respeito. Só pensam que a solução vem das vertentes que estão no poder. Só poderão mudar de vida através do jogo de poder no meio público.Não estudam, não buscam mudar sua realidade, não percebem que o meio crescer é através da educação.

    Parabéns, yashagallazzi!

    Resposta
  17. DRLN

    BOm, otimo texto, profundo e realista! mais não vi isso como um problema do AMAPÁ em sí, vi como a cara do meu PAÍS – BRASIL. Acompanhamos as palavras do ministro LUPE (do trabalho) e sua saida da pasta apenas por suas palavras sem contexto, piadinhas de um cidadão despreparado para conduzir um tentaculo importante do GOVERNO FEDERAL. Fiquei indignado quando vi as vitórias de MALUF por SP, ele que tanto roubou e que é até procurado pela INTERPOL (nem pode sair do BRASIL) e o que falar do COLLOR DE MELLO? ele foi tirado do poder (expuso da presidencia!!!!) e voltou anos depois pro senado, ganhando novamente e defendendo o interesse novamente de todos, defendendo a “nossa vida”. Jader Barbalho… Renam Calheiros… Pallocci… enfim, o problema está nesse narcisismo do Brasileiro, nesse sonho futebolistico de ficar rico mesmo sendo um pião burro que só sabe empurrar a bola pra dentro do gol, que nem sabe da onde vem o dinheiro! Das Carlas Peres da vida, crianças que rebolam o bum bum nas festinhas! Do Brega, do funk… do “favela show” dos filmes… enfim, tudo isso ae. Eu Amo o Amapá e é aqui que quero viver a minha vida toda e morrer, e quando eu vejo cidadães como os que foram citados na matéria, fico pensando na oportunidade perdida que aquela pessoal teve de fazer algo realmente bom pra humanidade, pras pessoas, pra VIDA, eu digo pra ele: VC PERDEU AMIGO! PERDEU A OPORTUNIDADE DE SER AMADO PELOS SEUS IRMÃOS, PELO SEU POVO, VC ESTAVA NO BRAÇO DELES, NOS NOSSOS BRAÇOS!!! Ainda andamos nas ruas de madrugada! Temos açai pro povo! Tem um Rio Maravilhoso aqui na frente, tem o Tumucumaque, tem gengibirra, tem muitas mulheres bonitas, interessantes e simpaticas e é tudo nosso, do Brasileiro, do AMAPAENSE! Eu sinto pena das pessoas que rebatem os argumentos com ataque, essa pessoa que comenta com agressividade não tem sentimento, é vazio. Apenas um robô sem alma! até mais gente! Abraz!

    Resposta
  18. feitosa

    CONCORDO PLENAMENTE COM A MATERIA,E EU DURANTE TODO A MATERIA COMENTEI AQUI NO FACE A SEGUINTE ARGUMENTAÇÃO ¨É VERDADE SOMOS MESMOS BURROS DE FATO ¨E NÃO MENTIR .ACHO QUE O CQC TA DE PARABENS PELA MATERIA. O AMAPÁ É UM ESTADO CHEIOS DE MULAS (BURROS ) COMANDADOS POR BANDIDOS DA PIOR ESPEÇIE…

    Resposta
  19. Mario miranda

    Parabéns Yasha pelo seu texto. Mas infelizmente essa história amapaense não vai mudar, principalmente pq ainda temos retardados mentais como esse anônimo que insiste criticar quem quer ajudar!!

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Olha, eu fico realmente MUITO curioso pra saber como diabos você chegou a essa fabulosa conclusão. Sério, elabore mais esse “””raciocínio”””.

      Resposta
      1. I. Castro.

        Também fiquei MUITO curioso para saber como se desenvolveu essa interpretação.
        É o retrato da educação, sem mais.

        Resposta
    2. Izax Loureiro

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Eu não consigo entender como isso acontece…
      “texto persuazivo, besta ainda e quem lé e concorda.”
      alguém traduz pra mim?

      Resposta
  20. Sérgio Coimbra

    Sou amapaense e estou morando fora do estado, mas nunca fui burro.Sei que nosso estado é o pior ou um dos piores do brasil.Sou realista e sei que não temos qualidade de vida, por isso fiz concurso público e saí do estado.Enquanto a econômia do Amapá for a do contra-cheque, o povo vai vender seu voto e os “jornalistas-radialistas”, vão continuar ajudando o povo a ser mais alienado ainda .Amo meu estado, mas o nosso povo é realmente despreparado para o voto, só vota em quem dâ dinheiro. Que Deus nos ajude e que a PF prenda quem tiver de prender.E que a Justiça seja feita para pobres e corruptos.

    Resposta
  21. Waldery

    Meu Deus!!!!! me perdoe, Tambem amo essa TERRA, mas nao posso deixar de concordar com o texto e com as criticas externas, e o pior é no proximo ano tem eleição novamente e nao vai mudar nada, está na alma desse povo ser cordeiro, pastoreado por LOBOS.

    Nunca vi um povo tao “governista” e tao conformado como esse, sera que foram os longos anos FEDERADOS? nao mao de quem estao as EMISSORAS DE RADIO e TV do ESTADO? quem teria coragem de contestar os “poderosos” da TERRA? como vemos temos muitas questoes, e poucas respostas, o que me conforta ainda e a velha maxima de quem nem todo mal dura para sempre, vamos manter a esperança, e contribuir com a formação das nossas crianças para que uma nova mentalidade seja possivel no futuro.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Pra você ver como essas coisas são pessoais. Eu gostei BEM mais daquele sobre Crepúsculo. 😉

      Resposta
      1. Didiane

        Aqui no Amapá quem cola na ”politicagem” faz sucesso e se dá bem, quem quer viver marginalizado, caso contrariem o poder de mando dos politicos? e meus parabéns pelo texto bem escrito, bem estruturado e realista assim como nosso dia a dia como cidadãos amapaenses.

        Resposta
  22. dinete

    Parabéns pelo texto, no mais sou desligada…não assisti esse programa, mas já conheço o nível dos comentários… Por isso deixei meu twitter de lado, pra não perder tempo lendo bobagem…de pouca produtividade. Mas já imaginei só de ler seu texto com foi a repercussão e não é uma novidade. Que penaaaa….mas é o povo né…

    Resposta
  23. André Paulo

    Concordo com o Yashá… onde esse tal “ricardo” arranjou essa conclusão?
    Deve ser mais um com a mente “apequenada”!!!

    Não sou do Amapá, porém não falo mal do Estado em si, as pessoas daqui é que têm que mudar o modo de pensar. É muita acomodação pra pouco desenvolvimento. Poucas são as pessoas que realmente pensam em alcançar novas oportunidades que não seja um “cargo” conquistado por um dos corruptos.
    Como exemplo veja: Quantos Procuradores da República, Juízes, Promotores, Autoridades em Geral são do Estado? A maioria é de fora! Porque para muitos o lema aqui é, como diria um poeta local:

    “Que vida boa sumano, Nós não tem nem que fazer planos, E assim vão passando os anos eita! Que vida boa su primo,Nós só tem que fazer menino, A vida daqui é assim devagar, eita! Que vida boa”.

