Novas lambanças no Mais Médicos: sucesso do programa está só na cabeça do marketing petista. [POST ATUALIZADO]

Já escrevi sobre uma das várias falhas detectadas no tal programa Mais Médicos, inventado pelo governo Dilma pelo marketing do PT para resolver o problema da saúde pública no país para tentar eleger o ministro Padilha governador de São Paulo, além de tentar reeleger Dilma Rousseff.

Pois eis que hoje, no Twitter, alguns perfis trouxeram à tona mais uma monstruosa presepada produzida por essa peça de marketing do PT, travestida de programa governamental. Abaixo estão alguns prints que mostram a sequência dos fatos, além dos links para as publicações que serão aqui mencionadas. Desnecessário dizer que já salvei tudo: não adianta o pessoal do governo ir lá apagar o que escreveu. Vamos aos fatos:

O perfil @sorkis, hoje, postou o print de uma receita assinada por um tal de Dr. Juan Pablo Cazajus, inscrito no CRM/RS sob o número PMM 38128. Esse PMM aí significa Programa Mais Médicos, como vocês devem ter percebido. Vejam abaixo o tweet em questão:

O texto no tweet da Cristina não precisa de maiores explicações: um médico estrangeiro, trazido ao país segundo as regras vergonhosas do programa Mais Médicos (sem ter prestado o exame Revalida), receitou uma medicação numa dosagem muito maior que aquela correta. E qual é a dosagem correta? O perfil @pdvechi indagou isso e a resposta segue abaixo:

Se quiserem saber mais acerca da dosagem correta, leiam aqui.

Em seguida, veio a manifestação do perfil oficial (eu disse OFICIAL!) do Ministério da Saúde, também via Twitter. A tática? A mesma vista no passado, sempre que se apontou alguma mazela no Mais Médicos: nega tudo. Vejam:

Mas uma simples consulta ao site do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul mostra que o perfil oficial do Ministério da Saúde MENTIU:

Esse mesmo print também circula no Twitter, postado pelo perfil @DarkRaposao. De novo: não acreditem em mim! Vejam por vocês mesmos, lá no site do CRM/RS (link aqui). Desnecessário, porém, dizer que, se essas informações misteriosamente ~sumirem~, eu tenho todos os prints.

Não bastasse a informação acima (e ela basta!), o perfil @sorkis trouxe ainda uma notícia da época em que o referido Dr. Cazajus chegou a Tramandaí para desempenhar suas funções, como parte do Mais Médicos. Vejam o print abaixo:

A notícia completa, com direito a mais fotos, pode ser encontrada aqui. A julgar pelo tweet publicado pelo Ministério da Saúde (repito: em seu perfil oficial!), a notícia acima deve ser falsa. E a informação no site do CRM/RS, também. A menos que falsas sejam as palavras de quem faz a social mídia do Ministério da Saúde, mais uma vez vergonhosamente (para eles!) desmascarado na internet.

Como disse em outras ocasiões: eles não dão a mínima para os problemas graves que assolam a saúde pública brasileira. Se dessem, não trariam pessoas de qualquer jeito, sem Revalida e, por conseguinte, sem garantias mínimas de qualificação. O que eles querem é criar “fatos políticos” a fim de encher o horário eleitoral em 2014. Só isso. E isso, amigos, não ajuda em nada o Brasil.

Leiam sobre o sujeito preso por exercício ilegal da medicina, também pré-selecionado no programa Mais Médicos: aqui.

Update (15/10/2013): Ontem o perfil do Ministério da Saúde no Twitter divulgou que, na verdade, o médico citado neste post está, sim, inscrito no Programa Mais Médicos. Tinha razão a internet, portanto. Não quem faz a xoxomída lá na Esplanada dos Ministérios. Vejam a nota do Ministério (inclusive informando as providências que pretende adotar, aqui.

Anúncios

93 ideias sobre “Novas lambanças no Mais Médicos: sucesso do programa está só na cabeça do marketing petista. [POST ATUALIZADO]

  1. mariza

    vc viu a da\ criança tratada com amoxicilina em dose unica associada a dexametasona 3x/dia por 7 dias???

    Resposta
  2. Roberto

    “Quem diz que nunca cometeu um erro grave na carreira está mentindo.”
    Pedro Paulo Monteleone, ginecologista e obstetra que furou a bexiga de uma paciente durante cirurgia. (Revista Veja)
    Maldosa e bastante tendenciosa a matéria. Vocês, da classe médica brasileira, deveriam ter vergonha de atitudes desse tipo. A matéria dá a entender que o médico por não ter revalida ou por participar do Programa Mais Médicos falhou, mas isso não é verdade !!! Parem de corporativismo e se comprometam com a profissão ! O erro não pode ser avaliado da forma simplista como voces propõem !

    Resposta
    1. Elias

      Caro Roberto,
      O senhor realmente se trataria com esses médicos?
      Faz o seguinte …. toma azitromicina de 8/8h por 7 dias.

      Resposta
    2. elza ferreira

      existem complicações cirúrgicas passíveis de ocorrerem, basta ser humano para errar, mas prescrever antibiótico para o médico é como o brasileiro comer arroz com feijão, não é erro grave mas sim erro básico, erro primário de quem não sabe ou não procura saber condutas mínimas do seu dia a dia, até farmacêutico sabe que azitromicina só pode ser prescrito 1 x ao dia.

      Resposta
  3. Pingback: Mais Médico coloca em risco saúde de brasileiros | Brasil da Gente

  4. santos

    Fake total!!! Procurem trabalhar Médicos brasileiros, corporativistas e marrentos. Realizar uma montagem dessas é demais, esee Médico deveria era processar quem publicou isso, calunia é crime. O que tem de Médicos que deixam seus carimbos em cima de suas mesas e outros roubam atestados, falsificam receitas e agora vindo de vocês é realmente suspeito. Trabalhem e deixem de enganar o povo enganando nos PSF’s onde se deve trabalhar 40hrs semanais e grande parte vao 1 ou 2 dias. Se acham que 10.000 reais e pouco dinheiro, mostra o quento de hipocresia e da parte de quem fala mal. Procurem trabalhar seus mercenários…

    Resposta
      1. Santos

        http://www.infonet.com.br/sysinfonet/images/secretarias/Saude/grande-receitas_medicas_receita3_270110.JPG ; http://oglobo.globo.com/pais/medico-receita-vodca-para-nebulizacao-de-bebe-7853537 ; http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/04/12/paciente-morre-em-sp-apos-sofrer-avc-e-medico-receitar-xarope-hospital-estava-sem-tomografo.htm; http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2013/03/mae-diz-que-sucessivos-erros-medicos-levaram-bebe-morte.html

        Leaim algumas matérias sobre erros grosseiros de Médicos brasileiros, voceê estão sendo xenofóbicos, corporativistas e querendo defender um território. De uma hora para outra a Medicina do Brasil é a melhor do mundo e as outras não prestam ohhhhhhhh parabéns para o asno que pensa dessa forma. Hoje em dia o que aparece são pessoas querendo estudar Medicina por uma única razão, ganhar dinheiro das prefeitura pela carência de profissionais, sabem e são orientados em sala de aula que devem sim pedir salários absurdos alegando que se na prefeitura não pagar está fica sem Médico. Matéria mal feita com um único objetivo de denegrir um programa que visa ajuda pessoas que mal tem acesso a Médicos. Procure exercer de forma digna a nobre profissão a parem de ficar xeretando e procurado erros dos outros, atendam bem o pobre que precisa, comecem assim, dando um bom dia aos seus pacientes e tratando com respeito, educação e dignidade.

