Lara está em casa.

Há quem diga que o mundo de hoje afasta as pessoas e torna a vida mais mecanizada. Eu discordo. Conheci muitos amigos graças à internet, uma das maiores faces da modernidade. Foi por poder me conectar com qualquer parte do país e do mundo, sem sair de casa, que conheci a Lara.

Lara é a filha do Diego e da Thati. E vocês hão de me perdoar por não saber dizer muitos detalhes sobre a vida deles. São amigos de internet, desses que a gente conhece num repente e começa a trocar mensagens e compartilhar experiências. Vocês sabem como funciona esse mundo: quando percebemos, já nos sentimos próximos das pessoas, mesmo sem nunca tê-las encontrado pessoalmente. Assim é com o Diego, com a Thati e com a Lara.

Lara, como toda filha, estava sendo amada e esperada desde o primeiro momento. E ela parece ter amado tanto a família, que decidiu chegar mais cedo. Muito mais cedo… Lara nasceu prematura, com 24 semanas e pouco mais de 500 gramas. Precisou passar quatro meses na UTI, enquanto terminava de ser “gestada fora do útero”. Espero que ela me perdoe a simplicidade do resumo: não cheguei nem perto de conseguir relatar a força e a intensidade com que essa pequena guerreira lutou pela vida.

64201_10151511279733158_1682397013_n

Foi assim que eu conheci a Lara, lendo os relatos emocionantes do pai dela, o Diego. Cada dia uma nova vitória, um novo passo no caminho para conseguir aquilo que todos os pais esperam: levar o filho para casa. Algo que, agora, parece tão simples, tão óbvio, tão natural…

Hoje, que a Lara está indo pra casa, as provações que ela e a família enfrentaram parecem até pequenas. Mas estarão para sempre na lembrança de quem, mesmo sem conhecê-los de perto, viveu esse período com eles. E não foram poucos os que, como eu – meros desconhecidos -, passaram a acompanhar os relatos do Diego diariamente, incorporando-os à própria rotina. Tenho certeza que muita gente chorou de emoção com eles a cada nova conquista. Eu sei, porque eu mesmo chorei várias vezes. Como agora, que a Lara está a caminho de casa.

481987_10151517611508158_261601829_n

 

Hoje, eu quero agradecer a Lara, o Diego e a Thati. Agradecer por terem permitido que eu, um desconhecido, fizesse parte da história deles aqui de longe, lendo sobre a pequena guerreira que queria muito viver. E que conseguiu! Quero agradecer o exemplo de fé, de perseverança e de ternura deles, que me ajudaram a ser uma pessoa melhor hoje.

Não sei qual é o termo certo para definir a experiência que vivi acompanhando a história da Lara e dos pais dela. Eu prefiro chamar de milagre, porque não me atrevo a compreender. Apenas agradeço muito e desejo, do fundo do coração, que ela tenha uma ótima vida ao lado da família. Se depender da força de vontade dela, tenho certeza que terá.

—–

P.S.: Pra quem eventualmente não conhece a Lara, aqui está o Facebook e o Twitter do pai dela, o Diego.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s