Assessor da Presidência admite que ajudou a armar farsa na CPI da Petrobrás.

Vocês devem lembrar de Dilma, na TV, falando que as supostas fraudes na CPI da Petrobrás, praticadas, ao que parece, por políticos governistas, eram um “problema do Congresso”, não é? A presidenta tratou, desde o primeiro momento, de distanciar o Palácio do Planalto do episódio, na tentativa desesperada de descolar sua imagem desse escândalo.

Ontem, porém, um alto assessor da Presidência, Luiz Azevedo (número dois das Relações Institucionais do governo Dilma), admitiu participação no esquema que armou a farsa naquela CPI. Ele admitiu que atuou em duas frentes, inclusive “junto aos parlamentares”. Além disso, apurou-se que “assessores do Planalto pediram que a CPI não votasse vários requerimentos que poderiam criar embaraço para a Petrobrás e para o governo”.

Sobre as denúncias de que algumas pessoas ligadas ao governo teriam conseguido acesso prévio às perguntas feitas na CPI, descobriu-se que “mais de cem perguntas preparadas para a CPI foram foram compartilhadas”.

Notem que o modus operandi do mensalão se repete: primeiro o PT nega todas as acusações. Depois, uma vez apanhado com as mãos sujas, trata de socializar a culpa, apelando pra retórica do “isso sempre aconteceu” no Brasil. Foi o que fez o petista Paulo Bernardo em entrevista concedida ao jornalista Fernando Rodrigues, da Folha:

Acho que se há, isso vem desde Pedro Álvares Cabral. Porque na primeira CPI já deve ter acontecido isso. A não ser que a gente queira fingir que nós somos todos inocentes, que somos muito hipócritas.

A tática é aquela nossa velha conhecida: o PT tenta arrastar todos pra lama, a fim de conduzir a disputa política num terreno que conhece muito bem.

Vejam no infográfico abaixo os detalhes da participação de cada um dos envolvidos da fraude:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s