    Poucos são aqueles que tem sede de mudança pra tentar reverter este quadro. O triste é ver que aqueles que chegam ao poder, se corrompem com ele, como ocorre não só no Amapá, mas em todo o Brasil.
    Espero que o povo amapaense realmente aprenda a votar e não se coloque à venda como se fossem meras mercadorias.
    O voto é o mecanismo de mudança, porém, se comprado, é a porta para a estagnação!

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Nem acho que todos cheguem ao poder e se corrompam. O grande problema que vejo é mesmo a miopia do cidadão amapaense médio, que parece viver numa Matrix onde certos absurdos já viraram normalidade.

      Resposta
      1. André Paulo

        Concordo, não podemos generalizar… ainda existe político que não é corrupto, embora sejam poucos!

        Resposta
      2. Nine

        Yasha, estou aqui pensando no que dizer diante de todos esses comentários, argumentos, defesas em favor da terra e tantos outros fatos…
        … Mas é importante colocar que cada povo tem a sua história, tem sua cultura. O Amapá, nos seus 247 anos, e recente se tornou território federal tem também suas raízes históricas.
        É de grande importância todas as matérias veiculadas sobre a corrupção nos Estados, no país, assim tomamos conhecimento do que está acontecendo. Agora chamar o cidadão de burro, isso não dá para aceitar. Creio que a vitória do Tiririca foi uma resposta da população diante de toda a palhaçada, corrupção, falta de respeito com o povo. Mas não posso chamar quem elegeu o representante de burro. Então é natural uma reação de defesa das pessoas em sua localidade.
        Todas as pessoas que moram aqui esperam sim o desenvolvimento do estado em todos os segmentos, principalmente industrial. Precisamos ser críticos diante dos fatos sobre o que o CQC apresentou. Mas também precisamos ser críticos diante de nossa realidade cultural, histórica e social. O Amapá precisa de governantes mais envolvidos, capacitados, comprometidos e INTERESSADOS em investir e fazer com o Estado se desenvolva. Votamos, mas são eles que controlam os investimentos. Temos sim condições de ser um estado representativo, temos muitas riquezas minerais, vegetais, tanto que 93% do estado são de reservas ambientais. Mas infelizmente, infelizmente mesmo, dependemos das decisões dos nossos representantes.
        Sabemos que os investimentos estaduais e federais são repassados, o que falta mesmo é INTERESSE POLÍTICO para o desenvolvimento.
        Sou Amapaense, e sempre vou defender e acusar, é natural. Agora mudar o sistema político do país, do estado, isso meu amigo Yasha, impossível. Por isso, vemos em todo Brasil o desinteresse das pessoas em apoiar, falar, argumentar política. Porque todos os nossos representantes estão no mesmo nível intelectual. Só pensam em encher o bolso. Nunca vi tantos políticos mudar de partido como mudam de cueca.

        Resposta
        1. yashagallazzi Autor do post

          Nine, eu sinceramente não vejo nenhuma ofensa moral ao estado por conta da clássica piada do “eleitor burro”. Sério! Como escrevi no texto, a liberdade de expressão, que todos dizem amar tanto, engloba, também, o direito à sátira. Quando Bush se reelegeu graças aos votos da Flórida, os programas humorísticos americanos passaram ANOS zoando os eleitores de lá, valendo-se de adjetivos que fariam a turma do CQC parecer um grupo de escoteiros. Mas os princípios norteadores das liberdades individuais ainda não foram compreendidos por aqui (e isso nem é uma crítica, mas uma constatação de fato), ao passo que lá essas coisas estão resolvidas há TREZENTOS ANOS!

          No mais, faço uma observação de cunho jurídico, bem objetiva: como raios se faz para ofender a honra de um estado?! Sério, um estado federado é um ente de ficção jurídica; uma convenção normativa. Estado não tem sentimentos íntimos! O Amapá processaria o CQC alegando o quê? Que o estado chorou? Sentiu-se humilhado na fila do banco? Na frente dos filhos? Entende o que quero dizer?! E falar em processar “em nome do povo” só pode ser piada… Quem é esse tal de povo? Em termos concretos, como saber se a maioria realmente se sentiu ofendida? Como mensurar isso? É uma piada discutir essas coisas!

          “Ah, mas eles generalizaram ao dizer que os eleitores são burros.” Sim, generalizaram! Isso é um recurso quando se faz PIADA, oras. Elas não teriam a mesma graça, não fosse assim. É importante lembrar que não foi feita uma matéria jornalística objetiva classificando os eleitores daqui como burros. Foi uma generalização PROPOSITAL, no contexto de uma PIADA. Eu mesmo sou eleitor aqui e poderia me sentir ofendido, mas não. Porque SEI, na minha individualidade, que NUNCA votei nos alvos daquela matéria. E isso me basta! Dane-se a generalização, porque, na “hora-do-vamo-vê”, sei que ela não se aplica a mim. E essas coisas devem ser aceitas, como parte do compromisso com as liberdades.

          No mais, se vivêssemos na Finlândia e todos os problemas estivesses resolvidos, vá lá… Mas aqui?! Não temos ruas decentes, hospitais decentes nem nada, e pessoas querendo ocupar as autoridades públicas com programa de humor?! Santo Deus!

          Resposta
          1. Nine

            Yasha, volto a dizer que a matéria veiculada foi de inteira importância. Sua repercussão foi muito eficiente. Quem assistiu sentiu-se envergonhado diante das atitudes de declarações de quem foi entrevistado, e surpresos por tanta falta de caráter. Mas não podemos deixar de lado e de se preocupar com quem assiste. Esse segmento de comunicação oscila bastante, por tanto, acho inteligente a maneira como vocês veiculam um escândalo, mas é importante um pouco de cautela com quem assiste. Fica a dica.

            Resposta
            1. yashagallazzi Autor do post

              “Esse segmento de comunicação oscila bastante, por tanto, acho inteligente a maneira como vocês veiculam um escândalo, mas é importante um pouco de cautela com quem assiste.”

              Eu só não entendi aquele “vocês”, ali. Tipo, parece que faço parte do CQC. 😛

              Resposta
              1. Nine

                Falei no geral querido. Segmento de comunicação no geral. Mas enfim, acho que eu entendi o que você quer diante de tudo isso! Abraços e boa sorte!

                Resposta
        2. Jefferson

          Concordo em parte contigo, ruim com a democracia, infinitamente pior sem ela.
          Também sou Amapaense e compactuo com sua visão sobre a normalidade de um cidadão se revoltar com a exposição negativa do “seu lar”, “sua terra”. Mas devemos admitir que esse comportamento (de torcedor de time de futebol) existe pelo fato de haver uma “torcida”, uma esperança, de que tudo dará certo na sua terra, porém isso é sim um risco real de nos cegar a nossa realidade.
          E a nossa realidade (e a realidade do nosso país), aproveitando a fala do conterrâneo yasha, sobre qual deveria ser o verdadeiro motivo de indignação, me atrevo a descrevê-la com apenas uma palavra: IMPUNIDADE.
          Independente de quem nos representa: há leis, há códigos de conduta, há cobrança oriunda dos que esperam a boa vontade política (interesse político em si)… pois isso não seria necessário se houvesse punição.
          Não precisamos, é acho melhor evitarmos, mudar o sistema político vigente, mas seria ideal, seria perfeito se ao menos conseguíssemos mudar não só o executivo, mas também cobrar do legislativo e do judiciário, pois esses outros dois poderes, muitas vezes esquecidos por nós, tem as malditas cadeiras dos verdadeiros inimigos da democracia e do bem estar social.

