Deputado petista diz que teve vontade de agredir Joaquim Barbosa.

Pois é, a figura daquela imagem lastimável no post abaixo não está satisfeita, aparentemente, em prestar apoio moral a um chefe de quadrilha condenado. Ele quer ir além! Quer dar uma “cutovelada” (muito sic!) em Joaquim Barbosa. Não se enganem: se ainda não estamos a caminho de um paredão de fuzilamento, é porque eles não podem, não porque não queiram fuzilar a todos que ousam divergir d’O Partido… Vejam abaixo:

Vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR) sugeriu ontem durante uma troca de mensagens pelo celular enquanto participava da cerimônia de abertura do ano legislativo que gostaria de dar “uma cotovelada” no presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que estava ao seu lado naquele momento.

Na troca de mensagens, o interlocutor do petista pergunta: “Ele puxou conversa com você?”. Vargas responde: “Não”. A pessoa lhe responde: “E aí? Não vai quebrar o gelo não? Nem um Olá? Pergunta pra ele se vai assinar a prisão do j. paulo?”, numa alusão ao deputado condenado no julgamento do mensalão, João Paulo Cunha (PT-SP), que aguarda mandado de prisão. Vargas responde: “Da uma cutovelada (sic)”. Procurado mais tarde pelo Estado, o deputado petista afirmou: “Não tenho nada a comentar, mas essa mensagem existe”.

Percebam que se trata de um deputado do PT, não de um militante porra-louca qualquer. Aliás, não um simples deputado: o vice-Presidente da Câmara! É escandaloso, para dizer o mínimo.

“Mas trata-se de um fato isolado.” Ah, é mesmo? Bom, vamos lembrar de uma página da biografia de José Dirceu, o líder do mensalão e mentor intelectual desse PT que aí está tomando de assalto as instituições brasileiras. Discursando em São Paulo, Dirceu disse como os militantes petistas deveriam agir diante dos adversários do PSDB. A fala é… Bem… Vejam o vídeo:

Não! André Vargas não representa uma anomalia dentro do PT. Ele representa a essência do PT: a sanha de acabar com o outro, com aquele que é diferente e ousa divergir. Ele está, em suma, mostrando que aprendeu bem a lição do mestre dele, José Dirceu. É essa mentalidade, essa forma de fazer política que vai se apresentar à reeleição, em outubro próximo, escondida sob a foto de Dilma Rousseff.

Anúncios

Uma ideia sobre “Deputado petista diz que teve vontade de agredir Joaquim Barbosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s