Frustrado

Meu filho está numa fase em que não consegue ficar quieto mais de dois minutos. Pula pela casa toda, escala todo e qualquer objeto – e toda e qualquer pessoa. Não mais anda: apenas corre.

O que desencadeou isso foi a paixão dele pelo Buzz Lightyear, do desenho Toy Story. Ele imita tudo que o personagem faz, desde o laser que sai ameaçadoramente do braço, até o desejo de voar (!!!) pela casa. E tome menino gritando “Ao infinito e além!” e pulando so sofá, da cama, das cadeiras… E – claro! – alternando pousos perfeitos com as inevitáveis quedas. Muitas quedas…

E lá vamos nós, pais desesperados, correr pra geladeira em busca daqueles mágicos cubos de gelo, a fim de amenizar a dor das pancadas e evitar o sugimento dos famosos galos. E aproveitamos aqueles poucos momentos de quietude para elencar as clássicas razões pelas quais ele deveria “ficar mais comportado”, “parar de pular das coisas” e “ser mais quietinho”. Evidente que trinta segundos depois de iniciado o sermão ele já se revira todo, tentando fugir do colo paterno e louco pra “voar de novo”. E não adianta argumentar logicamente, claro:

– Meu filho, você não é o Buzz. Você é um menino.

– EU SOU BUZZ LAITITO [Sim, o inglês dele ainda é precário…] E POSSO VOAR POR ESTE QUARTO TODO!

Acreditem: é bem complicado trazer à razão uma criança que quer voar

O jeito é ficar repetindo o tempo todo pra ele ter cuidado, não subir mais aí, descer já de lá… Tudo isso com aquela sensação de que nada vai adiantar, afinal ele é um “patrulheiro espacial”. Maldita Pixar!

Até que, na hora de descer do carro, ele fala: “Me segura, papai. Eu quero voar!” Então eu vislumbro a oportunidade de atuar como pai, me encho de razão adulta e digo: “Não, meu filho. Você não pode voar. Você vem aqui no colo do papai, como um menino. Você não é o Buzz!”

E ele fecha os olhos, entristece o semblante e se deixa pegar, vencido.

– Você tá triste, meu bem? – Eu pergunto.

– Não. frustrado.

Sim, ele disse mesmo isso! Com três (TRÊS!) anos recém completados – idade em que ainda lhe é permitido ignorar a lógica de coisas aborrecidas como a Lei da Gravidade -, ele estava lá, “frustrado” porque eu não deixei ele voar.

E você se descobre subitamente confuso: serei um pai atento e cuidadoso, por evitar que ele se coloque em perigo? Ou um adulto sem coração, que proíbe um menino de voar?

Ficamos combinados assim, então: pular e “voar” pro colo do papai, pode. Melhor flexibilizar um pouco essas regras, do que ter em casa uma pessoínha de três anos lidando com os fantasmas da frustração…

_____

P.S.1: Esse negócio de ser pai não é fácil!

P.S.2: Ninguém disse que seria fácil…

P.S.3: Onde raios ele aprendeu a palavra “frustrado”? E, o que é mais intrigante: onde aprendeu o significado dela?!

Anúncios

5 ideias sobre “Frustrado

  1. Lucas Torres

    Tá danado o meu xará, heim? Certo ele! Tem que dar muito trabalho pra esse pai direitista.

    Resposta
  2. Hay

    Ele provavelmente não conhece exatamente o significado da palavra. Ele ouviu alguém dizer isso em um contexto no qual ele entendeu que a pessoa ficou triste porque não pôde fazer alguma coisa e fez a associação. Crianças são muito ligeiras 🙂

    Resposta
  3. Hay

    Aliás, você deveria denunciar a Disney á CONAR por incitar as crianças a desejarem voar! Precisamos urgentemente de uma regulamentação detalhada a respeito do que as crianças assistem. Todo e qualquer o conteúdo de entretenimento precisaria passar por uma revisão completa antes de vir a público. Comissões de análise analisariam o conteúdo, procurando pontos que possam vir a gerar problemas e obrigando o produtor a reformar o conteúdo. O Buzz Lightyear seria substituído por um Buzz que paga os impostos em dia e deseja cada vez mais que o estado garanta todos os direitos a todos os cidadãos.
    (É claro que esse comentário é uma sátira.)

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s