          Resposta
  24. Anônimo

    Mente pequena é a sua de ficar escrevendo essas besteiras. O mais ridículo são esses fãs que fical aplaudindo que nem bobos enquanto um estrangeiro difama o Amapá.

    Resposta
    1. André Paulo

      Mudem o discurso e vejam a realidade, reconheçam as deficiências e lutem pela mudança, viu Anônimo??

      Resposta
  25. Alfredo silveira

    Parabens, pelo que vc escreveu, adoro esse estado de gente humilde, acolhedora,sou acreano, formei minha familia aki , estou revoltado mas aliviado, sobre a noticia do CQC(alias parabens ao programa),o povo Amapaense precisa saber de tudo isto…..principalmente dos politicos que temos aki.

    Resposta
  26. watilla filho

    vale ressalter que nao e apenas um numero pequeno de habitantes que se incomoda com a corrupção instalada em nosso estado e sim, o Brasil, pois como somos conhecedores de nossa realidade o nosso estado recebe cerca de 80 a 90% de verba federal, ou seja, fazemos mal uso tambem do dinheiro federal.

    Resposta
  27. Maiara Abreu

    É concordável que cada um expresse sua opinião, afinal de contas vivemos em uma “democracia” mas pelo amor de Deus achar que está tudo perfeito faça-me o favor! Eu amo sim este estado , porém o que me dói é ver esses absurdos que o nosso povo se submete e sabe porque, por causa de assessoria e carguinhos de mer… é por isso que o povo se cala ou então acontece lamentavelmente de “defender” a corja a sua própia corja! Me sinto muito envergonhada diante disso francamente.

    Resposta
  28. Patricia Cunha

    Amei o texto, concordo com você. Não sou Amapaense de nascimento mas sou de coração, amo essa terra e me orgulho dela. O que não me orgulha são esses #deputadinhos (Como bem disse o TAS) que em vez de nos orgulhar só nos fazem passar vergonha. Não temos que nos indignar com o CQC mas com toda essa corrupção que está enraizada no Amapá e que nós assistimos a tudo passivamente, por isso a Dep. Mira disse que nós somos um povo bacana, porque levamos pela cara e ficamos com essa cara de paisagem. E aí querem se indignar com o CQC. Amei a matéria, guardei no meu HD para sempre estar vendo para pensar muito antes de votas no ano que vem. Valeu Yashá, Valeu CQC e Vamos acordar povo do Amapá!

    Resposta
  29. Rodrigo Sales

    É bom notar que a hipocrisia de uns é rebatida com a sensatez de muitos. Pessoas com dificuldade -ou se fazem de burras -para não entender a situação e entram em uma linha de dialogo que não é a que merecemos. Tem de fugir dos pensamentos pequenos porque são esses pensamentos que ancoram o Estado do jeito que está. É hora, com uma reportagem dessas, de repensar os votos dados e de formular novos desejos de uma política mais justa e com a participação de todos, porquê o que está acontecendo aqui é uma cegueira permitida pela maioria da população, que se contenta em fechar os olhos, calar a boca, e tapar os ouvidos por alguns cargos e tapinhas nas costas.
    Espero, assim como disse em um outro comentário aqui, que continuem vindo ao Amapá e fazendo essas denuncias e piadas, só através desses gritos da mídia vamos nos alertar para o quanto é preciso ‘mudança’ de verdade nesse lugarzinho que seria ‘de todos’ mas é só de quem está no poder.

    Resposta
  30. Alessio Oliveira

    As vezes sinto que a hipocrisia rola solta em alguns comentários… “vamos defender”, “não vote errado”, “2012 vem ai”, etc, etc… Mas baste aparecer um candidato que ofereça uma vantagem ou benefício que o discurso lindo é esquecido…. Meu amigo, posso ate estar errado, mas não vamos acabar com a corrupção, mas se um candidato vem te oferecer R$ 100,00 e vc esta precisando, pq não pegar ??? Isso não significa que vc esta amarrado para sempre nesse corrupto, vote em um que realmente pareça honesto (se bem que é difícil), as pessoas pegam dinheiro ou brindes e se sentem obrigados a votar no candidado. Essa bobagem (pensamento) esta lotando as camaras e assembleias de políticos que ja te pagaram e não têm mais interesse em ti.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Então, eu discordo MUITO do “por que não pegar” os 100 reais. Primeiro porque… bem… há LEI que qualifica isso como CRIME. Sei que sou um cara tido como conservador, mas fazer o quê? Acho que se algo é crime, não deve ser feito.

      Veja, o cerne do texto é uma crítica direta à certa mentalidade pequena daqui. É preciso que se mude, antes de políticos, a mentalidade; os princípios e valores morais. A sociedade precisa parar com essa cultura de levar vantagem, porque um povo pautado por isso vai, inevitavelmente, escolher representantes à sua imagem – que terminarão fazendo o mesmo.

      E o círculo vicioso só continuaria…

      Resposta
  31. Janisse Carvalho

    Trágico e cômico
    Houve um tempo em que as pessoas se comunicavam por cartas, eu ainda lembro que era uma ótima forma de receber noticias de alguem. Só que a carta era lida apenas para quem de direito, não tinha exposição.
    Os tempos mudaram, as pessoas mudaram, as dinamicas e relacionamentos mudaram. Hoje em dia um professor que se preze, por exemplo, tem que estar atento ao uso das midias digitais e das novas tecnologias. Hoje tem internet, tem facebook!!!
    Nele as pessoas dão bom dia, boa noite, curtem os comentários, divulgam shows, cds, marcam encontros, combinam movimentos de protesto, dizem o que estão fazendo naquele momento ou o que fizeram na noite passada, anunciam vagas de emprego, divulgam (alguns vomitam) seus curriculos, denunciam o que querem, escrevem mentiras sobre si e sobre os outros, postam as suas ultimas fotos das férias com os amigos, comentam sobre o filme ou o programa de tv, tem umas que avisam que vão até cagar! Outras fazem política, discutem assuntos importantes para sociedade, postam pensamentos de algum bambambam da filosofia ou de um livro empoeirado que pegou sem querer na estante, criticam o governo ou puxam o saco dele, se identificam ou criam um fake, se relacionam, namoram, até casam! E POR QUE NÃO dizer o que pensa? Mostrar sua indignação?
    Sinceramente não vejo problema nenhum nisso.
    No minimo estranho, pra não dizer contraditório, aparecer alguem puto com o que lê. Entrou no face pra quê? Tudo o que eu listei e muito mais as pessoas fazem por aqui! Por que somos PESSOAS! Humanas demasiadamente humanas. Não estamos sempre certos ou errados. Não somos simplesmente bons ou maus. Somo tudo junto misturado. Esse é o nosso tempo. O tempo que vivemos tem essas coisas e pronto.
    Minha mãe pergunta até hoje o que eu tanto faço no facebook! Ela acha uma super exposição. E é!!! Pra isso a gente aceita o termo para se cadastrar.
    Nossa época é época de exposição na net, vai chegar um dia que não vamos mais utilizar o computador ou telefone, vamos nos comunicar telepaticamente! Já pensou? Alguem duvida disso? (lembro que alguem já duvidou dos computadores portateis, e outro alguem mais sensivel o criou!)
    Simples assim.
    Para meus amigos que eu amo e adimiro (por isso faço questão de tê-los na minha lista!) e para os conhecidos dos conhecidos ou quem quer que leia esse meu pensamento: não precisam curtir ou concordar comigo, apenas respeitar assim como eu respeito suas contradições. Somos isso! Só isso!
    Não tem segredo. O mundo pode ser muito fácil de viver nele… ou… pode ser “por demais” escroto tb!
    Na boa, falem o que quiserem, postem pensamentos dos outros, postem sua indignação, demonstrem RAIVA E AMOR! Comentem os comentários, zoem com os vascainos rssss ou com o meu maravilho flamengo, o que quiserem. Isso é lindo. Isso é humano. É trágico e cômico!
    Desumano é ter facebook e não dizer o que pensa ou deixar de publicar as reflexões que tem (até porque estas podem iluminar o pensamento de alguém… ou não! Hehehe)
    Vamos apenas nos curtir e nos respeitar!
    Um beijo e valeu pela reflexão que me trouxe!