        Resposta
        1. Felipe

          Você é médico? Vai fazer medicina e trabalhar no SUS antes de tentar entender os motivos pelos quais fiz medicina. Sai de trás do computador e faça algo útil pra sociedade! Cubano pra você! Eu, Padilha e a Dilma sabemos muito bem onde nos tratarmos…

          Resposta
          1. Santos

            Não sou Médico, ao contrário de você fiz carreira no Ministério Público e sou Promotor de Justiça. Deixe de ser egocentrico com suas palavras destoantes e sem fundamentos, os Médicos do Brasil são os melhores? Já foi no Canadá alguma vez ou estudou a composição da origem de seus profissionais Médicos? Deveria e assim saberia que grande parte é estrangeiro, inclusive de países sul-americanos.

            Resposta
            1. yashagallazzi Autor do post

              Uai, depois daquele coment cravando que o caso era “fake total” eu pensei que você fosse PERITO. 😉

              Resposta
            2. GUILHERMO

              CARO SENHOR SANTOS, SE ESTA FALANDO DO CANADA OU EUA, REALMENTE HA MEDICOS POR LA, AGORA PROCURE COMO ESSES MEDICOS ESTRANGEIROS ENTRARAM NOS EUA, CANADA, OU OUTRO LUGAR DO MUNDO PARA PODER EXERCER A PROFISSAO POR LA. NAO ME IMPORTO QUE MEU MEDICO SEJA DO BRASIL OU DE OUTRO LUGAR DO MUNDO, APENAS QUE ESTEJA CAPACITADO PARA EXERCER UMA MEDICINA DE QUALIDADE E ASSIM NAO HAVER NENHUM PREJUIZO PARA MINHA SAUDE. TAIS MEDICOS NAO ESTAO SENDO IMPOSSIBILITADO DE TRABALHAR NO BRASIL, APENAS QUE REALIZE UMA PROVA DE REVALIDAÇAO TAL COMO E FEITO EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO. ESSA MEDIDA DO GOVERNO EM MINHA OPNIAO E DE MUITOS, E UMA MEDIDA IMEDIATISTA E ELEITOREIRA. INFELIZMENTE CADA POVO TEM O GOVERNANTE QUE MERECE.

              Resposta
            3. Anônimo

              Santos, há muitos médicos estrangeiros no Canadá realmente. NENHUM deles sem revalidação de diploma. Que venham os médicos estrangeiros, mas que provem sua competência antes. No Canadá o médico tem carreira de Estado (salário digno, estabilidade, direitos trabalhistas, progressão de carreira) coisa que você tem e nós não. Isso o Canadá fez para fixar o médico nas pequenas cidades (sim, o Canadá também teve esse problema), além de dar condições de trabalho e incentivos financeiros a quem fosse. Adoraria que o Brasil tivesse um sistema público universal como o Canadá. Quando você citou o Canadá você só falou o que endossava o seu raciocínio, o menos importante por sinal que é a proporção de médicos estrangeiros, deixou de lado a necessidade de revalidação e todo o resto que citei.
              Respeitosamente

              Resposta
        2. RedleilE

          O médico que receitou vodca é um pediatra antigo… já na terceira idade.
          Esta era uma prática comum antigamente, quando não existiam medicamentos para este fim.
          Não é o mais indicado, mas funciona em alguns casos. E quanto a fazer mal… pode fazer até menos que o medicamento mais usado com a mesma finalidade.
          O problema foi uma paciente que não quis se informar, jornalistas sensacionalistas, pessoas que gostam de aparecer às custas dos outros e o povo ignorante, como você, que acha que é fácil ser médico e que dedicar a vida ao estudo e à situações estressantes, com privação de sono, de descanso, de hábitos de vida saudáveis… tudo isao para cuidar da SUA vida e de sua família, não deve ser valorizado e que os médicos deveriam trabalhar de graça (vc vai pagar as contas para eles?) e cai nesta conversa lulista sobre as “elites”… como se o Lula e seus bilhões roubados do povo não fosse da elite.

          Resposta
          1. pablocach

            Não discutam com pessoas que claramente não acreditam no que estão escrevendo. Não esqueçam que o PT já até aumentou a verba para seus terroristas virtuais. Usar a expressão “feke total” quando as informações podem ser obtidas em sites oficiais é assinar um atestado de demagogo.

            Resposta
        3. Nadja

          Então se trate só com médicos estrangeiros para dar exemplo, se você se sente seguro, vai em frente, eu não me sinto. Ah, e a dilminha e o resto do governo deveria se tratar com eles também, receber tratamento no Sírio libanes e Alberte Einstein é fácil!

          Resposta
  5. Lia/Fpolis ¬¬

    E o café com leite nas veias? e a vaselina? e o perfluorocarbono?
    Eu já tive caso de receita errada num hospital em Fpolis. Se eu não tivesse estudado química e visto o erro na receita, se não tivesse o cuidado de verificar em várias farmácias e com um colega de trabalho bioquímico, se eu não tivesse ido ao hospital trocar a receita e tivesse algum remédio com aquele nome errado e para outra doença me sido entregue e vendido, o erro mataria minha mãe. Ela teve sorte de ter alguém perto dela que tinha esclarecimento ou teria morrido.
    Honestidade intelectual anda tão rara como competência médica.
    Em Floripa, uma criança morreu porque o remédio feito na farmácia de manipulação era para ser 0,2% e fizeram com 20%. A farmácia ainda existe, mas a criança não.
    Sem falar nos caos de pessoas que tiveram órgãos retirados e aina estavam vivas, para alimentar a máfia dos transplantistas milionários de SP e MG. Tudo devidamente provado e médicos condenados. Só aqui no Brasil? Ah, quem dera!
    ”Um hospital de na cidade americana de Syracuse, no estado de Nova York, foi multado em US$ 6 mil (quase R$ 13.569 mil) depois que uma mulher, considerada morta, acordou na mesa de operações onde deveria ocorrer a cirurgia para a retirada de seus órgãos para doação.”

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/07/130710_mulher_acorda_cirurgia_fn.shtml

    Olha, já quase apanhei de Petistas e seus variantes ainda mais selvagens, principalmente por conta da petição que eu fiz em favor do General Heleno quando o blog do corona estava começando. Petição que me tomou tempo e sequer foi entregue porque não fui avisada.Mas uma coisa é uma coisa e outa coisa é outra coisa, como diria o manezinho comentarista de futebol Miguel Livramento. Não sou a favor de médicos cubanos, ou qquer outro que não sofra aqui os rigores de seleção a que nossos médicos e até dentistas têm de se submeter lá fora. Mas ignorar os assassinos de jaleco daqui, Virgínias e quejandos, só para apontar erros dos de fora, é muita desonestidade sim.

    Resposta
  6. Pingback: Lambanças no Mais Médicos: sucesso do programa está só na cabeça do marketing do PT | Portal Nacional

  7. Santos

    http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2012/05/registros-de-erros-medicos-crescem-52-entre-os-anos-de-2010-e-2011.html http://radios.ebc.com.br/conteudo/pesquisa-aponta-mais-de-70-dos-erros-medicos-no-brasil-sao-evitaveis http://radios.ebc.com.br/conteudo/pesquisa-aponta-mais-de-70-dos-erros-medicos-no-brasil-sao-evitaveis http://www.ibahia.com/detalhe/noticia/cresce-numero-de-denuncias-de-erro-medico-pelo-brasil/ http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&docid=ZJHOU2TvW4CUrM&tbnid=q9wrN60NRpRqcM:&ved=0CAMQjhw&url=http%3A%2F%2Frederecord.r7.com%2Fvideo%2Fveja-casos-de-erros-medicos-que-chocaram-o-brasil-507700a2fc9b7c5e78698324&ei=s05cUo6bMYL89QT_hICoAw&bvm=bv.53899372,d.aWM&psig=AFQjCNFfNT1JLcqUJvQ55TagzZ5pmb6ThA&ust=1381867541253430

    E por aí vai, uma centenas de erros dos colegas de vocês, Médicos brasileiros e agora vocês vem aqui fazer com uma matéria de péssimo gosto? Francamente!!!!

