Dilma é citada em vídeo como cúmplice moral da tirania venezuelana: o PT joga o Brasil no mais profundo abismo moral.

Por favor, vejam o vídeo abaixo:

Visto mais de 150 mil vezes, ele mostra o relato de alguns jovens sobre os protestos na Venezuela, pontuando o caráter tirânico do governo de Nicolas Maduro. E aos 1:03 do vídeo, aparece ninguém menos de Dilma Rousseff, a presidente do Brasil, exatamente quando o vídeo condena o silêncio cúmplice dos “governos amigos” do chavismo.

O que o vídeo em questão é mais um momento vergonhoso da diplomacia brasileira, atirada na lama ao longo dos mais de dez anos de governos do PT. Essa desenvoltura em emprestar apoio político e moral às protoditaduras latinoamericanas, por exemplo, existe desde sempre no Brasil petista. Vejam o que Marco Aurélio Garcia, assessor de Lula e Dilma, dizia lá em 2007:

Insisto: trata-se de método, não de palavras isoladas ditas ao acaso. Em 2009, o mesmo Marco Aurélio Garcia voltou à carga, vejam:

Mas o que leva os venezuelanos às ruas, num país que vários petistas já disseram ter “democracia até demais”? Eis algumas das coisas que levaram ao limite os venezuelanos, segundo a própria moça do vídeo lá do alto:

– enfrentar longas filas para comprar leite, farinha, açúcar, óleo e papel higiênico;
um venezuelano é assassinado a cada 20 minutos;
– porque não temos como saber o que se passa em nosso próprio país desde que o governo censurou ou fechou os meios de comunicação independentes;
estudantes e líderes políticos estão presos apenas por discordar do governo.

É a um regime que causa essas mazelas a seu próprio povo que Dilma e o PT estão dando apoio político e moral, por afinidade ideológica! É por rebaixar tanto a República brasileira, que Dilma deixou a diplomacia nacional “à deriva”, como bem lembrou o senador Aécio Neves, em recente artigo publicado na Folha de São Paulo. Reproduzo abaixo alguns trechos:

(…) Com a crise política, econômica e social na Venezuela e a escalada crescente da violência e a ameaça real à estabilidade institucional do país, esperava-se do governo brasileiro uma ação diplomática pró-ativa e firme, coerente com a tradição centenária do Itamaraty, pautada no respeito aos direitos humanos, à defesa da liberdade e da democracia.

(…) No lugar de oferecer colaboração institucional para a promoção do diálogo entre as forças políticas em conflito, o Brasil submete sua política externa às conveniências ideológicas, deixando de representar os interesses permanentes do Estado brasileiro para defender o ideário do governo de plantão

(…) O mundo desconfia do Brasil, e não é à toa. Pouco adianta a presidente da República reafirmar no concerto internacional a posição do Brasil como país aberto, democrático, que respeita as regras internacionais, se, na prática, damos guarida a governos autoritários que desprezam a democracia e o Estado de Direito.

O mínimo que se poderia esperar de um país que se quer democrático e livre seria uma condenação veemente dos atos de violência e intolerância vindos do governo venezuelano. Algo como o que foi feito por quatro ex-Presidentes de países latinoamericanos (FHC, Lagos, Arias e Toledo), em carta divulgada ontem. Mas já ficou bastante claro que não se poder esperar de Dilma nenhum ato de estadista, não é mesmo?

Correndo o risco de me tornar repetitivo, quero chamar a atenção para um ponto já tratado aqui mais de uma vez: o PT parece ter bandidos e assassinos de estimação! E os está colocando acima dos interesses da República e do Estado de direito. Foi assim no caso do asilo a Cesare Battisti, no caso dos pugilistas cubanos e está sendo assim, agora, no apoio hediondo a um regime que está matando jovens à luz do dia, na Venezuela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s