    Resposta
    1. Marcelo

      Professora muito legal seu comentário, principalmente no trecho. (…)”livro empoeirado que pegou sem querer na estante,”(…) foi o meu caso. Abraço.

      Resposta
  32. Marcelo

    “O Congresso Nacional é, hoje, a praça de negociata pública, onde se assaltam os recursos públicos com a maior desenvoltura, tornando figuras estranhas aquelas que ainda acreditam existir uma ética pública. Essa epidemia alastra-se para outros níveis, chegando aos vereadores” *

    *DEMO, Pedro. Pobreza política: a pobreza mais intensa da pobreza brasileira. Campinas-SP: Armazém do Ipê (Autores associados), 2006.

    Esse debate lembrou-me deste livro. Um retrato da nossa política atual. Recomendo a leitura.

    Resposta
  33. Anônimo

    Concordo com tudo q vc disse.Ontem conversando com alguns amigos e discutindo sobre o assunto, chegamos a conclusão que o estado do Amapá não foi criado para se desenvolver, pra ter uma infra estrutura, e nem tão pouco proporcionar o bem estar para o cidadão Amapaense; O Estado foi criado pra ser utilizado para o enriquecimento ilícito, onde tudo tem sempre um outro caminho,ou seja, um “jeitinho brasileiro” sempre visando o individual em vez do coletivo, aqui quem tem dinheiro vence a eleição e aquele que não tem, por mais que seja pessoa correta e íntegra, perde porque sem dinheiro já viu!!! e não vejo um futuro melhor infelizmente 😦 ,esperou que tenha mais reportagens desse tipo para que esse povo BURRO aprenda em queM votar.Ouvir falar que depois da reportagem os deputados em reunião decidiram reduzir seus salários para 30 mil por mês.OBRIGADO

    Resposta
  34. Anônimo

    Tem gente falando que é pensamento pequeno votar nos deputados que estão lá na A.L: agora vamos ver o que pode influenciar esse pensamento pequeno ..

    ”O AMAPÁ É UM ESTADO COM UM ÍNDICE DE POBREZA ABSURDO , PODE NÃO PARECER PARA QUEM VIVE SÓ EM MACAPÁ , AGORA MINHA FILHA ANTES DE GENERALIZAR ESSE SEU CONCEITO : ”PENSAMENTO PEQUENO” , ANALISE A SITUAÇÃO SOCIAL E ECONÔMICA E SEJA MAIS CONHECEDOR DE SEU ESTADO.

    – Primeiro em época de eleição , todos os políticos procuram fazer campanha para os interiores, por que lá eles sabem que a situação de muitos é complicada, então eles dando aquela pequena assistência á saúde , dando alimentação , assim eles sabem que vão conseguir o voto do povo, E NÃO CABE A NÓS , dizer que o pensamento desse povo é pequeno , POIS QUERIA VER SE VC E SEUS FILHOS ESTIVESSEM COM FOME e alguém te estendesse a mão , uma vez que seja ( que é a realidade de ALGUNS políticos ,que vão só na época eleitoral) você iria votar neles , não por ter um pensamento pequeno , mais por algo que pode ser gratidão . (INFELIZMENTE É A NOSSA REALIDADE);

    – ”pensamento Pequeno” pode ser utilizado para aqueles que votam por ganancia ou por ignorância .

    – enquanto houver pobreza e ignorância o ciclo vicioso continua .

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Duas observações:

      1) “Minha filha”, não. Se fosse, seria filhO. Mas não o sou. Então não tem motivo de afetar tais laços.

      2) Discordo frontalmente dessa coisa do “queria ver se fossem seus filhos passando fome”. Sei lá, acho esse tipo de raciocínio um tanto preconceituoso… Explico: parte-se do princípio que todo pobre, dada sua condição, seria solícito com a corrupção. Não concordo com isso. O ser humano, antes de se deixar guiar por sua condição financeira, deixa-se guiar por escolhas morais individuais. E todos as fazemos, sejamos ricos, pobres, ou whatever.

      Criticar a mentalidade que leva à situação atual que temos não é falta de conhecer o próprio estado, como você sugeriu. Mesmo porque seu comentário dá a entender que o interior é um desastre, ao passo que Macapá seria uma maravilha, o que não é verdade: aqui na capital há deficiência em TODOS os setores mais básicos da vida civilizada!

      Em essência, você sequer passou perto de compreender o cerne da questão… Eu não julgo o ATO de vender um voto em troca do socorro necessário para salvar um filho faminto. O que julgo é a REAÇÃO MORAL a tal ato. O pobre coitado que não tinha outra saída prostituiu sua cidadania em sofrimento, sabendo que estava errando e envergonhando-se? Ou o fez achando que “dane-se, todos fazem assim mesmo”? Pode não parecer, mas há uma diferença ABSURDA entre tais condições. A diferença entre civilização e barbárie.

      Resposta
  35. Anônimo

    ?! Preconceito … pelo contrário … não tenho nenhum a respeito disso .. só que pelo amor de Deus … Não sabes o que as pessoas fazem por uma migalha , Escolhas morais não vão encher a barriga de ninguém ok ?! E é um pecado falar que todo pobre é corrupto . nem tente achar isso no texto que coloquei , te falta realmente um conhecimento de VIDA . de relacionar as coisas. Nada pode ser generalizado nessa vida.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Blz. É abrindo exceções para as escolhas morais que se começa a flertar com problemas estruturais, que estão na base de todo o caos social. Mas é do jogo… Cada um pensa como quer.

      Resposta
    2. Cláudia Cecília Carvalho

      Não é justificando um erro que ele passa a estar correto. E nenhum erro pode se justificar com outro erro ainda maior. Acho que o anônimo deve rever os seus conceitos.

      Resposta
  36. Dali Braga

    Seu texto é muito bom. Só lamento que as pessoas que deveriam ter bom senso parecem tê-lo trancando em um cofre e perdido a chave, não me envergonho pela matéria também, não foi o meu voto que colocou estes – tanto assembléia, governo, prefeitura, câmara federal e municipal – no poder. Sinto uma certa pena de quem deveria ser inteligente, mas realmente não pratica tal. Sinto que pessoas de mente aberta poderiam mudar muita coisa por esse estado que está estagnado na mesmisse há anos. Só lamento um povo tão bonito ser mostrar tão pequeno e burro.