    Resposta
  8. Santos

    Palmas..palmas…….os Médicos brasileiros são os melhores do mundo e o resto da Medicina de outros países não presta, é de péssima qualidade…pensamento retrógrado, mercantilista e que não querem abrir mão do monopólio que possuem pela deficiência de Médicos no país.
    #fato

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Cara, acho que você (e alguns outros aí) estão indo pelo caminho errado. O texto não é contra médicos de fora. Aliás, nem esse nem nenhum outro texto que eu tenha escrito aqui (sério, pode procurar!). Pelo contrário: por mim que tragam médicos, engenheiros, advogados, pedreiros… Nem ligo. Sou contra é um programa com regras nebulosas, feito claramente com fins preponderantemente eleitorais. Só isso.

      Resposta
      1. Santos

        Yasha, Você tem conhecimento da distribuição de Médicos no Brasil? Você sabia que querem pagar salários de mais de 30.000 reais e ninguém quer ir porque é longe, e aí, responda, como essas pessoas ficam? Vão morrer? Medicina só funciona se tiver tomografos, ressonancias, ultrasom, Doppler, é Medicina preventiva, saúde se pratica com com informação, orientação. Se os Médicos não querem ir por 30.000 mil reais, o governo tem que fazer algo. Na ultima prova de aplicada para avaliar, 54,5% dos estudantes foram reprovados no exame do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, com uma quantia de acertos inferior a 60%. A mesma prova aplicada para os estrangeiros, explica aí então!!!

        Resposta
        1. yashagallazzi Autor do post

          Sei que a quantidade de médico por habitante é quase igual a dos EUA e, bem… A saúde deles não é esse lixo, né?

          Cara, eu não neguei hora nenhuma que há problemas de saúde pública a resolver no país. Aliás, muito me estranha que o PT, depois de mais de 10 anos de gestão, tenha atentado para isso só agora (o mais médicos é tratado como medida “emergencial”, lembra? Emergencial depois de DEZ ANOS no governo!)… Que se busquem soluções, ué! Mas eu deveria ignorar os erros (e os há aos montes) no programa Mais Médicos só porque há problemas na saúde pública? Sério, qual a lógica nesse pensamento seu?

          Os caras não querem ir pro interior? Sinal que salário alto não é tudo. Que tal cuidar de ESTRUTURA e PLANO DE CARREIRA, por exemplo? Juiz e Promotor também não gostam de ir pro interior, mas vão… Vai ver porque a carreira é melhor organizada e tal.

          No mais, por que o Ministério da Saúde não se limita a mandar um “muito obrigado, vamos corrigir” quando apontam as falhas? Por que essa mania de fingir que está tudo certo? Uma dica: porque pra funcionar como peça de marketing, precisa que esteja tudo certo – mesmo não estando.

          Resposta
          1. Santos

            Eu como Promotor de Justiça, trabalho no interior do Maranhão, sou natural do RJ e vejo o quanto esse povo sofre, já vi diversas vezes no meu gabinete doentes me pedidndo para intervir, já fui dezenas de vezes notificado que os postos de saúde não tem Médico, que o plantonista não foi trabalhar. Os Médicos pelo contrário, como a procura e enorme e a quantidade é baixa, o salário como consequência é alta. Esse governo como os demais são podres, se em 10 anos não fizeram, o problema é deles, agora estão fazendo, quanto a cargos e salários e carreira, que o conselho deles lute por isso, assim como o MP estadual e Federal lutou, como as associações de Magistrados lutaram, facam o mesmo, se querem respeito do governo, façam por onde. Trabalhem com seriedade, não trabalhem em dois plantões ao mesmo tempo como acontece. Gente que faz isso, não merece ter seu registro profissional.

            Resposta
        2. RedleilE

          Você acredita mesmo que esses 30 mil são pagos?
          Não sei se é inocência ou ignorância.
          Os médicos além de não terem estrutura, serem processados se não puderem salvar o paciente por esta falta de estrutura… ainda levam calote das prefeituras.
          Opinar sem saber a verdade… pq um governo corrupto gasta bilhoes em propaganda na tv para te enganar… é fácil, muito fácil.

          Resposta
        3. Paulo Henrique

          Não importa se o governo é de esquerda, direita, ditadura, democracia ou o que for. Todos eles sabem que falam para pessoas com o nível de informação precário e tendencioso como o seu. Pessoas como você elegem ditadores, benzem canhões, não se importam de sacrificar vidas alheias. É para indivíduos assim que os fins justificam os meios;

          Resposta
      2. Ratoseco

        Concordo, que toda profissao que e regulamentada em seus paises, assim como a medicina a contabilidade, letras etc deve-se ter uma prova de avaliacao assim como sempre foi feito em todo o mundo. Nao podemos deixar chegar aqui e a pessoa sai trabalhando. Assim funciona no mundo, pois existem particularidades. So me deixa triste ver pessoas se xingando aqui, por questoes politicas.

        Resposta
    2. elza ferreira

      não é bem por aí, eu só não queria que um filho meu caísse na mão de um médico que não fosse muito bem avaliado, eu controlo o meu país, mas a medicina que é ensinada fora daqui, sabe lá como é realmente…dando aval para qualquer um sem questionar suas habilidades é colocar a população sob um risco provável, achava que governar era ter RESPONSABILIDADE

      Resposta
    3. Felipe

      Não somos os melhores. Mas somos muito melhores que muito país rico. Nossa Saúde é doente. Os países desenvolvidos querem médicos cada vez melhores em seus países. O Brasil quer médicos piores do que os já estão. Simples assim. Se está tão preocupada, passe um dia no SUS e entenderás…

      Resposta
      1. Santos

        A formação daqui é precária e decadente, deixe de ser egocentrico, existem Médicos bons, excelentes, porém, existem os mediocres, pilantras.

        Resposta
  9. Santos

    (1) Em Cuba, há 25 faculdades de medicina (todas públicas), e uma Escola Latino-Americana de Medicina, na qual estudam estrangeiros de 113 países, inclusive do Brasil . (Estudaram em Cuba e lá se formaram, entre outros, dois filhos de Paulo de Argollo Mendes, presidente há 15 anos do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul e critico ferrenho do programa Mais Médicos).

    (2) Em 2012, Cuba formou 11 mil novos médicos. Deste total, 5.315 são cubanos e 5.694 vêm de 59 países principalmente da América Latina, África e Ásia. Desde a Revolução Cubana em 1959, foram formados cerca de 109 mil médicos no país. O país tem 161 hospitais e 452 clínicas para pouco mais de 11, 2 milhões de habitantes.

    (3) A duração do curso de medicina em Cuba, como no Brasil, é seis anos em período integral. Depois, há um período de especialização que varia entre três e quatro anos. Pelas regras do sistema educacional cubano, só entram no curso de medicina os alunos que obtêm as notas mais altas ao longo do ensino secundário e em um concurso seletivo especial.

    (4) Estudantes de medicina cubanos passam o sexto ano do curso em um período de internato, conhecendo as principais áreas de um hospital geral. A sua formação geral é voltada para a área da saúde da família, com conhecimento em pediatria, pequenas cirurgias, ginecologia e obstetrícia.

    (5) Em Cuba há hoje 6,4 médicos para mil habitantes. No Brasil, esse índice é de 1,8 médico para mil habitantes. Na Argentina, a proporção é 3,2 médicos para mil habitantes. Em países como Espanha e Portugal, essa relação é de 4 médicos para cada mil habitantes.

    Resposta
    1. pablocach

      Usando dados fornecidos por ti mesmo: 11mil dividido por 26 faculdades = 423 formados por faculdade em um ano. 423!!! Tu sabe quantos se formam por ano nas maiores faculdades de medicina do brasil? no máximo por volta de uns 150, divididos em dois semestres de 75. Então meu amigo, tu acredita mesmo que todos esses 423 são médicos (com a formação que um médico deve ter)?…

      Resposta
  10. Santos

    (6) A taxa de mortalidade em Cuba é de 4,6 para mil crianças nascidas, e a expectativa de vida é de 77,9 anos (dados de janeiro de 2013). No Brasil, a taxa de mortalidade é de 15,6% para mil bebês nascidos (IBGE/2010).

