Dilma é Lênin revisitado: PROMOVAMOS A CORRUPÇÃO, PARA DEPOIS DENUNCIÁ-LA.

Eu custo um tantinho a entender certas nuances do Brasil…

Quando, exatamente, surgiu a fama de “implacável com a corrupção”, da presidente Dilma Rousseff? Em qual momento histórico a chefe de um governo que viu nada menos que seis ministros serem demitidos por denúncias graves de corrupção, passou a ser encarada como ícone do combate à… corrupção?! Me é realmente difícil compreender…

A celebrada “firmeza” com que Dilma estaria enfrentando os corruptos dentro do seu próprio (!!!) governo não apenas empolga esquerdistas – em geral – e petistas – em particular -, como também tem valido à presidente um crescente e importante apreço junto àquela fatia da classe média historicamente resistente ao PT. Ela está ganhando pontos por demitir os bandidos que ela mesma nomeou!

“Ah, mas ela está se livrando de pessoas (e problemas) herdados de Lula. Mostra que ninguém manda nela!”, dizem alguns neodilmistas. Trata-se de uma lógica assustadoramente pobre, afinal, se ela está se livrando de coisas herdadas de Lula, significa dizer que precisou engolir ministros indicados pelo ex-presidente. E, sendo assim, é balela esse papo de que ninguém tem ingerência sobre o governo da “primeira mulher presidente”.

Quem vê em Dilma uma “administradora forte e independente”, e acredita que ela vem tocando o governo por conta própria desde o início, também não encontra argumentos mais sólidos para defender a “caçada aos corruptos”. Ora, se ela é a única dona do governo e responsável por todas as decisões, os mesmos empolgadinhos que festejam o ato de demitir ministros suspeitos de corrupção, ficam também obrigados a reconhecer que… bem… foi dela a decisão de nomeá-los, on the first place. Em outras palavras, Dilma não precisaria ser “implacável com os malfeitores”, caso não os tivesse colocado lá ela mesma.

Se, por um lado, vemos um governo com menos de um ano de vida completamente atolado em escândalos de corrupção, a ponto de seis ministros já terem ido pro olho da rua (e mais um estar pela bola sete…), por outro é importante ter em mente que 2011 é o nono ano do governo petista, iniciado por Lula. E, sim! As duas gestões devem ser analisadas em conjunto, como partes de um processo continuado. Afinal, foi o próprio Lula a dizer que Dilma deveria ser levada à Presidência para dar prosseguimento ao que ele começou…

O fato é que de onde quer que se olhe, Dilma parece liderar uma gestão catastrófica, repleta de bandidos os mais diversos. A “gerentona”, a “executiva muito preparada” que nos foi vendida durante a eleição passada, na melhor das hipóteses, é uma marionete completamente controlada pelo antecessor, que foi obrigada a engolir todas as vontades do ex-chefe, inclusive no concernente a empregar corruptos. Na pior, é uma inepta que não sabe escolher seus mais diretos assessores, afinal – repise-se – foram seis (quase sete…) ministros demitidos em menos de um ano!

Dilma me remete cada vez mais a Lênin: “Promovamos a corrupção, para depois denunciá-la.” O mais trágico, porém, é ver grande parte do país aplaudindo a tal política de tolerância zero da presidente, que não poupa nenhum ministro apanhado em corrupção. Premiam a decisão de Dilma de assinar as demissões, mas esquecem que a mesma mão assinou, também, as nomeações.

Anúncios

8 ideias sobre “Dilma é Lênin revisitado: PROMOVAMOS A CORRUPÇÃO, PARA DEPOIS DENUNCIÁ-LA.

  1. Paulo Neto

    O mais legal é ver um governista bradando mimimi’s de fora Veja, fora Globo, fora PIG, fora Jornal Nacional, fora Yashá, fora Gravz, fora Coronel, etc., acusando todos de inventores de “falsas” e “absurdas” denúncias. Mas na hora que a Djilma promove o famoso “Pacto de Taubaté” (os ministros entram com a bunda e ela com o pé… #humor #apagar), ela vira a implacável presidenta contra bandidos, corruptos e malfeitores. AH, FAIZ FAVÔ!! Afinal, as denúncias não eram falsas, caros cumpanhêros? Decidam-se: é pra ela parar de ouvir esses golpistas malvadinhos ou pra continuar mandando pra rua pobres ministros “inocentes” pais de família…?

    Resposta
    1. Regina

      Então existe todo um aparato político-midiático montado para controlar os rumos de um governo popular e democrático, e você faz piada com isso? Tá de parabéns! Tão alienado quanto o dono do blog.

      Resposta
      1. Paulo Neto

        Me F$%&¨ de novo, Yashá. Devo ter esquecido o #SinalDeIronia em algum lugar. Só não consigo achar onde ser mais explícito…! hahahah!!!
        Analfabetismo Funcional, um mal que aflige milhões…

        Resposta
  2. Catarina

    Ótimo texto! Acho uma babaquice sem tamanha ver Globo e Veja, símbolos do que seria o tal PIG, santificando a Dilma porque demite os bandidos que ela mesma colocou lá. Uma piada!

    Resposta
  3. Erick Reno

    Concordo com tudo que foi dito no texto. Conheci o blog há alguns dias e achei bem legal. Já tá salvo nos favoritos! Seus textos são muito bons.

    Resposta
  4. Anônimo

    Lançado hoje em Sao Paulo,”A privataria tucana”, nao é um livro, mas um IP pronto para ser entregue ao MPF e , a partir dai, começar a recolher toda a tucanada e sua trupe para os presidios de segurança máxima do país (acho que vai faltar lugar) . O mensalao do PT é aperitivo perto da privataria; Depois do livro, nao tem mais como se falar em corrupçao no Brasil. O Amaury DEPENOU a tucanada rsss;

    Resposta
  5. Arthurius Maximus

    O mais engraçado nessa história toda é o uso descarado do jargão de Goebbels por esse pessoal. Repetem mentiras até que verdades elas se tornem. Dilma é tão inimiga da corrupção quanto Lula. E a “faxina” promovida por ela é uma peça de ficção em que corruptos apanhados com a boca na botija são varridos para baixo do tapete e outros “midiaticamente limpos” são colocados em postos de poder para que continuem “os trabalhos”…

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s