    Resposta
    1. Paulo Leandro B. Pereira

      Dali Braga, um tanto grosseiro os adjetivos por vc ventilados. Faltou-lhe bom senso. Nem todos os eleitores possuem o privilégio de conviver e conhecer o caráter dos futuros representantes. Votamos, muitas vezes, iludidos pela boa fala e falsas promessas. Estou certo que as pessoas que estão no Poder possuem capacidade para agir com sabedoria e bem nos representar, se não o fazem é porque não querem. Neste caso, o VOTO sai pela culatra. Lamentável.

      Resposta
      1. Rafael Guedes

        No Amapá ainda não chegamos ao ponto de se iludir pela fala e falsas promesas. um dia a gente chega lá!

        Resposta
  37. Paulo Leandro B. Pereira

    Brother, nunca tinha ouvido falar de vc, mas chamou-me a atenção os perfeitos argumentos no texto e a bela escrita! Parabéns! Passarei a acompanhar seus post’s. Ah… Também me divertir com o embate ai nos comentários. Rs.

    Abraços.
    Paulo Leandro B. Pereira.

    Resposta
  38. BENEDITO ALFREDO

    APOIADO! PARA A IMPRENSA QUE SE CALA É UMA AFRNTA OUVIR OUTRA DE FORA FALANDO DAQUI, AINDA MAIS QUANDO O PÚBLICO É NACIONAL. E TEM MAIS, O CQC NÃO PERDOA NEM OS DAQUI E NEM OS DE LÁ, IMPARCIALIDADE QUE FALTA NA IMPRENSA DAQUI. QUANTO ÀS CRITICAS AO SEU DISCURSO, DEVE SER DE ALGUM ENCOSTADO NO MARASMO DE ALGUM CARGO EM SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO, POR ISSO NÃO PODE RECLAMAR DE NADA, POIS VIVE DA DESGRAÇA DO POVO, QUE PAGA O SALÁRIO DELE PRA ELE MANTER OS PÉSSIMOS SERVIÇOS QUE HOJE SÃO PRESTADOS AO PÚBLICO DO ESTADO.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      ESSE HOMEM DISSE A VERDADE! E SEU TESTEMUNHO É VERDADEIRO. E ELE FALA PARA QUE ACREDITEIS!

      Resposta
  39. Anselmo Júnior

    Excelente TexTo, mas fica uma pergunta.

    O problema são os indivíduos e a mentalidade apequenada que permeia o lugar. O Amapá precisa menos de pessoas que “amem a terra” incondicionalmente, e mais de gente disposta a usar a cabeça para olhar os problemas nos olhos, encarar os fatos, assumir que há vários desastres a corrigir e outros tantos a evitar.

    Como esse povo vai corrigir esses desastres encarar esses fatos, se a grande maioria tem vinculo com os políticos do estado??? Como vão conseguir quebrar o sistema???

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Eu não tenho a menor idéia… Vou além: minha descrença é tamanha, que não vejo melhora possível no horizonte. Sim, pode ser só pessimismo meu, mas é como me sinto.

      Resposta
  40. BENEDITO ALFREDO

    ENGRAÇADO, VEJO QUE TEM DOIS TIPOS DE CIDADÃOS NO QUE SE REFERE À CAPACIDADE DE SE INDIGNAR, OS QUE SE INDIGNAM E OS QUE SE ACOMODAM. DOS QUE SE INDIGNAM, VEJO MAIS DUAS SUBDIVISÕES: OS QUE SE INDIGNAM PELA COISA CERTA E OS QUE SE INDIGNAM PELA COISA ERRADA. E FAZENDO MAIS UM PEQUENO ESFORÇO MENTAL POSSO SUBDIVIDIR OS INDIGNADOS PELA COISA ERRADA EM MAIS DUAS: OS INDIGNADOS PELA COISA ERRADA DESINFORMADOS E OS INDIGNADOS PELA COISA ERRADA CONIVENTE. TALVEZ ESSA SISTEMATIZAÇÃO EXPLIQUE ALGUNS TIPOS DE DISCURSOS MANIFESTADOS NO SEU POST.

    Resposta
  41. Rafael Guedes

    O artigo é ótimo, a indignação é justa, o chato é que nada disso será convertido em resultados nas próximas eleições. No Amapá opiniões e votos são mercadorias. Preciso falar mais alguma coisa? Lidar com essa verdade é inconveniente, é por isso e só por isso que o Estado é o que é.

    Resposta
  42. gum3

    Nesses comentários não consigo ver argumentos que se possa ser chamado como tal.
    É assustador observar como fica a mente de um povo que durante décadas teve sua educação roubada por “Senhores”, “Coronéis” ou como queira chamar!!!

    Resposta
  43. Adriane Ribeiro

    O seu texto diz tudo Yasha, realmente impecável… Infelizmente a nossa realidade dificilmente mudará, até por que na hora de votar ultimamente temos escolhido o candidato “menos pior” face as opções que nos são colocadas, mas ainda resta um fio de esperança… Quanto ao programa, realmente não se falou nenhuma novidade, muito menos faltou-se com a verdade, mais uma vez o nosso Estado passando vergonha em rede nacional, e ainda ter que ver uns e outros defendendo esse tipo de imoralidade com o dinheiro público é revoltante, não duvido que façam parte da mamata…

    Resposta
  44. alilsom de carvalho

    parabéns pelo seu maravilhoso texto, digo com eloquência que foi um dos melhores que li! me assustei com pessoas que digamos fazem mal ao Amapá, que ao invés de amar sua terras são como câncer que mata e destrói, e num mero ato de ignorância, ao mesmo tempo que amputam o direito a ser bem informado, despeja para população ignorância nos meios de imprensa, chegam ao estremo em pedi que a “justiça” aja contra esse tal programa mal intencionado, esquecem que eles também fazem parte desse digamos meio, ou não? ou deveriam fazer!

    Resposta
  45. Cláudia Cecília Carvalho

    Parabéns!!! Serei apenas mais uma a elogiar e concordar com seu excelente texto.
    Quando eu vim para Macapá, vim cheia de esperança de que este lugar mudaria, cresceria e prosperaria. Agora estou indo embora daqui com o sentimento de que as coisas podem ficar ainda pior. Infelizmente! Também concordo com o posicionamento de “mentalidade pequena”, que para toda regra há excessão, mas que descreve com sinceridade a realidade que presencio.
    Não faço idéia de quem seja você, mas seria muito bom que nossa imprensa em Macapá fosse tão crítica e imparcial quanto foi o seu texto. Eu já nem compro os jornais daqui por pura revolta e o pior de tudo é que as pessoas ainda são manipuladas e influenciadas por estas noticias tão sem cabimento.
    Você ganhou mais uma fã!

    Resposta
  46. Nair Martel

    Como diz o ditado popular, a verdade dói, mais ela deve ser encarada. Concordo com tudo , temos que deixar as paixonites de lado e encarar a verdade dos fatos e lutar por mudanças.