    (7) Em 1998, depois que o furacão Mitch atingiu a América Central e o Caribe, Fidel Castro decidiu criar a Escola Latino-Americana de Medicina de Havana (Elam) com o objetivo de formar em Cuba médicos para trabalhar em países chamados subdesenvolvidos. A Organização Mundial da Saúde definiu assim o trabalho da Elam: “A Escola Latino-Americana de Medicina acolhe jovens entusiasmados dos países em desenvolvimento, que retornam para casa como médicos formados. É uma questão de promover a equidade sanitária. A Elam assumiu a premissa da “responsabilidade social”.

    (8) Em 20 anos, médicos cubanos atenderam a mais de 25 mil afetados pela explosão em Chernobyl, incluindo muitas crianças órfãs. Desde o início do programa, em 1990, foram atendidos mais de 25.400 pacientes, a maioria deles crianças. 70% dos menores que receberam tratamento na localidade cubana de Tarará perderam seus pais e chegaram a Cuba com enfermidades oncológicas e hematológicas provocadas pela exposição à radiação.

    Resposta
  11. Santos

    (9) Segundo a New England Journal of Medicine, uma das importantes revistas médicas do mundo, o sistema de saúde cubano parece irreal. Todo mundo tem um médico de família. Tudo é gratuito. Apesar de dispor de recursos limitados, seu sistema de saúde resolveu problemas que o dos EUA não conseguiu resolver ainda.

    (10) Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Cuba é o único país da América Latina que se encontra entre as dez primeiras nações do mundo com o melhor Índice de Desenvolvimento Humano em expectativa de vida e educação durante a última década.

    Certamente o sistema de saúde cubano não é o paraíso na Terra e seus profissionais não são os melhores do mundo. No entanto, os indicadores e informações acima citados parecem credenciá-los para desenvolver um importante trabalho de medicina comunitária e medicina da família em comunidades pobres brasileiras que têm grande dificuldade de acesso a serviços de saúde. Os profissionais cubanos têm especialização e tradição de trabalhar justamente nesta área e não representam nenhuma concorrência para profissionais brasileiros nesta área. Virá daí um genocídio??? E aí? Já foram em Cuba? Muitos que aqui criticam nunca sairam do seu estado e se forem um dia a Ilha de Cuba, vão para conhecer o sistema e não ficar tomando Mojito..

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Você quer discutir A SÉRIO os dados repassados ao mundo por uma DITADURA? Qual será a próxima pauta? Analisar a ausência de homossexuais no Irã (visto que Ahmadinejad disse que não existe nenhum lá…)? Rsrsrs

      Resposta
      1. Santos

        O New England Journal of Medicine reconhecendo informação errada de ditadura? Diga-me, no sistema de Monarquia a Medicina é pior ou melhor, o fato de ser ditadura ou não, infelizmente não caracteriza saúde de péssima qualidade, se você acha que os dados acimas informados e assegurados pela OMS, New England Journal of Medicine instituição séria que publica trabalhos de altissíma qualidade, creio que quem não está sabendo discutir é você, vejo em suas palavras uma pessoa que não é formadora de opinião e nem tão pouco desenvolve uma idéia, vejo que você está sendo um repetidor de informações colhidas de terceiros. leia antes amigo, procure ter informação e somente assim a gente vai discutir seriamente. Quanto ao Irã, o isso não vem ao caso ser discutido no momento pois estamos em outra discussão, porém, se tiver interesse, a gente discute e daí o amigo diz o que sabe do Irã, Afeganistão, Iraque, Egito sobre as particularidades religiosas que cada um tem, afinal de contas já que lá não existe Homessexuais, no Brasil não existe ladrão.

        Resposta
        1. yashagallazzi Autor do post

          Sobre Irã eu sei o mesmo que sobre Cuba, ou seja, só aquilo que os regimes de lá permitem que o público de fora saiba. Dito isso, insisto: ONDE eu critiquei a vinda de médicos de fora – ou mesmo médicos cubanos?! Eu estou tecendo críticas a um programa que é cheio de falhas, porquanto feito às pressas apenas na tentativa de vitaminar o ministro da saúde, futuro candidato do PT ao governo de São Paulo. É isso.

          Resposta
          1. Santos

            Falhas porque? sorte a sua ter um plano de saúde e ter acesso a uma rede privada, espero que você nunca tenha o desprazer de passar o que essa parcela da população sofre. Esse programa pode ter suas falhas, talvez tenha, e a credite, milhares de pessoas hoje tem acesso a saúde primária e isso é bom. Ficar expondo aqui receitas de Médicos que erram, se tiver interesse te mando uma dúzia de erros em receituários de Médicos brasileiros. Os rincões desse país penam pela falta de assistência Médica e algo que é benéfico a quem precisa não precisar ser denegrido dessa forma. Quer ajudar o país, vamos acabar com a corrupção, isso sim é um mal absolutto e que precisa ser acabado, cadeia para quem rouba, político tem que trabalhar por quem elegeu ele e não em beneficio próprio.

            Resposta
            1. yashagallazzi Autor do post

              Cara, eu parei no “talvez tenha”. Talvez, não. O programa tem MUITAS falhas. Só aqui neste pequeno blog já mostrei dois casos absurdos. Mas, ok. Se você quer apelar pra lógica do “se você é contra o Mais Médicos é porque quer que pobre morra”, eu nem debato mais. Forte abraço.

              Resposta
              1. Santos

                O teu texto é claro em evidenciar “lambanças” dos Médicos importados, o seu texto não fala sobra a estrutura do programa, o que foi feito? Pegaram uma foto que sabe-se lá de quem é, um twitter que pode ser “fake” e vieram aqui mostrar falhas. O texto é sobre a falha da construção desse programa ou em evidenciar erros? Pelo menos ficou claro pelo texto em denegrir a imagem dos profisisonais estrangeiros e não a crítica que você questiona sobre a qualidade do programa. Vamos deixar isso claro!!!

                Resposta
                1. yashagallazzi Autor do post

                  Cara, na PRIMEIRA LINHA do texto tem link para um outro, onde trato de mais uma falha no programa, essa ainda mais absurda. Fora outros tantos textos em que tratei da essência do programa em si e de por que o considero só uma peça de marketing (lembra dos médicos desembarcando com uma flâmula com o nome da Dilma sobre as malas?). Em todos sempre ressaltei que pode trazer médico, sem problema. O que peço é respeito às leis que já existem e regras claras. Só isso. Aqui o texto que citei no começo deste: https://construindopensamentos.wordpress.com/2013/08/17/preso-por-exercicio-ilegal-da-medicina-foi-selecionado-no-mais-medicos/

                  Resposta
                  1. Santos

                    Para finalizar, antes que me chamem de partidário político, não sou, não compactuo com esse governo ordinário e vagabundo do PT, detesto política, PT, PMDB, PSDB, PPS, PSOL, PMN, PC do B, na minha opinião não prestam e todos os políticos que neles estão merecem cadeia por serem corruptos, sou a favor da democracia e contra a ditadura e opressão. Bem, esse programa veio a ajudar, mais uma vez se quer ciriticar, critique o problema, não fiquei aqui publicando fotos, imagens, perfis no twitter, isso não vai na mão do que você deseja. Eu sou a favor pois como membro do ministério público aqui no MA, já tive que intervir uma centena de vezes em favor de quem não tem acesso a nenhum Médico, pessoas que chegam com farrapos pedindo ajuda a marcação de uma consulta. Sou defensor sim dessa causa, acredito que isso venha a ajudar. Recentemente estive em Porto Rico e precisei ser submetido a uma Apendicectomia lá, fiquei com receio por não conhecer a saúde daquele País, fui operado por um Médico formado em El salvador por videolaparoscopia e foi um sucesso, meu seguro de saúde internacional não pagou as despesas e fui submetido essa intervenção no Hospital Universitário de lá melhor do que muitos aqui no Brasil, esperem ver os resultados, não condenem algo que pode ajudar a essa parcela da população.

