Agora é pra valer!

A disputa eleitoral, de fato, iniciou. O primeiro gatilho foi disparado na segunda, quando José Serra falou que o PSDB deveria oficializar desde logo a candidatura do senador Aécio Neves à Presidência. Ele tem razão, afinal a próxima campanha será muito mais “curta” que o normal, com o país prestando muito mais atenção à copa do mundo no Brasil. É preciso, assim, formalizar rapidamente aquilo que até as pedras já sabem: Aécio Neves será o candidato da oposição em 2014.

O segundo gatilho responsável por inicial pra valer a disputa foi disparado ontem, quando Aécio apresentou os 12 pontos centrais que vão nortear o programa tucano na eleição do ano que vem. De forma simples, objetiva e clara, o senador mineiro centrou o discurso na recuperação da confiança nacional, indispensável para resgatar por completo os direitos de cidadania do povo e, assim, colocar o país no rumo da prosperidade.

O documento não é, como disse, um programa de governo. Há muito mais coisa por ser dita, sem dúvida. Mas para um discurso de inauguração de candidatura, achei de ótimo tom. Principalmente a desenvoltura com que Aécio, acusado por alguns de não fazer oposição dura ao petismo, apontou o dedo na cara do governo Dilma e listou suas muitas falhas. Em especial, gostei muito do trecho em que falou que o PSDB não usaria a saúde pública como desculpa para financiar uma ditadura. É isso! Perfeito!

Há todo um jogo por jogar ainda e, não se enganem, ele não será nada fácil. A máquina eleitoral do PT é muito forte e está acostumada a rastejar no submundo político dos dossiês e dos boatos mentirosos, como estamos cansados de saber. Até por isso é bom notar que o candidato da oposição está tentando assumir a agenda da campanha e discutindo alternativas para o país, enquanto o PT usa suas inserções na TV para falar de um Brasil de faz-de-contas, onde ele não seria responsável pelas mazelas sociais – mesmo estando há mais de uma década no poder!

Enquanto Lula coloca a cara na TV para requentar, uma vez mais, a mentira de que o PSDB acabaria com a Bolsa Família, Aécio apresenta e faz aprovar uma proposta que a transforma em política de Estado, não em “bondade do PT”, destruindo de uma vez por todas esse discurso rasteiro. Enquanto o congresso do PT faz ato de apoio aos mensaleiros presos, Aécio vai a público dizer que não tem bandidos de estimação e que qualquer um que cometa crimes deve ser julgado e condenado, independentemente do partido.

O que se viu ontem foi apenas um esboço da disputa eleitoral que teremos em 2014. Mas foi um ótimo esboço: de um lado o Brasil do crescimento pífio, da volta da inflação e do ataque às instituições para defender companheiros bandidos e, do outro, o Brasil que quer um Estado eficiente, as empresas produzindo para garantir o crescimento e o povo tendo oportunidades.

Para mim, está bastante fácil escolher.

Anúncios

Uma ideia sobre “Agora é pra valer!

  1. Lucho

    Para mim tanto faz, vou votar nulo mesmo. E que se dane a democracia (com direito a muitas aspas e muitos sics) representativa.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s