    Resposta
  47. Waldery

    …Pela manha citei CORDEIROS(povo), Pastoreados(ou guiados) por lobos(maioria dos politicos e o pior, autoridades de outros poderes) ser cordeiro remete a obediencia, pacificidade. Agora vejo que tambem temos muitos COVARDES, perceberam quantos posts ANONIMOS.

    Resposta
  48. Waldery

    … deixa Eu fazer uma continha 100.000×12=1.200.000×4=4.800.000 é sério isso mesmo? quase CINCO MILHOES DE REAIS PRA CADA UM? alguem conhece algum DELES que possa valer a metade disso, pela vida toda? em 30 anos no estado nunca vi nada realmente relevante de nenhum para tanto.

    Resposta
  49. Krollen

    Na segunda-feira o CQC mostrou a realdade do Amapá, nada mais que a verdade… quem estiver querendo levantar queixas contra os homens de preto tem sido cegado pela tolice ou simplesmente é hipócrita” Obs: Sou do Amapá e também acho ridiculo as pessoas daqui ficarem justificando a corrupção que ocorre… Que adianta temos a democracia e muitos não saber usa-la

    Resposta
  50. blogdanielasimoes

    Infelizmente, a corrupção política é um problema nacional. Neste caso, o CQC não está apontando para o Amapá, e sim para o próprio umbigo, umbigo chamado Brasil! E mostrar os problemas que existem num determinado lugar não é um ato de humiliação, mas sim, ato de coragem e ajuda ao povo que presiva ver o pobre destino do seu dinheiro tão suado.

    Resposta
      1. Anônimo

        Quanto esse lixo CQC ganhou do DITADOR, pra tentar eleger seus candidatos nas eleições de 2012 ?! ” O POVO DO ESTADO DO AMAPÁ VAI RESPONDER NAS URNAS A ESTA DITADURA DISFARÇADA DE DEMOCRACIA .!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        Resposta
  51. Diogo Toscano

    Parabéns pelo seu texto! Se tem algo que foi extremamente prejudicial para muitos povos durante a história foi o nacionalismo cego.

    Resposta
  52. Alessandro Melo

    Texto excelente. E bem lembrada a liberdade, palavra tão mal compreendida aqui no Brasil…

    Resposta
  53. Alexandre Dantas

    Adorei o texto me senti contemplado!
    Também sou amapaense, já viajei muito e sinto vergonha da estagnação do nosso estado, em todos os setores! Mas diferente dos que defendem a política do “Ame ou deixe-o”, acredito que podemos mudar nossa realidade!
    E com certeza a conscientização é um dos principais avanços, temos que abrir os ohos do nosso povo oprimido e conformado, para que deixem de ser “massa de manipulação política”!
    Apesar dos pesares, amo meu estado e quero o melhor para ele, pois do jeito que está… Não dá!
    Vamos à luta galera!

    Resposta
  54. Gilzete Passos Magalhães

    Parabéns pelo texto! Adorei sua análise sobre a política do Estado! Realmente, o que deveria provocar indignação ao povo, não deveria ser uma denúncia contra a roubalheira no Amapá, mas as ruas esburacadas, a quantidade de gente que morre pelas precárias condições dos hospitais, o sucateamento das escolas… enfim… lamentável que muita gente ainda prefira defender esses políticos corruptos, a buscar modificar a trágica situação do Estado, que essa sim: é motivo de vergonha!
    Danos morais.deveriam ser exigidos, mas não de um programa que mostrou a realidade da política no Amapá, mas dos ilustres representantes da população, que ao usurparem as verbas públicas destinadas à saúde e educação, condenam pessoas de bem, que pagam seus impostos, à morte e a um futuro limitado..

    Resposta
  55. Anônimo

    eu fico pasmo com gente hipocrita que da pose de moralista,no governo passado pegava propina e agora escreve no blog como nunca pecou kkkkk.

    Resposta
  56. susan caroline

    Quanto ao Tiririca ser eleito,penso que o elegeram para mostrar o quanto o politica no Brasil esta avacalhada,uma palhaçada,uma piada, e isso não é só aqui no Amapá é em todo o Brasil!!!!!

    Resposta
  57. Anônimo

    Na minha opinião, as pessoas daqui ja estão tão acostumadas ao descaso das autoridades, que se acham no direito de se revoltar diante de um fato como esse.
    Confesso que não vi o progama, mas procurei me informar! E não vi nada demais em pessoas de fora do estado denunciarem as más condições em que vivemos. Na verdade eu agradeço! Quem sabe assim as autoridades tomem providencias, para que nós Amapaenses, possamos viver com dignidade. Nós precisamos de hospitais que funcionem com a qualidade necessaria! Precisamos de saneamento basico que realmente sirva pra alguma coisa!
    Tenho apenas um recado para os que defenderam o estado. Vocês não estão de todo errado em defender o Amapá, mas precisam entender que defender o descaso, é defender a propria vida precaria. Ou vão me dizer que pretendem viver assim pra sempre?
    Abram seu olhos.
    Todos nós precisamos de uma vida melhor!

    Resposta
  58. WAP

    Até que enfim encontro alguém com pensamento condizente com a realidade. De fato a população do Amapá é muito romantizada. E os nossos “caríssimos” deputados apenas alimentam esse romantismo, miséria e falta de visão de nossa população, quando deixam de investir em mais saúde, educação, políticas públicas de habitação, saneamento e moradia, afinal é isso que querem: fomentar a miséria para que em todo ano eleitoreiro possam “contar” com o voto dos famintos pelo lugar ao sol. A raiva que muitos amapaenses sentem, ao serem contrastados com a realidade na qual estão imersos, é própria do ser humano que não aceita verdades. E aceitar verdades é duro, dói e aleja, isso mesmo, pois o preço da verdade nos traz consequências que nem sempre sabemos lidar. Um exemplo foi a matéria do CQC que deixou os amapaenses roxos de raiva, pois os mesmos a muitos anos não sabem conter a corrupção que se instalou no meio do mundo.

    Resposta
  59. Anônimo

    Isso é fantastico , o povo daqui merece é sofrer mesmo , porque pra mim é o cumulo do absurdo a pessoa trocar o seu voto por um botijão de gas . Isso é burrice , ainda defendem as mazelas em que o estado se encontra , vou te contar ein u.u

    Resposta
  60. Marcos Silva

    É melhor começarmos a nos interessar mais pela política e nos políticos de hoje e de amanhã. Apesar de muito de nós admitir que não liga ou não se interessa pela política, abra os olhos, pois os políticos (corruptos, safados, sem escrúpulos, sem vergonha na cara) se interessam muito pela política e são esses carinhas que vão ser nossos governantes amanha.

    Resposta
  61. luciano souza

    é exatamente por isso que ultimamente tenho tido honra em anular meu voto, não tem nomes limpo no amapá que escolhi pra viver e pagar impostos, não existe nesta geração nem um politico que se aproveite princiálmente os que estão surgindo, mas não vou deixar o amapá nem dar voto aos idiotas que mentem e roubam este povo sofrido porque quer.