                    Resposta
                    1. Roberto Coral

                      Meu amigo, já foi à Cuba? eu conheço Havana e é fácil perceber que a especialidade de qualquer sistema comunista é a propaganda, pois o país é miserável! conversei com cubanos, visitei suas casas e eles só reclamam. A ração, (que eles chamam o alimento que o governo paga) termina em 1 semana! No entanto, o governo fala que dá comida para o povo…Os hospitais e assim como outras estruturas são sucateadas.. Lá você anda na rua e é normal ver prédio e casas literalmente caindo aos pedaços. Reconheço que eles podem ter uma boa política de saúde de família, mas veja bem: instituir saúde de família é a coisa mais fácil e barata que um governo pode fazer! (eles não tem dinheiro para hospitais!). No Brasil, porque será que o governo não investe nisso se o custo é baixo?? porque não dá retorno para eles! o que dá lucro na medicina são os exames e procedimentos cirúrgicos de alta complexidade…o povo lá no interior do interior que se rale!
                      Outra pergunta? Em algum momento foi discutido com as classes médicas sobre a carreira de Estado da profissão?? claro que não! isso vai gerar custos para eles! ou seja, muito melhor contratar médicos por 3 anos, ganhar a eleição e mandar eles embora!
                      Foste operado de uma apendicite por vídeo, né? Tens idéia de quanto um cirurgião ganha para fazer isso no SUS? A resposta certa seria ZERO! pois a tabela do SUS não contempla cirurgia por vídeo….mas tudo bem, o médico vai receber pelo procedimento aberto, mesmo sabendo fazer por vídeo (que envolve mais técnica, mais conhecimento e experiência)…Ele ganha aproximadamente 80 reais…Aí médico é mercenário? Alguns convênios chegam a pagar 125 reais por essa cirurgia…convênio!
                      Portanto, amigo…dar solução para a saúde não existe mágica…assim como para a educação, segurança, etc. TEM QUE GASTAR e INVESTIR nas coisas certas! investimentos são feitos para soluções a longo prazo, não para as próximas eleições!
                      Sou cirurgião em porto alegre, estou satisfeito por aqui, mas se existisse um plano de carreira para mim, com garantias e boa aposentadoria, pensaria seriamente à respeito. (meu exemplo não é o melhor, pois um cirurgião não poderia trabalhar aonde só existe posto de saúde, mas enfim..)
                      O preconceito não é contra o médico cubano…o preconceito é contra a idéia de pensar sobre um problema tão sério que, inclusive, tu conheces muito bem por ser do ministério público.

          2. Marte

            não adianta discutir com propagandista do governo, pago com o nosso dinheiro e que coloca lulla acima até de Deus, nem adianta explicar,l o negócio dele é endeusar as obras petistas, até o dia em que for pra um hospital com um médico cubano, depois disso, ou ele grita que não quer ser atendido pelo “profissional” ou aceita e a gente nunca mais escuta ele.

            Resposta
            1. Santos

              Marte, boa noite!
              talvez você não tenha lido o que deixei escrito ou realmente você não sabe ler e pede para alguém escrever o seu texto. Não sou propagandista, petista e nem ao menos sou a favor do Lula, política é algo que francamente eu detesto e nem peço voto ou discuto. Vejo em você um ser xenofóbico, preconceituoso e teleguiado por informações que você ouve nos corredores por onde anda em suas atividades de vida diária. Ser por ventura um dia eu necessitar ser atendido por um Médico Cubano, Argentino, Brasileito e não me sentir seguro, afirmo a você que procuro outra opinião profissional. Não venha aqui coo seu texto hipocócrita, mediocre e sem opinião formada alguma argumentar que sou partidário e político.

              Resposta
    2. Julio Silva

      Realmente vc está muito enganado companheiro! Envie o link com a fonte de várias asneiras que escreveu sobre um pais decante e que vive em ditadura! Certamente vc NUNCA FOI em cuba! Informe-se antes de falar algo! Estudei medicina em cuba e NUNCA VI um sistema de saúde tão deficiente e POBRE! Todos os dados são mascarados. A saúde de cuba NÃO presta assim como muita coisa no pais!

      Resposta
        1. Marte

          uma pergunta pra vc, chavez foi se tratar em cuba, lulla e dilma no sirio, qual foi a decisão mais acertada?

          Resposta
          1. Santos

            Ai você tem que perguntar pessoalmente para ela, não sei te afirmar o porque, quanto a Chavez ter sido tratado em Havana, sugiro que você possa ir a um terreiro de umbanda e chame a alma dele, se é que existe alma e pergunte. As razões pelas quais as pessoas escolhem onde querem ser tratadas eu não sei te afirmar!!!

            Resposta
        2. Paulo Henrique

          Existem vários outros sites que falam sobre a medicina em Cuba e contestam essa excelência que tantos propagam. A escola de medicina de Havana estava entre as dez melhores das Américas antes de Fidel Castro tomar o poder. Há propaganda contrária nos dois sentidos. Se você olhar os médicos, poderá ver que é uma classe profissional que estuda muito, ninguém está isento de erros e falar mal dos médicos brasileiros de forma tão vil e vulgar… é coisa de brasileiro mesmo, que só sabe falar bem do que vem de fora.

          Resposta
    1. Santos

      Leda, você não leu o que escrevi. Não sou político, petista e nem partidário, sou um cidadão que tenho opinião formada e não alguém que transmite o que ouve!!

      Resposta
  12. Felipe

    Agora sou totalmente egoísta. Quem vai levar essa receita pra casa apoia o programa Mais Médicos, assim como a elite brasileira filósofa ,sem nenhuma noção do que é trabalhar como médico no Brasil, principalmente no SUS, pseudo-preocupada com as mazelas sociais. Meus parentes também não levarão essa receita. Eu, hoje, to andando pra isso. Então, sem mais comentários…

    Resposta
  13. Edisonn

    Caro “construindo pensamentos”, o importante quando se analisa uma ação do governo é tirar o efeito partidário e assim vai obter uma melhor conclusão.
    Que realmente o PMM ajuda alavancar uma candidatura do Ministro ao governo de SP? é fato, assim como José Serra alavancou quando foi Ministro da Saúde. Que ajuda numa reeleição da Dilma? é fato. Agora você concluir que o PMM é a solução do governo para a saúde do Brasil ou ainda que não deveria ser implementado é puramente de quem não conhece o Brasil. O PMM veio para amenizar o sofrimentos de milhares de brasileiros que morrem em hospitais sem ter um único contato com médico e tratados com uma técnica de enfermagem, quando tem. A realidade é outra caro “construindo pensamentos”. Este PMM deveria ter sido impletado já pelo Lula, quisá pelo FHC, e outros presidentes. Agora se a ideia é boa e os atuais governantes serão promovidos, fazer o que? que sejam, mas que ajudem brasileiros. Tire um pouco da ira e do paradigma do coração.

    Resposta
  14. Tania

    A questão é: por que os médicos cubanos são dispensados do Revalida e os demais médicos estrangeiros não?
    Não questiono a formação que tiveram, podem ser excelentes profissionais, mas por que não atestar isso fazendo o Revalida? Por que passar por cima de uma exigência que os outros profissionais estrangeiros devem cumprir e, em se tratando dos cubanos, estão dispensados?

