“Na ditadura nós tínhamos mais liberdade de falar que hoje durante o horário eleitoral”

Achei muito interessante a entrevista de Jô Soares, ontem, no Fantástico. Mas o ponto principal, o que merece destaque, a meu ver, é o momento em que fala sobre a liberdade de expressão. Vejam:

Temos no vídeo um dos mais destacados jornalistas brasileiros, que viveu o período da ditadura militar, afirmando que a liberdade de falar, hoje, durante o período eleitoral, é menor que naquela época.

Eu concordo. E já falei muitas vezes o porquê: em nome de algo abstrato e intangível, como o chamado “equilíbrio do pleito”, o Estado, valendo-se de seus aparelhos de controle e repressão, investem contra liberdades e garantias individuais concretas. A coisa é de tal sorte surreal, que criou-se uma espécie de censura sazonal, onde determinados fatos se tornam proibidos em época de eleição.

Por que hoje é pior que na ditadura? Porque hoje, ao menos formalmente, vive-se uma democracia. E é em nome da democracia, que os valores e fundamentos básicos do sistema democrático, sobre o qual se erigiu a civilização moderna, estão sendo dinamitados.

Anúncios

Uma ideia sobre ““Na ditadura nós tínhamos mais liberdade de falar que hoje durante o horário eleitoral”

  1. Gilberto

    Eu vou um pouco alem do que o JÔ disse.
    Na época da ditadura militar, os jornais e revistas criticavam o governo e desde que não fossem criticas infundadas, os militares aceitavam estas criticas.
    Hoje em dia não é mais assim, por exemplo, o blog “Prosa & Política” da jornalista Adriana Vandoni, foi censurado por criticar o governo Lula, fora da época eleitoral.
    O juiz disse para ela não mais expor sua opinião em público. Para citar apenas um dos casos de censura.
    O pior é que tudo o que ela disse aconteceu, os ministros caíram, descobriu-se esquemas de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, compra e venda de votos e muitos outros crimes, que se fossem cometidos em um país sério, todos os envolvidos estariam na cadeia, porém no Brasil, temos uma terrorista que é presidente da república, um traficante deputado e um senador que chegou a manipular os resultados do painel eletrônico do senado federal e nada acontece.
    Este julgamento do mensalão é apenas para encobrir esquemas muito maiores de corrupção política, e enquanto uns jornalistas são censurados, outros são comprados com cotas de publicidade generosas.
    É lógico que na Globo, ninguém poderia escancarar este esquema, mas a pitadinha que o JÔ deu já está de bom tamanho, pela emissora que é.
    Estamos no centro de uma galaxia de corrupção, tamanha é a falta de justiça em nosso país, infelizmente.
    Um grande abraço

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s