    Resposta
  62. Betania

    É interessante perceber a necessidade de citar nomes, apontar erros, trocar acusações, xingamentos… As pessoas que se sentem tocadas por nossas opiniões, seja de maneira boa ou incomodada pelas expressões que utilizamos, acabam sempre nos mostrando que estávamos certos.
    Se não, vejamos: a diferença de comportamento entre as deputadas Cristina Almeida e Mira Rocha? Podemos fazer várias análises sob vários ângulos: uma negra, outra loura; uma já foi candidata ao senado, a outra…; uma é defensora dos Direitos Humanos, a outra…; e por aí vai…
    Teve gente que gritou que a reportagem foi COMPRADA!!! Mas antes de assisti-la, com certeza achou bacana a presença do pessoal do CQC aqui.
    Alguém lembra da visita do Bonner com o avião do JN aqui? A histeria que aconteceu??? Será que não foram mostradas as mesmas mazelas, mas só porque era do JN não houve nenhum tipo de reação???
    O problema não é a venda de voto por uma cesta básica ou um milheiro de tijolo! O problema é que são poucas a opções de mudança. Os JR’s estão aí pra provar…
    Sou apaixonada pelas coisas desta terra, mas não posso fechar os olhos, ouvidos e boca para as coisas absurdas que acontecem por aqui.
    Daí penso naquela música do Mosaico de Ravena: “transformados até a alma, sem cultura e opinião, o nortista só queria fazer parte da nação”…

    Resposta
  63. Francisco

    Cara. achei muito bom bom o seu texto, parabéns, ele é muito condizente com o que penso. É incrível ver pessoas que se preocupam em não ficar com imagem de burros fora do território estadual, mas não fazem nada pra acabar com a roubalheira que esses políticos nos esfregam na cara. Gostei muito da matéria do CQC, pois eles mostraram o que os jornais daqui não mostram, pois são todos comprados pelos nossos “representantes”.

    Resposta
  64. Bhyane Ferreira

    ricardo :
    vc ta defendendo os politicos com esse teu texto persuazivo, besta ainda e quem lé e concorda.

    kkkkkk juro que quero saber também de onde essa criatura tirou essa conclusão! ^^

    Resposta
  65. Socorro Alves

    Excelente! A nefasta política local e suas ramificações fazem os “interessados” (jabazeiros e escravos dos cargos) não racionalizarem fatos ou fingir serem idiotas?.Na verdade me parecem idiotas que sufocam conhecimento, ética (nem a mínima existe), vou além, desafiam a cognição. Puxa-Saquismo sem coerência torna realmente MICRO os argumentos de defensores “da terra do nunca”.

    Resposta
  66. vanessa cunha

    parabens…vc tem toda razao..galera se doi quando fala do amapa.mas nao hora de luta por cidade melhor some..e agora acha ruim quando cqc vem mostra verdade..bando de hipocritas…mas uma vez parabens pela excelente explicaçao..

    Resposta
  67. marcelo souza

    Eu acabei de ler seu texto e é muito bom…..Assim eu só acho que tem muita gente que é movida a dinheiro no estado…entao a soberba é uma coisa que supera tudo.. até a dignidade do nosso povo. “Ah preferia quando agente tava na mamata anos atras”…essa foi uma frase que eu ouvi no radio num dia de manha…e sinceramente isso que da vergonha..não é CQC vindo aqui falar das nossas mazelas e sobre o dinheiro dos deputados…mas com certeza sinto pena de quem nao encara os fatos..e vê que aqui no estado não tem quase nada ( e que tem potencial a oferecer muito mais ).. Desculpem meus conterraneos…amo minha cidade e tudo que ela tem a oferecer ( e poderia oferecer mais )….mas o nosso estado é estagnado por “superiores” e pessoas ao seu redor (como o cara do rádio)….Não vou fazer comparações com outros lugares do Brasil pq é aqui que eu moro..e enquanto eu estiver aqui é somente o que vai me interessar… valeu..

    Resposta
  68. Emelinne

    Texto extremamente lúcido, realista e inteligente.
    Parabéns pelo blog…há muito não lia uma blog tão interessante e pasme…com um português correto(Sinceridade aflorada) rs.
    A realidade do Amapá é vergonhosa, apesar de não ser Amapaense eu não sinto vergonha em revelar minha opinião, por óbvio que o meu Estado natal não é lá um exemplo…lá também a população sofre com problemas, o que não convém comentar, pois é aqui que eu escolhi morar.
    Mas fico extremamente entristecida com os deputados que representam o povo, e estamos sendo mal representados. Infelizmente o povo não usa a arma mais poderosa que tem, o voto. Enquanto continuar com esse mesmo pensamento, infelizmente o Estado ficará estagnado…sem pespectiva de crescimento.
    E ainda mais vergonhoso, é ver que o povo num “momento Eu amo o Amapá” critica a exibição de uma matéria que mostra nossa realidade. Eu acho engraçado isso…se os apresentadores ao menos tivessem veiculado uma matéria com conteúdo mentiroso, eu até iria conter minha humilde opinião, mas dizer que os caras vieram de São Paulo falar do Amapá…ahh faça-me o favor…Foi preciso realmente vir de SP mostrar a sujeira, porque convenhamos…que programa amapaense falaria sobre o assunto???? Nenhum!

    Resposta
  69. evns

    ‘QUEM AMA EDUCA’… ‘QUEM AMA CUIDA’…QUEM AMA, FALA AS VERDADES DO/PARA O ‘SER’ AMADO… É EXTREMAMENTE CONTRADITÓRIO: EU AMO MEU ESTADO E DEIXO QUE FAÇAM O QUE QUISEREM COM ELE… E PIOR QUANDO ALGUÉM TENTA ABRIR MEUS OLHOS, DAI EU APERTO MAIS MEUS OLHOS… É TORCER PARA QUE AS GERAÇÕES VINDOURAS POSSAM ACORDAR COM TEXTOS CRÍTICOS COMO ESTE!!!

    Resposta
  70. Luckyman

    Infelizmente o Brasileiro só se une de 4 em 4 anos e pra torcer na copa do Mundo,contra os absurdos que nos empobrecem nada fazem,deveríamos olhar para os Franceses que derrubaram a monarquia com o poder do Povo e até hoje param o País quando se sentem Prejudicados (vejam o documentário de Michael Moore “Sicko”) onde ele pergunta a um politico frances por que eles oferecem tantas regalias ao Povo e eles dizem… Por medo de uma revolução.Temos que ser mais atuantes,particularmente sou a favor da sonegação de Taxas e Impostos (IPVA,IPTU) e outros que não servem pra nada além de encher os bolsos dos corruptos,temos que evoluir como Povo,quem não luta por seus direitos não é digno de tê-los.

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      A favor da sonegação?! Olha… Não é nada, não é nada, é apologia de crime!

      Resposta
      1. gum3

        Não acho exagero não. Esse povo que por muito tempo ficou adormecido em um limbo de esquecimento empurrado com força para era da escrotidão, tem muito coisa pra aprender e você pode ajudar!
        Ou não! —E esse Ou não é só pra não perder o costume-
        Abraço!