    Resposta
  15. Santos

    O problema meus caros, é que a zona de conforto fou tocada, nessa hora eles aparecem. mais estão tentando degradar um programa que está sendo implantado e como tudo no começo é complicado, milhões de brasileiros vão ter acesso a um Médico, muitos aqui nunca sairam do conforto de suas casas para conhecer a realizade de quem vive abaixo da linha da pobreza e vem aqui com meia dúzia de palavras reclamar sobre algo que ajuda a quem precisa. Temos Médicos competentes e incompetentes aqui no Brasil como em qualquer lugar no mundo. Agora meia dúzia vem aqui chamar a gente de partidários…eu quero é que a Dilma, Aécio, FHC, sarney peguem fogo e desaparecam da face da terra, desejo é que os pobres deste país tenham dignidade.

    Resposta
    1. Samuel

      Eu também não gosto dos politicos desse país!!! Esse programa poderia usar os médicos brasileiros e só!!!! Hoje se formam 13000 médicos por ano, quase todos queriam um emprego desse! Hoje só falta médicos em cidade pequena com prefeito que não paga o prometido ou paga só a metade, neste programa o governo federal paga diretamente! É salário garantido!! Esse programa só passa a mão na cabeça de prefeitos corruptos e ajeita emprego para petista que fez medicina em cuba, na bolívia, etc! Isso que é errado, desrespeito para quem batalhou para estudar medicina no brasil, os petistas tem mais privilégios que os outros brasileiros, já que o mais médicos rejeitou milhares de médicos brasileiros que se inscreveram no programa! Além de alguns desses médicos não terem uma formação boa, nesse caso é um desrespeito com a população carente…

      Resposta
  16. jair

    Médicos mercenários, tratam mal o povo, ignorantes!!! em vez de chegar as 7 da manhã nos postos de saúde eles chegam as 10horas. Minha mãe estava precisando de um Médico e cheguei no posto com ela cedo, depois de 5 horas de espera o médico chegou, consultas que duram 5 minutos. Falta de respeito, o Brasil precisa de mais Médicos.

    Resposta
  17. JoséSilva

    Santos… Você só pode ser petista… Ou recalcado por não ter tornado-se médico…
    Faça o seguinte… estude BASTANTE e seja um médico! Ou então, se quiser fazer da maneira mais fácil, filie-se ao PT (se é q já nao é….) faça faculdade em qualquer faculdade “de esquina” que existe na America Latina e volte para o Brasil… Porque aqui (e agora) qualquer saco de pão serve como diploma de médico! 😉
    Ao povo que está sendo tratado por esses médicos com “diploma em saco de pão”, que só o nosso país aceita, desejo sorte e que Deus os proteja…

    Resposta
  18. DiegoS

    O pior é que não se trata de uma dosagem de ca. de 300% maior e sim de 300 vezes (!!) maior. Sendo que 1,5 mg = 100%, significa que 500 mg correspondem uma dosagem 30000% (!!!) maior.

    Resposta
  19. yashagallazzi Autor do post

    ATENÇÃO: o assunto, sabemos, é polêmico. E o debate sobre ele, como sói acontecer na internet, facilmente descamba pra comentários desnecessários e ofensivos. Já tive que barrar alguns (mais ou menos um número QUATRO vezes maior que o publicado) e vou continuar barrando quem se dá ao trabalho de escrever apenas para atacar outrem. Vamos tentar manter algum nível, ok? As regras do blog estão aqui: https://construindopensamentos.wordpress.com/decalogo-do-blog/

    Resposta
  20. yashagallazzi Autor do post

    Algumas considerações necessárias, pra ver se o debate sai desse fla-flu chato:

    1) Não há em lugar nenhum do blog qualquer afirmação contrária à vinda de mais médicos para o Brasil. Já disse: tragam mais médicos, engenheiros, procuradores… Por mim, tá beleza! O que peço é apenas que se faça isso de forma transparente e respeitando as leis;

    2) Negou que Cuba é ditadura eu nem respondo mais. Pode pensar o que quiser aí de boa, só não espere que eu me disponha a debater com quem nega fatos historicamente aceitos;

    3) Onde eu falei que só médico estrangeiro comete erros? Não adianta contrapor o texto falando “Ah, brasileiro também erra.” Ué, lógico! Todo ser humano erra. A crítica do texto (e basta saber ler para compreender…) é muito mais de fundo, contra um programa nebuloso, que a um profissional individualmente falando. Fora que a essência do texto é o carão que o perfil oficial do Ministério da Saúde levou: primeiro negando, depois sendo desmascarado facilmente e, agora, admitindo que falou bobagem antes. Erros, todos cometem. Médicos, procuradores, pedreiros… Todos;

    4) Se você usa como argumento o batido “criticou o Mais Médicos = é contra mais profissionais para atender os pobres”, pode ficar de boa aí discutindo com as paredes. Eu nem respondo;

    5) O truque de se dizer sem preferências político-partidárias para afetar uma neutralidade não cola. Todo ser humano tem inclinações políticas. Sacar essa carta da manga só serve para tentar se mostrar isento no debate. Um truque batido na internet, que nem merece resposta.

    6) Por fim, peço (na verdade IMPLORO!) que me cobrem pelo que efetivamente escrevi, não pelo que acham que escrevi. Sério, há comentários aí me acusando de ter dito coisas que sequer pensei.

    Resposta
    1. Roberto

      Caro blogueiro,
      …Se você realmente acha que não disse que é contra o programa e médicos estrangeiros é porque caiu em uma armadilha da palavra escrita e não soube se expressar. Por isso interpretamos textos, analisamos imagens, associamos, inferimos, concluímos e não apenas “lemos” e, lendo nas “entrelhinhas “, ou seja, interpretando seu texto, é exatamente isso que você disse: sou contra o programa e sou contra médicos estrangeiros:
      “um médico estrangeiro, trazido ao país segundo as regras vergonhosas do programa Mais Médicos (sem ter prestado o exame Revalida), receitou uma medicação numa dosagem muito maior que aquela correta”, existe ai uma relação clara no que você disse.
      É isso, a palavra escrita é poderosa e escrever bem não é para todos !

      Resposta
      1. yashagallazzi Autor do post

        “A palavra escrita é poderosa e escrever bem não é para todos”. Eita… Roberto, que dias da semana você dá curso de redação, cara? Tô interessado.

        Resposta
  21. João Silva

    É MUITO SIMPLES! SE O TAL “DR. JUAN” NÃO ESTÁ ESCRITO NO PROGRAMA, O CANALHA QUE PRESCREVEU A MEDICAÇÃO É UM CHARLATÃO. MINISTRO ESCOTILHA, TRATA-SE DE ERRO MÉDICO OU DE CHARLATANISMO?!?!?!?!

    Resposta
    1. yashagallazzi Autor do post

      Está inscrito. O ministério da saúde, que inicialmente negou, já reconheceu isso.

      Resposta
      1. yanelis

        Os medicos q estao no programa o carimbo o diz,
        nome do medico, em baixo o CRM, e logo ” programa mais medico para o brasil”
        essa e uma mentira mais, aceitem q os medicos extranjerios tem muito menhor atendimento e sao mais humanos

        Resposta
  22. jair

    Ok amigo, vejo que você é pertidário político. Talvez tu nunca soube o que é pobreza e talvez nunca precisou acordar as 4 da manhã para conseguir uma consulta médica, talvez seus pais nunca ficaram 1 ano aguardando uma consulta com um Médico. O senhor está aqui criticando algo que está ajudando milhões de brasileiros. Ok, use seu pano de saúde, é mais fácil ou menos ruim.

    Resposta
    1. jair

      Sejam bem vindos os que querem ajudar e os senhores Médicos mercenários, procurem ter bons modos e atendam bem, deixem de achar que são deuses, aqui neste país grande parte dos que estudam Medicina é filho de gente que tem poder aqusitivo elevado, agradecam ao PT que deu o FIES para vcs estudarem. Um monte de fensor aqui, falsos moralistas.

      Resposta
      1. yashagallazzi Autor do post

        Cara, não entendi a relação… Quem se formou via FIES não ganhou dinheiro do PT, não. Tomou um empréstimo que precisa ser pago depois. Não foi um “favor” de partido.

