Um pouco de Rocky Balboa na eleição

Quero crer que vocês conhecem a série de filmes “Rocky”, estrelada por Silvester Stallone. Pois bem, um clássico desses filmes é que Rocky, na luta decisiva, apanha de forma impiedosa do adversário no começo (algumas vezes de maneira desleal, vide o soviético Drago), mas sempre reage, parte pra cima do outro com força e determinação e vence.

Faltam dez dias pro segundo turno da eleição presidencial e, depois de quase uma semana de propaganda eleitoral na TV, ficou bastante claro que Dilma e o PT não querem – e não vão – debater os problemas do país e apresentar propostas para superá-los. Dilma, afinal, é a presidente que trouxe de volta a inflação, que termina o mandato com mais de 60 mil assassinatos ao ano a sujar-lhe as mãos de sangue e, ainda, que comandou a Petrobrás enquanto a empresa era usada para cobrar propina – e 3% do valor ficava com o PT.

Agora chega! Aécio já encaixou os golpes que podia encaixar. O PT é profissional e tentar administrar resultado contra essa gente é perigoso. É hora de partir pra cima com a energia e o vigor que marcaram os últimos dez dias de Aécio no primeiro turno, naquela arrancada espetacular que levou ele a estar, agora, enfrentando Dilma na final.

Esqueçam o mito de que “o povo não gosta de quem bate”. A questão toda é saber bater. E, insisto, chegou a hora de levar Dilma às cordas. As pessoas do Brasil, em sua maioria honestas e trabalhadoras, precisam ser lembradas de que companheiros de Dilma no PT foram presos e condenados por corrupção. Precisam ser lembradas de que um doleiro e um ex-diretor da Petrobrás, junto com o tesoureiro do PT da Dilma, cobravam propina e que o dinheiro sujo ia pros cofres do partido da presidente.

Eu quero as inserções lembrando a cada dona-de-casa que, enquanto o salário dela não chega no fim do mês, teve gente do PT levando dinheiro pública em cueca. Expliquem quantas escolas poderiam ser feitas com os 3% da propina petista. Quantos hospitais a mais teríamos. Quantos policiais a mais nas ruas. Enfim, mostrem para as pessoas comuns que esses escândalos têm, sim, relação direta com eles.

Chega de desferir jabs enquanto o PT ataca abaixo da linha de cintura. Não há tempo de administrar uma vantagem que ainda é bem pequena. Essa eleição está apertada e vai ser apertada até o último dia. Não é hora de clinch esperando pelo gongo. Tem que levar o adversário a nocaute! Tem que golpeá-lo todo dia na TV, de tarde e de noite e, principalmente, nas inserções.

“Mas e quanto às propostas?” Não sejamos ingênuos! Por que uma coisa deveria excluir a outra?! O que eu quero é que Aécio pare de esperar golpes e de só contra-atacar, para ditar a agenda e a pauta da luta. Dilma quer falar de FHC? Ela que fale dele sozinha! Enquanto isso Aécio lembra ao país que Dilma provavelmente se elegeu em 2010 com dinheiro de propina e que Dirceu não está no palanque dela porque foi preso por corrupção. Ela quer falar sobre Maria da Penha e direitos das mulheres? Pois que se jogue na cara dela o assessor da Presidência que foi preso por estupro de menores.

Numa eleição assim, o embate moral não apenas é válido como também é necessário. O povo brasileiro, honesto e decente, só precisa ouvir a verdade pra descobrir quem está do lado dele e quem quer fazer dele cúmplice de banditismo. Chega de segurar os golpes. Vamos pro confronto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s