Parabéns, Obama!

Pela primeira vez na história, um Presidente americano se declarou abertamente favorável ao reconhecimento do casamento gay. Vou repetir, porque (infelizmente…) parece que o mundo não notou a exata dimensão da coisa: o imperador supremo do mundo livre (sim, esqueçam o recalque antiamericano: os EUA são os garantidores do “mundo ocidental”) falou publicamente que uma importante parcela da população merece ter reconhecida a garantia civil de constituir uma família perante o Estado e a sociedade. Não se enganem: é uma grande conquista! Não para a “comunidade gay”, mas para qualquer um que defenda o sistema de liberdades individuais.

“Sim, mas se dizer favorável é uma coisa, promover a legalização é outra.”, falaram alguns aqui no Brasil. É verdade. Mas há que se ter em mente a particularidade da democracia americana, onde cabe a cada estado da federação decidir suas leia acerca disso (o casamento gay já é legalizado em vários, assim como segue propibido em outros tantos). É evidente, pois, que Obama não vai se meter a encrencar com os que forem contrários, afinal lá a autonomia dos estados-membros são realmente respeitadas.

A declaração de Obama foi cuidadosamente estudada do ponto de vista político-eleitoral, não tenho dúvida. Aliás, me surpreenderia se não fosse: tudo que um político diz é (ou deveria ser…) sempre cuidadosamente estudado previamente. Como Obama já provou ser um craque do marketing político, não tenho dúvidas de que ele vai tirar dividendos positivos dessa declaração. Vai desagradar os conservadores (principalmente os ligados às igrejas tradicionalistas e os do sul redneck), mas, se pararmos pra pensar bem, esse é um nicho onde ele já não entraria mesmo de qualquer forma. Muito mais inteligente, então, tentar agradar os mais liberais, que vinham, inclusive, demonstrando algum desencanto com ele. Ele não apenas “conquista novamente” o voto dos liberals, como garante que essa turma vá às ruas na hora da campanha. O eleitor mais importante é o da própria base, costuma-se dizer… Afinal, é ele que vai panfletar, bater de porta-em-porta, lotar os comícios. É ele que vai, enfim, ganhar outros votos.

Os moderados/independentes, via de regra, não tão nem aí pra isso. Decidem com base no bolso e na conjuntura do momento. É essa fatia que vai ser “convencida” pela propaganda, pelos debates, pela imprensa e… pelas militâncias!

“Mas e os republicanos desiludidos que poderiam votar nele?” Olha… Tem que ver direito isso aí. Ninguém duvida que há muitos republicanos aborrecidos e descrentes diante dos péssimos candidatos apresentados pelo GOP nestas primárias, mas daí a votar no Obama?! Acho bem mais plausível pensar que estariam dispostos a ficar em casa e não votar em ninguém… Se forem eleitores libertários, não vão se assustar com a fala do Obama, afinal não se opõem (em tese) ao casamento gay. Se forem conservadores, já não iam votar no Obama de qualquer jeito.

Em verdade, ouso dizer que ele arrisca roubar uns votos importantes da turma pró-Ron Paul, depois dessa. Sem falar na galerinha que é republicana e gay, né? Mais fácil essa turma votar no Obama, do que no Romney, que, um dia depois da declaração do Presidente, foi a público dizer que é contra as uniões homossexuais.

Aliás, ainda há quem duvide da reeleição do Obama? Com esses adversários, ele nem precisa fazer campanha… Vejam que Romney, um cara que já não é nenhuma simpatia em pessoa, teve a ~sacada genial~ de ir à TV pedir desculpas por ter praticado bullying contra um ex-colega só porque este era… gay! Notem o timming sensacional do cara, amigos!

Não bastasse os Republicanos falando de proibir os filmes pornôs (!) e colonizar a lua (!!), ainda me vem o principal candidato deles e, um dia depois do negão simpático dizer que era a favor do casamento gay, vai à TV e conta que agrediu um colega homossexual. Desse jeito Obama só precisa continuar cantando, pra ser reeleito…

Anúncios

Uma ideia sobre “Parabéns, Obama!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s