        Resposta
    2. yashagallazzi Autor do post

      O argumento de que quem não precisa do SUS não pode discutir o Mais Médicos é tão rasteiro quando aquele segundo o qual só mulher pode discutir aborto. Sério, traga um argumento melhor.

      Resposta
  23. Melissa

    Realmente não acredito que atacar os médicos estrangeiros seja a melhor opção. Temos é que nos concentrar em reivindicar o que toda classe de trabalhadores tem direito. Não somos melhores nem piores que ninguém.
    Gostaria que o Sr Santos me respondesse por que não poderíamos ter carreira de estado? Por que o médico, na maioria das vezes, é contratado como prestador de serviços, sem direito nenhum, sem férias nem décimo terceiro. Muitas vezes obrigado a abrir empresa para poder trabalhar, pois nenhum hospital ou prefeitura o contrata devidamente.
    Acredito sim que o programa mais médicos é uma jogada política e eleitoral do PT, pode ser que por um momento isso consiga suprir a falta de médicos dos locais necessitados. Mas espero que o governo não esqueça que um médico, seja ele estrangeiro ou não, não faz nada sozinho e sem estrutura.
    Se o governo se comprometer em promover melhorias na infra-estrutura desses locais precários no decorrer desse tempo aí sim estamos falando a mesma língua.
    Existe uma proposta que não acho tão ruim (não me apedrejem por ter uma opinião contrária a alguns colegas). A de que todo estudante da área da saúde (ou até mesmo de outras áreas) proveniente de universidades públicas dedique o primeiro ano após a sua formação concluída para trabalhar em algum estabelecimento público. É uma forma de sanar a falta de profissionais nas áreas mais carentes, será rotativa e contínua. E é uma forma desses estudantes contribuírem para a sociedade em troca do estudo financiado pelo governo.
    Então se o governo tivesse mesmo interesse em melhorar a saúde da população ela teria um programa mais sólido e embasado do que esse. Ao invés disso, ele prefere impor uma situação emergencial sem se comprometer com o que acontecerá depois.

    Resposta
  24. JoséSilva

    Concordo em partes como o seu texto Melissa… Principalmente sobre as dificuldades enfrentadas pelos médicos do nosso país…
    Mas como você mesmo acabou de dizer, que médicos tem contratos como prestadores de serviços, sem direito nenhum, sem férias nem décimo terceiro; por que médicos também deveriam trabalhar “pro governo” para “pagar” o que foi gasto?! Eu entendi que você quis dizer que seria interessante implantar em outras profissões, mas ao que me parece pra esse governo, só é interessante implantar esse sistema somente para os médicos… Mais uma vez os médicos são alvo do governo e dessa campanha populista que utiliza o médico como bode expiatório do caos que encontra-se a saúde do país …
    Fiz faculdade em uma universidade federal; e eu, como a maioria dos brasileiros, pago meus impostos e estudei muito (3 anos!) para entrar em uma faculdade de medicina pública (que é direito adquirido por quem se esforçou muito para estar lá!). Por que eu (e somente na minha profissão) teria que “pagar” ao governo um direito que foi adquirido por mim?! Advogados, engenheiros, professores, etc, também deverão fazer o mesmo como você mesmo falou, já que estamos falando de direitos iguais, certo?! Ah! E os políticos?? Antes de entrar em um cargo público deverão fazer o quê?! trabalhos comunitários de graça?? (esse último ponto seria bem interessante não fosse a dificuldade de ser implementado… já que grande parte da grana de campanha feita de “trabalhos voluntários” dos nossos políticos vem de lavagem de dinheiro…)
    Trabalho no SUS, estudei 6 anos de faculdade, mais outros 2 de especialização e ainda faltam mais 2, fora o internato que atuamos como “médico”, tocando serviço de hospital sem receber 1 tostão (nem para pagar o ônibus ou almoço!).
    Mereço, desde o início do meu trabalho após formado, condições e salário digno de todo o meu esforço e responsabilidade.. Discordo que eu tenha que prestar qualquer serviço para o governo por uma coisa que já paguei e continuo pagando, num valor altíssimo, que são meus impostos, sem receber quase nada em troca… Conheço vários médicos que fazem trabalhos voluntários nas horas vagas (inclusive eu me incluo nessa lista), mas trabalhar obrigatoriamente para o SUS como única fonte de renda??? E para um governo corrupto??? Tenho dificuldades financeiras, filho, contas, família, impostos, etc…
    Agora, imagine um estudante de medicina de uma faculdade pública, que já tem uma certa demora em entrar nessa faculdade devido à dificuldade de ingressar na mesma… após se formar, trabalhar no SUS obrigatoriamente, fazer residência, especialização da residência, quando chegar aos 35 anos (se não mais) é que começá a ter uma vida profissional, com remuneração digna, para poder pensar em comprar sua casa e constituir sua família, etc… Médico também é gente… Médico quer casar, ter filhos, casa, quer sair, viajar e também aproveitar um pouco a vida… e, como todos que lerem isso, também querem fazer isso em uma idade que lhes permita… (vale a velha máxima: “Pimenta nos olhos dos outros é refresco!”)
    Desculpa… Sei que a sua intenção foi boa e elogio aqui suas críticas referentes à saúde brasileira! Mas não sou adepto desse papo de trabalhar obrigatoriamente pra pagar uma “dívida” com o governo ou sociedade em nenhuma das profissões… Nosso governo já é bem cruel com a nossa profissão.. Um médico residente ganha menos de 10 reais a hora e o Programa Mais Médicos não dá qualquer garantia trabalhista para os médicos (e se ficar o médico ficar doente? E as férias? e o 13º?). Fora, claro, as condições de trabalho e os riscos que vivemos todos os dias (você mesmo citou todas essas coisas…).
    Agora, um programa que obrigue o recém formado a trabalhar obrigatoriamente no SUS… Acho melhor nem imaginar o que sairia daí… Cansei de acreditar que nosso país é governado por pessoas “boazinhas”… O próprio SUS preconiza que um médico para atuar no PSF deve ser altamente especializado nas áreas básicas da saúde (entender bem de gineco, pediatria, clínica e cirurgia). O SUS preconizou inclusive, até pouquíssimo tempo atrás, que não deve o recém formado atuar no PSF já que não tem experiência o suficiente para tal… Contraditório não?!
    Se tudo funcionasse no nosso país de acordo com já gastamos (segurança, saúde, transporte público, etc, de qualidade e de graça) eu repensaria minha ideia, mas agora me desculpa… essa ideia aí de trabalho obrigatório e para pagar uma “dívida” nunca deveria ter sido colocada em pauta nem por ninguém e muito menos pelos nossos representantes políticos, já que são eles que fazem exatamente o contrário do que estão propondo (se é que me entendes…)
    Desculpe mais uma vez… Sei que enfrentas as mesmas dificuldades e sua intenção foi a melhor possível! Quis mais é retratar aqui e mostrar para os outros a dificuldade que também enfrento todos os dias na nossa profissão e mostrar tbm um outro lado da moeda…
    Forte abraço!

    Resposta
    1. Melissa

      Concordo contigo José Silva sobretudo quando falamos sobre o quanto nos dedicamos a profissão e o quão demorado é para conseguirmos enfim chegarmos ao mercado de trabalho com profissão estabelecida e família.
      O que escrevi foi uma opinião. Não concordo como foi exposto pelo governo. Acredito que esta proposta que fiz deveria ser abrangida a todas as áreas profissionais, remunerada e por tempo limitado a um ano. Claro que não e perfeita se for analisada a fundo. E uma proposta dificilmente vai agradar a gregos e troianos.
      Acho que todos devemos expressar nossas opiniões sejam elas boas ou ruins, pelo menos as temos não é mesmo?
      Mas pensando bem, esse meu pensamento só seria bom em condições ideais. Em que tudo realmente funcionasse. Se nossos impostos fossem utilizados para a população, com melhorias na saúde, educação, segurança, estradas etc.
      Portanto, você realmente tem razão José! Rsrsrs
      Acredito que deveríamos nos ater ao nosso trabalho com dignidade e lutar pelos nossos direitos acima de tudo.
      Obrigada pela sua resposta!