        Resposta
  71. Dai

    Pude observar na maioria dos comentários feitos pelos próprios amapaenses entre ” “, que a culpa é sempre do outro. Mas não é de se estranhar… aliás o ser humano nasceu com isso. Vejamos, Eu moro no Amapá, eu voto no Amapá, meu meio de sustento é no Amapá logo, eu faço parte do Amapá. E por fazer parte dessa terra é que todos têm o direito de se expressar da forma que bem achar melhor. Como uma pessoa que não consegue ter respeito pelo outro pode dizer o que está certo e o que está errado? principalmente quando se trata de políticas públicas! Isso sim é de se indignar. O que eu quero dizer meus amigos amapaenses é que devemos parar de colocar a culpa no sistema, parar de apontar os culpados, porque somos nós que escolhemos nossos governates, vejam bem NÓS, não apenas UM, então diga EU SOU CULPADO, porque eu não procuro saber meus direitos, porque eu não acompanho o governador, prefeito, deputados e vereadores depois de os escolherem para nos representar. Dá pra lembrar o dia que eles foram na porta das nossas casas pedir voto? Será que todos nós lembramos das propostas feitas por eles para o Amapá?????? É… é assim que fica nossa mente, um ponto de interrogação, sabem por que? Porque ninguém está preocupado com nada a não ser criticar, criticar e criticar e onde está a solução? Alguém já foi lá reclamar lá na assembléia? é claro que não! com que argumento? dá para perceber que o cidadão só consegue se movimentar quando acontece esse tipo de situação, o CQC está mais do certo em mostrar essas barbaridades. Hey amigo! acorda! essa história de tirar as vendas dos olhos na altura do capeonato é perda de tempo, tinhamos que fazer isso a muito tempo, não porque foi divulgado em rede nacional por um dos programas de grande audiência da tv. Nem precisava alguém de fora vim falar e mostrar as coisas tão medíocres desse estado. Nós sofremos na pele e não fazemos nada, aí nos achamos no direito de fazer críticas. Devemos nos envergonhar não da assembléia legislativa, mas das nossas atitudes. Então bola pra frente povo que esse tipo de situação não vai parar por aí, ainda vêm muita tempestade. Mas se é que dá pra acreditarmos em alguma coisa, que possamos acreditar num estado melhor. O Amapá ainda vai ser considerado uns dos melhores não de precáriedade…

    Resposta
  72. Mary rocha

    Li seu texto e o achei muito interessante e por isso resolvi dar minha opinião. Confesso ser uma dessas pessoas indignadas com matéria apresentada pelo CQC, por inúmeros motivos:
    1. Primeiro porque o assunto da matéria, qual seja, a verba indenizatória recebida pelos deputados (se é que é feita da maneira como colocada, e sobretudo, no valor divulgado) é motivo de denúncia ao Ministério Público (órgão responsável pela fiscalização dos poderes) e não de piadas, porque é um assunto sério demais, e, na minha opinião, da maneira apresentada pelo CQC o assunto vira palco de baixarias e acaba por invocar errôneos sentimentos de “proteção”, justamente por nossa gente ser simples, necessitada, porém, com um sentimento de amor e proteção pelo que é “nosso” (e a corrupção não é parte de nossa cultura e sim, um problema sério de ordem social e sistêmica).

    2. Depois, xingar o povo do Amapá de “burro” e dizer que estamos desperdiçando o dinheiro da “União” é absurdo, porque coloca a situação da má versação do dinheiro público como uma exclusividade do Amapá, e todos são conhecedores de que a situação é nacional (restringindo a discussão em nível de Brasil) e que sim! É motivo de indignação e cobranças, mas, na minha opinião um programa como o CQC não tem gabarito para tratar tal assunto, e ademais, o enfoque dado, como se os amapaenses fossem lunáticos, desenformados, e como já dito, “burros” é ofensivo e sem propósito!

    3. Aliás, diga-se por oportuno, o fato de um programa como este ser sucesso no Brasil é um termômetro claro da falência do senso crítico brasileiro, que aceita (e aprecia) que assuntos sérios e que necessitam de providências legais virem piada, inclusive, justamente pelo caráter do programa, nem os próprios parlamentares acharam que deveriam dar alguma explicação acerca do tema (e devem), porque ficam encobertos pelo manto da piada escrachada e sem sentido -diga-se de passagem- o foco do programa!

    4. Por fim, dizer que a matéria em nada contribuiu para que a realidade se modifique, e que, se nada for feito, se os poderes constituídos não se manifestarem, se a sociedade organizada não cobrar e se, nós, cidadãos amapaenses (brasileiros) não demonstrarmos nossa indignação, e, de maneira séria e organizada não cobrarmos providências urgentes de quem tem a obrigação de zelar pelo patrimônio público, nada será feito e tudo ficará igual, até que um outro programa do mesmo estilo, venha e faça chacota novamente…

    5. Ah! Sobre a eleição do Sarney…não tem explicação lógica, a não ser que a contextualizemos com realidade do nosso povo… e sinceramente, eu mesma me questiono continuamente acerca disso..rsrsrs…

    Resposta
  73. Dai

    Rsrsrsrs… realmente não tem explicação. Não sou muito ligada em programas “tipo” o CQC, Mas assistido essa matéria não me indignei pelo fato deles terem chamado a sociedade do Amapá de burros até porque eu não me considero burra,
    1. O cidadão não está preocupado com as deficiencias existentes no Estado, preocupa-se apenas com si mesmo. Sabe aquela velha frase “farinha pouca meu pirão primeiro”? então, essa frase retrata muito bem a sociedade amapaense por que?
    2. A pessoa que se preocupa com o outro, não vende seu voto por merreca que é o oferecido em troca de saneamento básico, melhoria na saúde, melhoria na educação, na segurança pública dentre outras coisas.
    3. A atitude errada de uma pessoa, contribui para a desgraça de milhares.
    4. O Amapá já virou trovas sátiricas, ou seja, chacota a muito tempo desde o ultimo escândalo.
    5. Todos os Estados brasileiros são um tanto políticos, mas o Amapá bate o record, tudo por que? porque nós permitimos e o como você citou em seu texto a sociedade não se manifesta frente as pessoas que escolhemos para nos representar.
    6. A respeito do programa, essa é forma deles expressarem o senso crítico diante de tantas barbaridades. Veja bem se não fosse eles, não estariamos aqui falando em políticas públicas mais especificamente dos problemas da nossa terra amável, na qual temos tanto orgulho. rsrsrsrs…
    7. também gostei do seu texto, bem coerente.

    Resposta
  74. Anônimo

    concordo plenamente quando na reportagem mostra todas as falhas que são evidentes aos olhares amapaensaes, só que discordo absolutamente quando reporteres de fora do estado minimizam um estado a uma simples besteirinha, uma merdinha que se citua no norte do brasil, chegando a afirmar que não faz parte do território brasileriro, é certo que a população elegeu certos corruptos que se aproveitam do dinheiro publico para se beneficiar… mais tenho plena certeza que não são só os amapaenses os burros da historia,, todos os vinte e sete estados tem pessoas que votam em candidatos corruptos e por tanto o brasil todo deve ser incluido na zombaria, uma massa de idiotas paulistas, cariocas , parenses,mineiros entre outrtos.. que falam dos outros sendo que os mesmos problemas acontecem debaixo dos seus proprios narizes!!!!

    Resposta
  75. Anônimo

    Quanto esse lixo do CQC ganhou do DITADOR !? Pra ELEGER SEUS CANDIDATOS nas eleições 2012/ MUNICIPAIS NO ESTADO DO AMAPÁ ????????????????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s