Datafolha: a um ano da eleição, quem está perdendo o sono é Dilma e o PT.

A pesquisa Datafolha divulgada hoje traz dados interessantes – principalmente quando é lida a sério, não com a disposição de agradar o governo petista. Feita com 2.517 pessoas em 154 municípios, a pesquisa mostra, essencialmente, que a tendência é haver segundo turno em 2014. Vejam os números no cenário que atualmente é mais condizente com a realidade:

Como tenho dito sempre, o mais importante, a essa altura dos acontecimentos nem é propriamente a intenção de voto, mas um punhado de outros detalhes que costumam ser negligenciados pelos jornais. Por exemplo: para um governo que se apresenta à reeleição, como é o caso daquele chefiado por Dilma, é desastroso ver que ela tem só 6% a mais que a soma dos adversários, principalmente quando se considera que há quase um quarto dos votos ainda divididos entre brancos, nulos e indecisos. O final de semana não será tranquilo lá nos lados do Palácio do Planalto, quanto a isso vocês podem ter certeza.

Outro dado relevante é o da rejeição dos candidatos: Serra lidera nesse quesito, com enormes 36%, seguido por Dilma, rejeitada por 27% e – atenção agora! – por Eduardo Campos, rejeitado por um em cada quatro entrevistados e com rejeição numericamente maior que a de Aécio (24%). Por que a rejeição de Campos, hoje maior que a de Aécio, é relevante? Porque ele ainda é o menos conhecido dentre os principais candidatos. As bênçãos de Marina parecem não ter se traduzido em transferência de votos, ao menos por enquanto.

Vejam acima o grau de conhecimento que a população diz ter dos candidatos: Dilma é conhecida por todos, fato que, aliado à baixa preferência do eleitorado e à rejeição, deve estar causando urticárias em João Santana, aquele que chamou as oposições de “anões”. Campos, conhecido por pouco menos de 60% dos eleitores, ainda tem, em tese, margem para crescer. O problema, para ele, é que deve aumentar também a rejeição, já surpreendentemente alta para alguém desconhecido por 43% dos entrevistados.

Aécio Neves, ainda não conhecido por um em cada cinco eleitores ouvidos, tem um grande espaço para onde crescer. Primeiro porque 35% alegam apenas ter “ouvido falar” nele, segundo pois é aquele que apresenta a menor rejeição e, terceiro, por ter herdado exatamente o mesmo punhado de votos que os seus dois adversários (Dilma e Campos) herdaram de Marina. Aliás, outra campanha que deve dormir mal este final de semana é a do PSB: o abraço de Marina a Campos (com direito a poesia declamada) não significou imediata transferência de votos.

É evidente que muita coisa ainda está por acontecer – coisa que sempre fiz questão de ressaltar aqui. Contudo, há algumas certezas que as recentes pesquisas emanam: 1) haverá segundo turno, para desespero de Dilma e do PT; 2) Aécio Neves é, ao que tudo indica, o nome mais forte da oposição para enfrentar o governo petista. O senador mineiro chega a 31% quando enfrenta Dilma, apenas dois pontos a menos que o ex-governador de São Paulo, José Serra (33%). E isso sabendo-se que Serra traz consigo o recall de duas campanhas presidenciais, ou seja: o espaço que o mineiro tem para crescer é muito maior.

Se o PSDB quer disputar, com chances de vencer, a próxima eleição, é hora de pacificar as correntes internas e assumir de vez que o candidato é Aécio. É isso, ou deixar que o governo dispute entre si, com uma candidatura assumida (Dilma) e outra disfarçada (Campos). De oposição, viável e com força, só uma.

Anúncios

Uma ideia sobre “Datafolha: a um ano da eleição, quem está perdendo o sono é Dilma e o PT.

  1. @julianabt

    Eu sou contra pobre ter medico sem nenhum controle de qualidade. Sou contra vida de pobre valer menos..

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s