      Resposta
  25. Anônimo

    Bom, acho que peguei o bonde andando, mas dei uma lida e tirei minhas conclusões. Estou no sexto ano de medicina, me formo no final deste ano e vendo a situação por dentro, entendo a indignação do Santos (“Procurador da Justiça”) no qual de certa forma protege o PMM e entendo completamente sua posição pois, não digo o Brasil, mas várias regiões carentes do Brasil precisam SIM de mais médicos (isso é um consenso nesta discussão) porém, caro Santos, vamos examinar com calma para não sermos levianos (assim mesmo como vc disse, não quero ser um mero reprodutor de idéias ou ter frases feitas). Você sabe que o médico que se submete a trabalhar em um posto de saúde ou qualquer lugar que não tenha o mínimo de aporte pode ser processado caso o paciente venha a falecer em suas mãos? Somos orientados, enqto alunos aqui, para saber onde daremos plantões para não corrermos esse risco, pois nós, médicos, não temos o poder da cura, sabemos apenas o caminho para Ela!
    Outro ponto, como vc disse que tem um amigo que recebe 30mil reais por mês (fiquei interessado nesse dado!) eu também tenho amigos que se formaram e se submeteram a trabalhar em áreas carentes (e não foram muito longe não, permaneceram no Estado de SP) e as prefeituras não pagam em dia, tendo que se submeterem a “puxar-saco” literalmente de secretários da saúde e pessoas influentes na política para que permanecam em seus cargos nas trocas de governo. (o que quero dizer com isso é que vc não pode generalizar, como deve saber, por um fato isolado!)
    Outro ponto, preciso falar como está sendo pago o salário dos médicos cubanos? Qto dos afamados 10mil reais ficam para eles e qtos vão pro governo cubano? Não quero entrar nesse mérito, Isso é noticiado em todo lugar.
    Outro ponto, qual foi a idéia do PMM? Trazer médico para áreas carentes do Brasil que num primeiro momento elas se restringiriam ao NE, N do Brasil, áreas sabidamente mais carentes, mas o que de fato está acontecendo?? Médicos brasileiros sendo demitidos para contratação de médicos cubanos (como se explica isso? não está faltando médicos?…. acho muito incoerente).
    Outro ponto, Padilha e Dilma querem obrigar, a partir de 2015 formando de medicina a fazer 2 anos da residência no SUS. Onde está a falha? Não se sabe que na maioria das escolas de medicinas reconhecidas e renomadas do Brasil já se tem o Internato, em que o aluno, no quinto e sexto ano passam dando plantões, aprendendo e sendo monitorados pelos preceptores NOS SUS. Eu não sei, até hj, como é uma consulta particular. Já atendi um sem-número de pacientes NO SUS, além do que nestas escolas a residência atende SUS.
    Outro ponto, o PMM como vc deve saber, não é com carteira registrada, vc tem que permanecer por 3 anos atuando e se sair antes disso, vc tem que devolver a BOLSA (porque se fosse salário, além dos impostos que viriam descontados, contaria na carteira de trabalho) que ganhou durante o tempo que trabalhou.
    Finalizando, discordo qdo vc fala que esse PMM mexeu na área de conforto, todos aqui estudamos e fazemos faculdade para termos uma vida melhor e melhores condições (financeiras mesmo) não fosse isso, meu caro, vc não estaria na SUA zona de conforto ganhando um excelente salário e benefícios do governo com plano de carreira aonde quer que vc vá! Agora ter que, à luz de tudo o que expus, concordar com esse programa eleitoreiro e populista é demais! É fácil, para quem tem um pouco de crítica, que Dilma e Padilha estão fazendo o que o povo (massa de manobra e quem os elege) que ouvir! Qtas vezes vc já ouviu alguém do povo falar que não tem médico neste ou naquele serviço? Essa situação foi posta à prova, qdo o governo instituiu a inscrição pela internet e em 1 dia viu-se que o número de inscritos foi MUITO superior ao esperado! Ou seja, TEM MÉDICOS NÃO TEM CONDIÇÃO DE TRABALHO!
    Falar da SUA área de conforto é mais fácil, meu caro!

    Resposta
  26. henrique closs

    Sabe, nós devemos nunca discutirmos o assunto “mais médicos”, com uma pessoa que não tem boa fé, e está a defender os petralhas e vamos mostrar que atitude tomada por padilha e sua turma tem fim eleitoreiro e desvio de dinheiro público coitado das pessoas carentes que certamente ficarão mutiladas quando atendidas por médicos sem capacidade alguma. Vamos colocar na fila de atendimento a mãe do padilha para ser atendida por estes médicos só.

    Resposta
  27. Anônimo

    Esse Anônimo acabou falando quase tudo. só pra complementar:
    1- penso que entendo a revolta do Santos com a falta de médicos. O Maranhão (estado de nosso ex-presidente e ex-comandante do senado) é o único estado que ainda conta com menos médicos do que o recomendado pela OMS – lembrem-se de que os números divulgados pelo governo são de 2010. Em maio desse ano, a AMB já divulgou os dados atualizados que contam com mais de 2 médicos por mil habitantes, acima dos 1,8 divulgados.
    2- Em nenhum momento vê-se médicos xenófobos que são contra a vinda de estrangeiros e sim, contra a prática da medicina sem a devida certificação, sejam brasileiros ou estrangeiros.
    Essa discussão acabou servindo para que médicos se unissem para uma antiga reivindicação:
    3- a de se iniciar uma prova de ordem (como a da OAB). Os médicos formados no Brasil devem, sim, ser avaliados, como acontece na maioria dos outros países.
    4- conheço uma penca de médicos que foi atrás desses 30mil de cidades do interior que o Santos falou, especificamente na Bahia, Paraíba e Rondônia, nos meus casos conhecidos. A maioria recebe um, dois meses e depois para de receber. Isso acontece porque lá eles também são vítimas do jogo político. Passado o período eleitoral, deixam de ser prioridade. Em tempo: um deles, em Jequié-BA, foi bem tratado e está lá até hoje. Coari-AM foi outro caso de um conhecido meu que deu certo.
    5- Mas os outros poderiam continuar por lá se continuassem a receber através de um Plano de Carreira, que foi proposto pela primeira vez em 1996!!! 17 anos se passaram e o que não era emergência, de repente começou a ser de extrema urgência, só porque o povo foi pra rua e o governo colocado em xeque???
    6- Só de curiosidade: quanto ganha um promotor público no interior do Maranhão? com direitos trabalhistas e tudo direitinho? Pois um médico aqui no Rio de Janeiro ganha exatos R1.686,00. Com direitos trabalhistas. Será que vale a pena largar isso por um “estágio” de 3 anos por 10 mil reais sem garantias de que vou continuar trabalhando depois disso? Sem férias, 13o ou outros direitos?
    7- quanto aos erros, errar é humano. Mas quando um médico certificado erra, entra nos méritos de imprudência, imperícia ou negligência, respondendo através de suspensão do exercício da profissão por até 30 dias; advertência confidência; censura confidencial ou pública (publicação oficial em jornais); e a cassação do registro de médico, sendo esta a pena máxima aplicada pelo conselho, além de outras medidas penais que caibam de acordo com o caso. Já, os PMMs, assim como qualquer acadêmico ou enfermeiro que resolva usar o carimbo de outro médico (e isso é mais comum do que vocês podem pensar) responde por exercício ilegal da medicina, que funciona como agravante por qualquer pena, pois apenas a possibilidade de gerar dano já é levada em conta. O que diferencia um acadêmico, um charlatão e um formando no exterior nesse caso?
    8- A dúvida é: quem responde num caso desses? o “médico PMM”, o seu “tutor”, ou a criadora desse genial programa?

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s