Arquivo da tag: Caso Palocci

Textículos #1

Muito boa a entrevista do senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Pensei que não viveria o suficiente para ver um político brasileiro defendendo “uma política de segurança pública sem tantos benefícios aos detentos, como indultos e progressão de pena”; ou falando que é necessário o surgimento formal de um partido declaradamente de direita, capaz de defender “o liberalismo, o livre mercado, o mérito e a eficiência máxima do estado”. É um primeiro passo, eu sei. Mas tinha que ser dado. Não há na história do mundo nenhuma democracia séria sem a presença de partidos de direita.

_____

Ao que tudo indica, o bolivarianismo chavista ganhou mais uma na América Latina, agora com Ollanta Humala, no Peru. Na boa, nem vou esculhambar muito o voto dos caras, porque tava tensa a eleição por lá. Se tivesse vencido a filhota do Fujimori, seria o armagedom. Como venceu o filhote do Chávez, será o… armagedom! Sério, não tava fácil escolher. Pobres peruanos…

Anyway, não deixa de ser curioso notar que enquanto a esquerda radical vence e avança na América Latina, seu espaço vai sendo cada vez mais reduzido na Europa, onde os socialistas perderam as eleições. Fica fácil compreender por que o primeiro mundo é melhor que nós. E melhor em tudo!

_____

Eu nem discuto os fundamentos jurídicos que levaram o Procurador-Geral da República a arquivar as denúncias contra Antônio Palocci. Sem dúvida ele entende mais de Direito do que este vosso humilde criado, logo não tenho por que duvidar da argumentação articulada. Em outras palavras, da mesma forma que eu não discuto a construção de uma casa com um engenheiro, não vou discutir a construção de uma peça jurídica com um Procurador.

O que eu posso discutir – isso sim! – são as palavras. Como já disse Shakespeare, “as palavras só são importantes porque têm significado”. De toda a manifestação lavrada pelo PGR, o que me chamou a atenção foi apenas um pequeno trecho:

(…) não é possível concluir pela presença de indício idôneo de que a renda havida pelo representado como parlamentar, ou por intermédio da Projeto, adveio da prática de delitos nem que tenha usado do mandato de Deputado Federal para beneficiar eventuais clientes de sua empresa perante a administração pública. (…)

Minha dúvida é: como afirmar que não é possível concluir que Palocci usou o mandato para favorecer terceiros perante a administração pública se, em razão do arquivamento, não haverá investigação?!

_____

Lembram de Lula na TV, em 2010, dizendo que Dilma estava pronta para governar? Lembram do jingle do PT, falando “agora é Dilma: é a vez da mulher”? Pois é, mais de 50 milhões de brasileiros acreditaram que os petistas estavam falando sério mesmo. Tolinhos…

Imaginem a surpresa dos eleitores de Dilma ao lerem que ela ouvirá Lula antes de decidir o futuro de Antônio Palocci. É tipo assim: “Tá, querida. Eu sei que você é a Presidente, e tal… Mas vai lá na cozinha passar um café pra gente, enquanto eu converso aqui com os companheiros pra acertar o que fazer com essa bronca. E o meu é com pouco açúcar!”

Feministas gonna feministizar…

Caso Palocci: a casa desabou!

Eu sei que vocês estão possivelmente até mais por dentro do “caso Palocci” do que eu. A verdade é que sinto uma preguiça imensa de escrever sobre mais um escândalo do PT. O roteiro, sabemos, será sempre o mesmo: aparece o crime (Dilma chamaria de “mal feito”) > o petista nega > a imprensa mídia é acusada de golpismo > aparecem provas confirmando o crime > o petista diz que isso sempre aconteceu no Brasil > a imprensa mídia é acusada de golpismo > o assunto esfria > fica gelado > e morre.

O lance é que não dá pra não registrar mais essa tormenta que colheu (de novo!!!) a Casa Civil do governo petista. Aliás, me parece a cada dia mais claro que para ocupar aquele ministério o PT exija do sujeito uma folha corrida de respeito. Já foram três políticos envolvidos em maracutaias das brabas, dentre os quais Dilma.

Um famoso líder judeu aprendeu a multiplicar as coisas depois de fazer um estágio com Palocci.

 Agora, esse tal de Palocci… Que sujeito fascinante! Além de multiplicar putaquepariusticamente seu patrimônio em apenas quatro anos, o ministro também valeu-se de sua função para obrigar um órgão público (a Caixa Econômica) a COMETER UM CRIME!

Não! Isso não é boato da Veja, da Rede Globo, do Mossad ou dos Estados Unidos. É fato confirmado pela própria Caixa! Sim, é isso mesmo que vocês leram: A CAIXA ECONÔMICA CONFIRMOU QUE A ORDEM PARA VIOLAR O SIGILO DO CASEIRO FRANCENILDO PARTIU DE PALOCCI!

Como diria Dilma, haja tergiversação agora a fim de explicar algo assim…

P.S.: TUDO o que vocês precisam saber sobre o “caso Palocci” pode ser encontrado no blog do meu bróder Da Cia, e no portal Implicante. Corram para lá imediatamente e leiam tudo!